A Cuca Recomenda: Excalibur


A Cuca volta hoje vestida de Morgana! Mas é óbvio! Tem coisa mais a ver com a Cuca que a Morgana? Eu acho que não. Sou do time das bruxas. Sou a Cuca-Morgana! E venho ainda empunhando Excalibur (o livro, não a espada, ops). Hoje eu tô podendo! Aliás, já falei para vocês dessa antologia de contos lançada pela Editora Draco nesse post de expectativas recentemente e confesso que estava com as expectativas lá em cima. Comprei o livro no evento da Fantasticon 2013 e logo comecei a ler. É com felicidade que digo que as expectativas foram alcançadas e essa é uma grande seleção da editora e da Ana Lúcia Merege.

“Todos já ouvimos falar do Rei Artur. Desde as crônicas medievais até a literatura contemporânea, passando por meios como o cinema, teatro, quadrinhos e games, muito foi contado sobre ele, seus cavaleiros e o mago Merlin, reinventando o universo mágico cujo centro é a corte do reino de Camelot. A coletânea Excalibur – histórias de reis, magos e távolas redondas abraça esse imaginário, reunindo histórias inspiradas por versões das novelas de cavalaria e releituras contemporâneas, mas sem ignorar a sua origem na mitologia celta. O resultado é a diversidade de estilos, cenários e gêneros que vão da fantasia heroica ao dieselpunk, sempre unidos à atmosfera de magia e aventura que imortalizaram o Rei Artur. Na liderança dessa missão pelo Santo Graal está Ana Lúcia Merege, que divide a Távola Redonda com um conto ao lado dos destemidos Roberto de Sousa Causo, Liège Báccaro Toledo, Luiz Felipe Vasques e Daniel Bezerra, André S. Silva, Pedro Viana, A. Z. Cordenonsi, Ana Cristina Rodrigues, Marcelo Abreu, Melissa de Sá, Octavio Aragão e Cirilo S. Lemos. Batalhas, encantamentos, amores, intrigas e traições – tudo isso e muito mais se revela a cada página de Excalibur, uma homenagem à fantasia medieval e aos heróis que nunca morrem.” Fonte

A primeira coisa que me deixou bem satisfeita foi quando segurei o livro pela primeira vez. A edição está muito, muito caprichada. Papel amarelo e de qualidade, ilustrações dentro do livro e todos os contos têm páginas com ilustrações especiais. Além disso, nos rodapés, há sempre o título do conto e o nome do autor, o que eu acho uma atenção delicada tanto com os leitores, quanto com os próprios autores da antologia.

excalibur_interno1

O livro começa com um prefácio da organizadora e autora de um dos contos: Ana Lúcia Merege. Nele, a autora conta-nos um pouco sobre a história da lenda do Rei Arthur, as obras em que ela apareceu e ainda fala um pouquinho dos contos no final, quase como uma pequena sinopse deles. Gostei bastante disso, geralmente eu vinha no prefácio e lia sobre o que se tratava o próximo conto que leria. É um prefácio um pouco didático, mas está longe de ser cansativo, é bem interessante, principalmente para quem curte essas histórias.

Resolvi fazer essa resenha um pouquinho mais especial: sendo um livro de contos, li e fiz anotações sobre todos eles, e agora vou falar um pouquinho de cada um para vocês, na ordem em que aparecem no livro.

A Memória da Espada, Roberto de Souza Causo espadas5

Excalibur começa muitíssimo bem com um dos melhores contos de todo o livro. É centrado no personagem Darius, que é muito bem desenvolvido: em poucas páginas, você já se vê torcendo por ele, em detrimento do próprio Arthur – apesar de que eu nunca gostei do Arthur, então sou suspeita para falar… O autor conseguiu contar uma grande história em poucas páginas, utilizou de maneira incrível a personagem Morgana (ah, mas eu adoro a Morgana… *suspeita²*) e fez um belo trabalho com a trama escolhida já no título. O conto tem uma linguagem um tanto rebuscada, mas muito fluida. Faz parte do meu top 3 melhores contos do livro.

O Espelho, Liège Báccaro Toledo espadas4

Nesse segundo conto temos uma nova abordagem do tema do livro, algo criativo e bem fora do comum. A escrita da autora é bastante envolvente e esse é o conto mais aterrorizante de todo livro (nem preciso dizer que adorei isso, né?). O final tem um toque macabro que chegou a me arrepiar. Apenas fiquei com a impressão de que, se o conto fosse um pouco maior, com mais algumas páginas, ele seria ainda melhor e o horror da personagem principal seria sentido pelo leitor com maior intensidade.

Momento Decisivo, Luiz Felipe Vasques e Daniel Bezerra espadas2

Aqui temos uma space opera bastante ousada para o tema, centrada em Lancelote. Acho bem difícil fazer uma space opera com tão pouco espaço e, realmente, o conto ficou bastante confuso, com muitos personagens e pouco desenvolvimento dos mesmos, de maneira que o leitor fica um pouco perdido durante a leitura. As referências arturianas foram bastante sutis e algumas vezes precisei reler para entendê-las. Infelizmente, não me agradou.

Cavaleiro Anônimo, André S. Silva espadas4

Conto muitíssimo bem escrito. É uma leitura envolvente e cheia de sentimento. A história fala de inocência, esperanças e sonhos perdidos, mostrando a jornada de um personagem muito bem desenvolvido e que, como diz o título, realmente anônimo. Gostei bastante dessa abordagem: o protagonista não tem mesmo um nome, ele nunca nos é dito durante o conto. Foi uma ótima leitura.

“Árvores são fortes. Vivem muito mais do que nós, sabe por quê? Porque da força que elas têm só brota a vida, nunca a morte. Homens deveriam ser mais como as árvores.” O Cavaleiro Anônimo, Página 66.

excalibur_capa

Mau Conselho, Pedro Viana espadas5

Uma das abordagens mais criativas de todo o livro. E se toda a história de Arthur fosse uma farsa? E se Arthur… não fosse Arthur? É nessa premissa que a trama se baseia e todo o conto foi conduzido muitíssimo bem nas mãos desse autor de apenas e tão somente 16 anos! O quê?! Sério, gente, fiquei pasma, mas muito, muito feliz ao saber disso. Fiquem de olho nesse rapaz, ele tem muito talento para mostrar. Já aqui ele revela uma trama conspiratória bem amarrada, criativa e que encaixou perfeitamente no tema. Tem uma escrita envolvente e é exatamente o tipo de história que deixa o leitor dividido sobre por quem torcer. Meu tipo preferido de história, onde a linha entre o bem e o mal é tênue como na própria vida. Está no top 3 melhores contos do livro.

A Solução Final, A. Z. Cordenonsi espadas3

Aqui temos uma abordagem steampunk da lenda arturiana, mas não achei que ela influenciou muito na trama. É um conto cadenciado e bastante descritivo, porém, apesar de ter gostado do final, achei que ele foi um pouco rápido demais. Senti uma visão maniqueísta de bem e mal; apesar de ser algo que sinto bastante no tema arturiano, não é algo que me agrade muito.

O Herdeiro de Shallott, Ana Cristina Rodrigues espadas4

Conto muito bem escrito, com personagens bem delineados mesmo em poucas páginas. A história é narrada pelo filho de Lancelote e tendo a gostar mais das histórias que dão maior atenção a personagens externos à lenda ou personagens originais. A autora tem um bom controle de seus personagens, dando profundidade a eles, encantando e emocionando o leitor com sua jornada.

A Fada, Marcelo Abreu espadas3

Ideia ótima e muito criativa. Aqui temos uma visão bem original: uma distopia arturiana. O autor, no entanto, demorou um pouco para encontrar o ritmo do conto; o começo foi confuso, o que torna as coisas um pouco difíceis para o leitor se situar no universo da história. É um conto dinâmico, com muita aventura e eu gostei bastante da figura da Morgana nele (ah, Morgana, Morgana!). Infelizmente, há algumas explicações desnecessárias; essas páginas poderiam ter sido utilizadas para outras explicações mais importantes.

Te vejo do outro lado. 
As últimas palavras de Arthur. Eles se encontrariam após o término da batalha, ao final das pontes, já no outro lado das águas. Pensando agora, elas poderiam também significar outra coisa, tipo nunca mais vou te ver.” A Fada, Página 151.

excalibur_interno3

O Fio da Espada, Melissa de Sá espadas5

Esse é outro conto muito bem escrito, com palavras escolhidas com cuidado pela autora. A história tem um ótimo ritmo, flui com muita facilidade e, quando você percebe, já está no final do conto. Aqui acompanhamos a jornada de um aspirante a cavaleiro, um rapaz ousado e de origem humilde, que admira Arthur, mas acaba se tornando escudeiro de Lancelote, para desagrado de ambos. O personagem é muito bem escrito e o final é surpreendente, mas um pouco rápido. Durante a leitura percebe-se que houve uma boa pesquisa e cuidado com a lenda. As descrições são deliciosas, bem feitas e quase poéticas. Mais um conto para o meu top 3 melhores contos.

“- E o que o rei poderia dar a pobres coitados como vocês?
– Como disse, senhor, somos pobres coitados. O que o rei não poderia nos dar?” O Fio da Espada, Página 163.

As Mãos Vermelhas de Isolda, Octavio Aragão espadas3

Bem escrito e com uma linguagem rebuscada, porém com uma história fraca, sem muita motivação. O final foi sem emoção ou surpresas, seguindo o ritmo morno de todo o conto. Aqui acompanhamos a história de um Lancelote já envelhecido, investigando o assassinato de um cavaleiro. Acho que o que mais me desagradou foi o próprio Lancelote aqui: não consegui sentir empatia com ele, na verdade, cheguei a ficar com raiva dele em alguns momentos. Talvez isso tenha influenciado minha leitura também.

A Dama da Floresta, Ana Lúcia Merege espadas4

Conto muito bem amarrado. Percebe-se aqui um cuidado todo especial na escrita do mesmo. Ler esse conto é quase como ouvir a história contada verbalmente; senti como se estivesse ouvindo minha avó contar uma história. A narradora é uma senhora, chamada de velha pelos outros, que viu muitas histórias em sua vida. Ela é a telespectadora de uma história maior; não é muito ativa na trama, exceto em uma cena em especial, que achei a mais incrível de todo o conto. Há poucos diálogos e muita narração, o que torna o ritmo do conto um pouco lento.

excalibur_interno2

O Rei às Margens do Rio, Cirilo S. Lemos espadas6

A Ana Merege, que organizou essa antologia, certamente guardou o melhor para o final. Não coloquei esse conto no meu top 3 porque ele está além disso: é o melhor conto do livro, na minha opinião. Tão bom que se eu pudesse dava 6 estrelas… e acabei dando mesmo, 6 espadas do Rei Arthur, porque ele merece. O que temos aqui é um conto ousado e bem brasileiro, brasileiríssimo (assim a Cuca fica apaixonada, né, gente?). A história se passa em um Brasil alternativo, mas temos vários e vários toques da nossa cultura, o que achei incrível, afinal, o tema é medieval, muito europeu, e o autor conseguiu essa abordagem tão brasileira. Incrível. Envolvente da primeira à última palavra, com descrições que são um deleite, belas, simples e tocantes. História muito criativa, louca, mas criativa. O final, porém, é um pouco aberto e talvez seja essa a única coisa que tenha me desagradado. Esperava outra coisa. No entanto, não estragou o conto, que continua sendo o meu favorito. Fechou o livro com chave de ouro.

“As flores eram feitas de papel colorido, dobradas com cuidado.
A vida é uma mentira, comentou Merlin.” O Rei às Margens do Rio, Página 232.

E aí? A Cuca-Morgana recomenda?

Com certeza, gente! Foi uma ótima seleção da Ana Lúcia Merege, com contos de bons a ótimos (e espetaculares, no caso do último). Li o livro na ordem e por isso posso dizer que a ordenação dos contos na antologia foi muito bem escolhida, intercalando gêneros, estilos, qualidade literária e temas. É um livro muito diversificado, de maneira que, mesmo se tratando de um tema único, é possível ler os contos um atrás do outro sem cansar. A revisão foi perfeita: não encontrei nenhum erro e vocês sabem como eu sou pentelha. E, como eu disse a vocês antes, a edição está super caprichada. Além de ótima leitura, é um livro muito bonito para ter na estante. Recomendadíssimo!

Ficha Técnicaexcalibur_lombada

Título: Excalibur – Histórias de Reis, Magos e Távolas Redondas
Organizadora: Ana Lúcia Merege
Autores: Ana Lúcia Merege, Roberto de Souza Causo, Liège Báccaro Toledo, Luiz Felipe Vasques e Daniel Bezerra, André S. Silva, Pedro Viana, A. Z. Cordenonsi, Ana Cristina Rodrigues, Marcelo Abreu, Melissa de Sá, Octavio Aragão e Cirilo S. Lemos.
Editora: Draco
Páginas: 248
Onde comprar: Livraria Cultura / Livraria Cultura (e-book) / Amazon (e-book)
Avaliação: espadas4

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Ana Lúcia Merege disse:

    Dizer o quê? Só posso agradecer, e muito, pela resenha tão caprichada quanto o próprio livro! :) Valeu mesmo, Karen – ou devo dizer Cuca? :)

  • Karen disse:

    A resenha deu trabalho, mas o livro merecia! ;) E hoje eu sou a Cuca-Morgana! rsrsrs

  • Melissa de Sá disse:

    Geeeeeeeeeeeeente, que resenha caprichada! Nossa, muito, muito legal, Kakazinha. E nem preciso dizer o quanto fiquei feliz de estar no top 3 melhores contos, né? hahahaha Lembrando que você ajudou horrores nesse conto também. :) Que bom que ele ficou fluido e sobre o final rápido, é isso mesmo. Uma cena chocante na vida daquele jovem… e o mundo como ele conhecia acabou. Enfim, não vou ficar interpretando meu próprio conto. rs

    Nem precisa dizer que estou louca pra ler o resto. :) Obrigada mesmo por essa resenha maravilhosa.

  • Karen disse:

    Um livro caprichado desses merecia uma resenha caprichada! ;)
    Eu interpretei assim teu final também, mas ainda assim fiquei UAU, voltei e li de novo, porque foi bem impactante, me pegou no susto.
    Eu não lembro de ter ajudado com esse conto, Mel… Ele foi inédito pra mim. Acho que nessa época eu tava enrolada com uns problemas e não pude ler. =/
    Leia, leia os outros contos. O livro está lindo.
    Parabéns pra todos vocês!

  • Liége disse:

    Que resenha ótima, Karen!! Adorei ler, até mesmo para conhecer um pouco mais sobre cada conto! Obrigada pelas suas considerações em relação a “O Espelho”, fico feliz que, mesmo com suas falhinhas, o conto tenha te conquistado e te deixado com um arrepio no final \o/!! Esse conto foi o meu primeiro flerte com o terror, fiquei até meio perturbada depois que terminei XD.

    Logo, logo vou começar a ler o livro!

  • Karen disse:

    Menina, você tem um pézinho bom no terror, viu? Arrepiou sim. Foi o único que teve essa pegada no livro e eu gostei muito disso. =)
    Parabéns! ^^

  • Jullyane Prado disse:

    Parabéns Karen ótima resenha, e nossa eu tô mega apaixonada pela arte desse livro, eu compraria ele sim, com toda certeza do mundo só pela capa e pela arte, eu simplesmente fiquei impressionada!! Os contos que mais chamaram a minha atenção foram: A Memória da Espada, Momento Decisivo e Mau Conselho!! E só pra finalizar eu sou simplesmente apaixonada pelo Lancelote, a Morgana e o rei arthur!

  • Karen disse:

    Olha, Jullyane, vale a pena mesmo comprá-lo. Os contos são muito bons e o livro tá super caprichado, muito bonito. Mas você pode também aproveitar que vai ter promoção dele aqui no blog a partir de sábado!
    Há, a minha favorita é a Morgana, não tem jeito. *___________*

  • Melissa de Sá disse:

    Vixi, nunca consigo usar o formulário de resposta aqui… mas então, você deu palpite nesse conto sim, só não está lembrando. A Nika foi quem pegou pesado na revisão, mas tenho arquivo de revisão seu aqui. :)

  • Karen disse:

    É, eu não tô lembrada mesmo… mas acho que é porque na época eu tava passando por aqueles problemas que você sabe, aí eu devo ter apagado um monte de coisa da cabeça. Mas fico feliz por ter ajudado de alguma maneira, porque as nossas revisões entre nós três dão sorte! :D

  • Promoção: Excalibur « Por Essas Páginas disse:

    […] de Fantasia e a autora Melissa de Sá, nós trazemos uma super promoção valendo a antologia Excalibur – Histórias de Reis, Magos e Távolas Redondas. Então, para quem quiser ler esse ótimo livro, basta ler as regras e […]

  • Promoção Excalibur | Livros de Fantasia disse:

    […] de Sá) junto com o blog Por Essas Páginas venho com uma super promoção valendo a antologia Excalibur – Histórias de Reis, Magos e Távolas Redondas aqui no Livros de Fantasia. Então, para quem quiser conhecer histórias arthurianas diversas, […]

  • Renata Melo disse:

    O livro está lindo,e contos são sempre muito legais, porque são várias estórias em um livro só, a resenha ficou perfeita bem discritíva.

  • Andréia Nogueira disse:

    A resenha só nos deixa mais curiosos para conhecer o livro. O livro tá tão lindo!!! Morrendo de vontade de conhecer um pouco mais de A Dama da Floresta da Ana Lúcia Merege e saber o porque das 6 Espadas para O Rei às Margens do Rio *-*

  • Cris Aragão disse:

    OLinda mesmo essa edição, adoro livros com ilustrações e contos são sempre bem vindos na minha estante. As lendas relacionadas ao Rei artur tem muito a oferecer, vou ter que adicionar mais esse livro, que não conhecia, à minha lista de desejados, ótima indicação. É muito bom ver uma resenha de livro que foge ao que todo munddo anda comentando.

  • ELIZABETH MACHADO SALLES disse:

    Sempre fui apaixonada por histórias relacionadas à Excalibur e o rei Artur. E essa é incrivelmente emocionante e apaixonante. Não vejo a hora de poder ler e conhecer toda essa história que me deixou extremamente eufórica. Beijos.

  • Shadai disse:

    não conhecia essa obra e fiquei surpreso ao ler a resenha, que livro maravilhoso, parabéns a todos os autores envolvidos.
    adoro livro de contos, acharia esse muito interessante, várias histórias ótimas sobre o mesmo tema.

  • Mylene Leme disse:

    Esse livro com certeza será a aquisição de muitos admiradores de estantes, pois sua arte é linda!
    Adoro livro de contos, e gosto de histórias sobre reis!
    Os contos que mais chamou minha atenção foram O espelho e O Rei às Margens do Rio. Mas tenho certeza que todos tem o seu pedacinho especial que nos fará viajar pra bem longe…
    Parabéns pela resenha, sem dúvidas uma das melhores que li aqui no blog até hoje!
    O carinho que vocês passam aos leitores do blog de toda a obra dos autores e tals só me faz sentir muito especial com toda essa atenção!

    See’ya!

  • REBECCA DE SALLES NEWBOLD disse:

    A história é incrível e emocionante. Não há como não se encantar com a história e os personagens. ansiosa pra ler. Beijos.

  • Andressa Nunes disse:

    Sou apaixonada por essa história e pelo que li na resenha, esse livro mantem a magia, vale a pena conferir.

  • Ana Paula Ramos disse:

    Tbem gostei muito da resenha, achei simplismente linda a edição! Dá vontade de ter na estante só p “mostrar”
    Dos contos preciso comentar do O fios da espada, que adorei ter um otimo ritmo, que qdo vc ve já acabou, e não deixa nada p tras…. e O rei as margens do rio… como não falar das 6 estrelas ein…… ADOREI ser brasileirissimo… nossa deixa nossa imaginação suber aguçada… e a vontade de ler maior ainda!!!!!!! muitos beijos…. parabens mesmo!!!!! =D

  • Jessica Lisboa disse:

    Apesar de nao ser fan de livros de contos essa vou abrir uma exceção pois achei os contos muito bons alem da diagramação que é linda!

    xx

  • Rossana Batista disse:

    Nossa, a história tem haver com um menino de 16 anos?! Ual! Eu não conhecia esse livro mas ele tem uma premissa muito boa, sem falar da capa bonita. Gosto de história que envolvem magias e reinos :D

  • Roberta Moraes disse:

    Adorei a dica! Gosto muito de ler contos de literatura mágica. A capa desse livro é linda e fiquei curiosa para ler e acompanhar as ilustrações que dá pra ver que são maravilhosas!

  • Gabriel Farias disse:

    A minha paixão pelas lendas arturianas começou com um livrinho infantil, “Os Cavaleiros da Távola Redonda”, de Luiz Galdino. Mas, ficou muito tempo adormecida, até eu me reencontrar em “As Brumas de Avalon”, da Marion Zimmer Bradley.
    A verdade é que fiquei encantado com o livro “Excalibur”, primeiramente pelo tema, depois pela própria beleza do livro que chama a atenção. Mas, então, que vem a grande surpresa: autores brasileiros.
    Confesso que, embora haja autores brasileiros incríveis, muito poucos deles vão tratar sobre fantasia e ver um livro publicado por escritores nacionais é simplesmente fascinante. Como escritor amador, é como se uma voz gritasse: “É possível!”
    Sem mais delongas, adorei a resenha e me senti atraído pela maioria dos contos. “O Espelho”, “Mau Conselho”, “Fio da Espada”, “As Mãos Vermelhas de Isolda”, “A Fada” e “A Dama da Floresta”.

  • Ana Caroline disse:

    Gostei dos efeito da pagina e amo os livros que se passam em séculos passados principalmente se for do Rei Arthur.

  • Márcia Sonoita disse:

    Parabéns que resenha magnifica, que maravilha , quando se faz algo com paixão, amei cada palavra, os detalhes, vou querer mt ler !!!!!

  • Nardonio disse:

    Eu adorei a diagramação desse livro. Capa está muito bonita, assim como esses detalhes (ilustrações, nomes dos contos e autores nas páginas, etc.) estão também. A Editora está de parabéns!!!!
    Em relação aos contos, achei alguns bem interessantes. Com exceção de um ou dois que não me chamaram a atenção.

    @_Dom_Dom

  • Willian disse:

    Resenha muito boa, resumindo de forma sucinta, pontos relevantes desse clássico.

  • Fabíola Nunes disse:

    Desde que li a série da Marion Zimmer Bradley, fiquei totalmente encantada a lenda do rei Arthur e de como cada pessoa enxerga os personagens de formas diferentes! Afinal, cada pessoa que conta, coloca um determinado personagem como vilão da história….. Li apenas a resenha geral, para não ter uma total surpresa com as histórias do contos. Me apaixono facilmente pela diagramação dos livros, então é claro, que estou in love com este pelos seus comentários sobre a edição.

  • Ana Claudia Medeiros de Castro disse:

    Não é meu tipo de leitura, mas a capa é tão bonitinha, chama bem a atenção.
    Vou ampliar meus horizontes e dar uma chance ao livro, depois dessa resenha tão detalhada.

  • Falaram de mim #1 | Mundo Mel disse:

    […] acessar a resenha completa, clique aqui. Essa resenha foi republicada com autorização da Karen no meu blog literário, Livros de […]

  • A Cuca Recomenda: Menina Bonita Bordada de Entropia « Por Essas Páginas disse:

    […] Rei às Margens do Rio”, que fecha a antologia Excalibur, organizada pela Ana Lúcia Merege (leia a resenha do conto e do livro aqui). Foi amor à primeira lida. Logo comprei o romance do autor O Alienado – que ainda preciso ler. […]

  • Top Ten Tuesday: Dez livros para quem não lê nacionais « Por Essas Páginas disse:

    […] Mais um de contos, mas agora para quem curte as lendas do Rei Arthur. Se sim, esse é seu livro. Uma seleção cuidadosa e variada, repleta de histórias muitíssimo bem escritas. Outro livro em que de uma só vez você conhecerá vários talentos da literatura nacional contemporânea. Super recomendado. Resenha aqui. […]

  • Top Ten Tuesday: Dez livros para quem gosta de contos « Por Essas Páginas disse:

    […] Você curte histórias do Rei Arthur? (ok, não precisa ser exatamente dele, quem sabe você prefira o Lancelot, a Guinevere ou, como eu, a Morgana!) Pois é, essa antologia da Editora Draco organizada pela competente Ana Lúcia Merege é um livro excepcional que trata do gênero. Com contos que vão da ficção científica à fantasia histórica, Excalibur possui histórias fantásticas e é leitura obrigatória para quem curte a lenda arturiana. Mas quem não é tão fã assim também vai amar. As histórias são criativas e envolventes, e o acabamento editorial do livro é de arrasar. Tem resenha dele aqui. […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem