A Cuca Recomenda: Breve história de um pequeno amor

Ganhei esse livro fofíssimo da minha sogra, que adora a autora. Nunca tinha lido nada da Marina Colasanti – acho, porque às vezes a gente não lembra de todas as nossas leituras infantis -, mas adoro ler livros infantis. Eles geralmente trazem uma inocência gostosa que não existe nos outros livros. É bom, de vez em quando, esquecer esse mundo duro que a gente vive e mergulhar na sensibilidade e na simples ingenuidade de uma história infantil. Com Breve história de um pequeno amor, da Editora FTD, não foi diferente.

“Breve história de um pequeno amor – Uma escritora encontra um ninho com dois filhotes de pombo. Por meio de uma prosa poética, o leitor compartilha as hesitações e os sucessos de uma história de crescimento e desenvolvimento. Como o próprio nome da obra diz, esta é uma história de amor, mas também de ciúme, aflição, paciência, saudade, preocupação, orgulho…” Fonte

A história é, na verdade, muito simples, como são as mais belas histórias (e as mais verdadeiras). A autora, um dia, encontra uma infiltração no seu apartamento e, ao se remover as telhas do telhado para procurar o problema, encontra-se um ninho de pombinhos. A mãe pomba, após isso, afasta-se dos filhotinhos (é o que acontece quando o ninho é tocado por humanos). A autora, sensibilizada com a situação, “adota” os filhotinhos; um deles não resiste, mas o outro sobrevive, e ela continua a cuidar dele, chamando-o de Tom.

breve_história

Ela se apega ao pombinho, dando-lhe de comer, enchendo-o de carinho, até mesmo ensinando-o a voar. Mas é claro que, um dia, o bichinho cresce e, como todas as coisas vivas, toma seus próprios caminhos: empoleira-se no telhado ao invés da janela, começa a namorar uma pombinha (e a “mãe” se enche de ciúme). A história termina também simples, mas cheia de sentimento e toca o leitor intensamente.

Não é apenas a história de uma mulher e seu bichinho. Traz também a simbologia de uma mãe e seu filho que, um dia, como todas as coisas vivas, segue seu próprio caminho. É uma história sobre amor e carinho, e sobre como o verdadeiro amor é abnegado, com uma mensagem que todos deveríamos ouvir: se você o ama, deixe-o livre.

breve_historia1

As ilustrações de Rebeca Luciani são belíssimas e enriquecem ainda mais a obra. Se gosta de se emocionar, seja você filhotinho ou adulto, leia essa história.

Ficha Técnica

Título: Breve história de um pequeno amor
Autor: Marina Colasanti
Ilustrações: Rebeca Luciani
Editora: FTD
Páginas: 48
Onde comprar: Amazon
Avaliação: 

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Março. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Gustavo disse:

    Adorei a simplicidade da história e a simbologia da relação mãe e filho, parece um livro muito legal, e também leio um ou outro com uma temática infantil as vezes. Adorei a ilustração da pombinha kkk

  • Douglas Fernandes disse:

    Que legal, esse tipo de livro é bom pra incentivar a leituras dos pequeninos né…rsrs e claro muitos grandinhos adoram, tenho certeza que eu ia adorar… rsrs

  • Shadai disse:

    Uma boa pedida para dar de presente para a mãe, ou vice-versa!
    Não é muito meu tipo de leitura, mas só por curiosidade se estivesse na minha frente eu o leria, já que é bem curto.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem