A Cuca Recomenda: Despedida de Solteira

Outro dia falei por aqui sobre como e-books são úteis para conhecermos autores novos. Eu tenho vários livros digitais no meu Kindle de autores brasucas novos, mas com a pilha de parcerias, nem sempre tenho tempo de lê-los na quantidade que gostaria. Mas sempre tento pegar um para ler, ao menos, no mês, e mês passado comecei a ler, numa madrugada sem sono (e aí o celular foi de grande ajuda, porque a tela fica iluminada), Despedida de Solteira, da autora Mila Wander. O livro saiu pela Editora Literata em 2013 (tanto em e-book, que foi como li, e em livro físico) e já fez um grande sucesso. Confesso que eu esperava só uma diversão erótica, mas me deparei com um livro denso, com uma trama bem feita e personagens muito bem desenvolvidos e, ainda assim, sensual e divertido. ‘Bora conhecê-lo?

“Amande estava com tudo pronto para o seu casamento: buffet completo, salão de festa, garçons, fotógrafos, igreja, iluminação, filmagem, cerimonial, decoração, convites, vestido, maquiagem, depilação… Ela tinha absolutamente tudo sob controle. Ou melhor, quase tudo…
Sequer havia cogitado uma despedida de solteira!
Guiadas pelas suas amigas – e madrinhas -, Amande descobrirá que nem tudo acontece como o planejado.” Fonte

Despedida de Solteira é muito mais que um livro erótico. Tem, sim, muito erotismo, sensualidade e sexo, claro, mas também tem relações reais de personagens extremamente bem escritos e desenvolvidos. Nós conhecemos Amande, que narra a história, quando ela está às vésperas do casamento. Ela é uma mulher certinha – certinha até demais – que acredita que tudo deve ser meticulosamente planejado, limpo e que as calcinhas devem estar separadas por cores na gaveta. Cheia de manias, Amande sequer consegue dormir com o noivo, com o qual tem aquele sexo “mamãe e papai”, com poucas novidades. Ele é um bom homem e Amande tem certeza absoluta de que terá com ele uma relação segura e estável. De fato, tenho quase certeza que Amande sofre de TOC.

Só aí, pelo desenvolvimento da protagonista, a gente já percebe o quanto Mila Wander teve cuidado ao desenvolver seus personagens. Amande tem cinco amigas inseparáveis, que serão suas madrinhas, e todas elas possuem personalidades distintas e marcantes (e quando digo isso, quero dizer que você identifica e se envolve com a história de cada uma delas, apesar de, claro, elas terem papéis menores no livro). São elas que levam Amande a uma despedida de solteira que promete ser inesquecível em uma casa de praia, com buffet e tudo. O que Amande não sabia era que esse buffet era apenas de homens, ou melhor, homens muito, muito atraentes, gentis e sensuais que prometem servir as meninas do jeito que elas quiserem (mesmo!) por um final de semana inteirinho.

“- Talvez me esqueça de tudo o que acabamos de fazer – comecei. – Na verdade, será preciso e o farei. Vai ser natural, como uma ferida que sangra até cicatrizar.
Ouvi Caleb soltar um longo suspiro.
– Porém duvido de que vá me esquecer de você.”

E aí que o sedutor Caleb entra na história. Amande se sente irremediável e loucamente atraída por ele e, no final, é ele quem vai servi-la particularmente nesse louco final de semana. Eu gostei do personagem, mas, ao mesmo tempo, ele foi também um dos que menos me agradou. Talvez porque ele fosse perfeito demais. É claro, ele tinha, como os demais personagens, um desenvolvimento e uma história, e até mesmo segredos e dramas próprios, mas… sei lá. Ele era lindo demais, cheiroso demais, bonzinho demais… tão bonzinho que eu até fiquei com raiva da Amande por algumas coisas que ela fez com ele! Sei lá, ele era tão incrível, gentil, gostoso e tudo bom de bom que não sei se acreditei muito em sua existência, diferente dos outros personagens, que eram muito, muito reais para mim. Mas, sim, não se pode negar que Caleb tem charme e pegada!

Mas agora vocês me perguntam: vem cá, você outro dia resenhou um conto erótico que falava sobre traição e não gostou por causa disso, como então gostou desse livro agora? Bem, minha gente, é aí que entra a diferença da escrita, do desenvolvimento da trama. Em Despedida de Solteira, a autora não tratou esse assunto com leviandade. Muito pelo contrário. Ela o tratou de maneira séria, real, com todas as dúvidas e culpas que aquela situação poderia gerar para Amande – que, além de tudo, era uma pessoa corretíssima, do tipo quase neurótico até. Mila Wander foi muito cuidadosa com o tema, mostrando uma personagem muitas vezes consumida e freada em suas ações por culpa e caráter. Há todo um desenvolvimento de sentimentos, uma série de escolhas difíceis a serem feitas, um misto de dever e desejo nos sentimentos da personagem. Talvez tenha sido isso, além da ótima narrativa e dos personagens bem feitos, que me conquistou nesse livro. Ele é um erótico divertido, com cenas picantes e sensuais? É. Mas é também um drama muitíssimo bem elaborado, que fala de sentimentos reais com cuidado e atenção.

“Ninguém sabe, de fato, o que está por trás de um sorriso. Ele engana, diferentemente das lágrimas. Elas não enganam ninguém, e foi por isso que me acompanharam durante toda a viagem de volta para casa.”

Por muito tempo torci para que Amande “caísse em si” e focasse em seu casamento, na ótima pessoa que era seu noivo etc etc e tal. Mas a escrita da autora foi tão envolvente e o romance entre Amande e Caleb tão bem desenvolvido que, bem, o casal me conquistou! E é isso que um bom autor faz: conquista o leitor. Despedida de Solteira me conquistou, assim como a escrita de Mila Wander! E o que foi aquele final?! Incrível! E aquela cena bônus no final? Demais! O livro continua em uma série, com mais dois livros até o momento: um pelo ponto de vista de Caleb, outro pelo ponto de vista dos dois, em uma nova história. O legal é que você, leitor, pode escolher se quer ou não lê-los: o primeiro volume fecha uma história, sem finais apelativos. Mas acho difícil querer parar de ler; a escrita de Mila Wander é viciante. A Cuca Recomenda!

Ficha Técnica

Título: Despedida de Solteira
Autor: Mila Wander
Editora: Literata
Páginas: 420
Onde comprar: Livraria Cultura / Amazon
Avaliação: 

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Julho. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Douglas Fernandes disse:

    Gostei da capa… hahahaa
    eu já disse que não sou muito chegado a livros com esse tema, não consigo gostar… =/
    então esse livro não entra pra minha lista…

    [Reply]

  • Michele Lopez disse:

    Adorei a resenha e me deu uma super vontade de ler esse livro. Fico feliz que ele tenha sido lançado como livro e não só como e-book, pois senão não conseguiria lê-lo. Não gosto de e-book, mesmo ele facilitando a vida e sendo prático. Pra mim livro é livro (físico).
    O livro parece ser muito divertido e sensual. Ainda não li nenhum livro parecido e já o adicionei na minha listinha de compras rsrs

    [Reply]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem