A Cuca Recomenda: Botão de Rosa

“A Rosa Vermelha é a cortesã mais sofisticada e renomada em toda a Terra Pátria. Nobres, sacerdotes e burgueses ricos são os únicos que podem arcar com sua companhia. Quando é convidada para uma sessão especial para um grupo seleto, lembra-se de sua trajetória até e, acima de tudo, de por que decidiu se tornar uma artista dos prazeres.” Fonte

Botão de Rosa é um conto do autor Erick Santos Cardoso, que originalmente figura na antologia Erótica Fantástica, da Editora Draco. A proposta desse livro é trazer contos eróticos misturados à fantasia. Assim como já comentamos aqui em algumas resenhas, os contos das antologias da Draco também se tornam e-books individuais na coleção Contos do Dragão. E foi então que me interessei por Botão de Rosa.

Esse conto narra a história de uma cortesã, como é dito na sinopse; ele é dividido em partes, que são descritas como manchas, todas vermelhas – talvez uma alusão à própria personagem, que é conhecida como “Rosa Vermelha“. Aliás, todo o conto é muito “colorido” e você claramente consegue visualizar essas cores e as imagens formadas por elas. Aqui as palavras formam uma pintura, principalmente porque a linguagem é muito poética.

“A parede está coberta de flores que não vivem e nem se incomodam com o cheiro das mentiras bem pagas que vivo (…)”

A narração intercala a vida da Rosa Vermelha como uma cortesã e sua vida anterior. À medida que a leitura avança, essas duas vidas aparentemente tão distintas vão se misturando, como uma mistura de cores – lembram-se do que eu falei sobre as cores? Sim essa é uma história de imagens. Na minha interpretação, a vida anterior da personagem era branca e a vida atual vermelha. Essas duas cores são simbolizadas em um quadro que é referenciado em todo o conto de maneira sutil.

Apesar de muito belo, o conto – talvez por sua linguagem madura e poética – é bastante denso e, portanto, não é o tipo de leitura que você consegue avançar rapidamente. Algumas vezes tive que fazer algumas pausas, pois era como se fosse muita informação para absorver. Ao mesmo tempo, é um texto que você tem vontade de sair recortando quotes o tempo inteiro. Esse conto é uma leitura que deixa uma marca no final de tudo, quando você alcança o clímax e as duas cores (ou vidas) se encontram finalmente. Confesso que fiquei bastante impactada pelo final, não estava esperando esse desfecho, o que foi muito bom.

“Minhas roupas foram deixando o corpo e quando sua mão se aproximava da minha pele, sempre havia uma renda, um bordado, um tecido no caminho.”

Apesar de um certo teor erótico, o conto não deve ser confundido com a literatura hot que está pipocando por aí. Ele é muito mais que isso. Nessa história, Erick Santos Cardoso explora o erotismo poético da imaginação, brincando com os sentidos. É um texto provocante, mas não explícito, como ocorre na maioria dos livros desse gênero que estamos acostumados. E esse, para mim, é o melhor erótico: a verdadeira excitação vem da imaginação e dos sentidos; afinal, o prazer começa na mente.

Ficha Técnica

Título: Botão de Rosa
Autor: Erick Santos Cardoso
Editora: Draco
Páginas: 27
Onde comprar: Livraria Cultura (e-book) / Amazon (e-book)
Avaliação: 

Compartilhe:
  • 12
  •  
  •  
  •  


PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem