A Cuca Recomenda: Juntos no Paraíso

especial-nacional

Abrimos hoje o Especial Nacional aqui no blog, uma iniciativa do blog Who’s Thanny, para apoiar os autores e a literatura brasileira. Começamos com a resenha desse livro que parece singelo, mas traz consigo uma sensibilidade e maturidade incríveis e surpreeendentes.

“Algumas pessoas se debatem antes de morrer, como se milhares de abelhas as picassem por dentro, outros gritam com a dor inimaginável. Lídia não, morreu como se dormisse, segurando minha mão, serena, talvez por não querer me acordar. Será a morte um eterno dormir? Se for, ela dormia, e em seu sonho não era para o paraíso bíblico que ela ia, onde para se entrar é preciso ser severamente julgado.

Nesta novela, Victor Almeida procura explorar as possibilidades de vida num contexto isolado do mundo exterior, um paraíso particular onde só importa o amor e onde, com alguma sorte, as pessoas vivem felizes para sempre.” Fonte

Eu li esse livro em apenas uma noite. Além de ser curto, ele é delicioso. A escrita é tão fluida, tão sensível e honesta, que não consegui perceber o tempo passar ao lê-lo. Esse é daqueles livros que, quando você vê, não dá quase nada por ele, mas depois se surpreende, toma um tapa na cara e pensa: como eu pude não me importar?

Victor Almeida é ousado, sensível e profundo em poucas páginas. A história gira em torno de apenas dois protagonistas e seu gato, que se escondem do mundo e criam um universo particular. Constroem paredes, isolam-se da sociedade, vivem de acordo com suas próprias regras, como em um paraíso só seu. Eles vivem de maneira simples, mas intensa. Cada página, cada dia, é intenso.

“Estamos sempre tentando proteger a quem amamos”, diria o gato, caso pudesse se comunicar com os humanos através de palavras. E seguiria dizendo que ele estava enganado, não poderia protegê-la de tudo, e que, no fim, não ela, mas ele choraria. Página 37.

Victor mostra, em seu livro, como a verdadeira felicidade é simples e amor não é tão complicado como a gente pinta. Mas mostra também que a vida é implacável, não poupa ninguém e, por isso, o que importa é o agora, é esse minuto, o presente. Um dia tudo o que a gente viveu se transforma em lembranças e elas serão tudo o que vamos possuir. Vai ser por ela que viveremos. O final é belo e sensível, fazendo jus a todo o restante da obra. Em um livro tão pequeno, o autor trouxe uma sequencia de reflexões. Esse é um livro que mora na gente e se ele tem um defeito, é ser tão curto. Ele tem um defeito que quase todos os bons livros tem: o de a gente não querer que acabem.

Ficha técnica:

Nome: Juntos no Paraíso
Autor: Victor Almeida
Páginas: 84
Editora: KBR
Onde comprar: Livraria Cultura / Livraria Cultura (e-book) / Amazon (e-book) / Site do autor
Minha avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Jullyane Prado disse:

    Poxa ele é bem fininho né?! 84 páginas. rsrrs, mas ele deve ser incrível, um livro de bastante reflexão e eu amei a iniciativa do blog em valorizar autores nacionais, porque ultimamente os autores que mais tem ganhado destaque no Brasil são os estrangeiros, mas que legal que vcs reconhecem os trabalhos nacionais!

  • Karen disse:

    Super fininho, Jullyane, você lê em um dia. Duas horinhas, se pegar para ler direto. E é delicioso.
    Obrigada! Nós realmente gostamos de falar de nacionais aqui, temos que valorizar o que é bom e é nosso, não é? =) Tem muita coisa boa aqui na nossa terra.

  • Lucas Grima disse:

    Confesso que eu leio poucas obras nacionais. Um dos melhores livros que eu já li, de um autor brasileiro foi “Um E-mail em Vermelho”. Ele é um pouco maior que Juntos no Paraíso, mais segue no mesmo estilho: é tão gostoso que você pode ler em um dia. Nunca tinha ouvido falar desse autor, e esse livro nem é tão antigo. Gostei da estória, vou dar uma chance e quem sabe tirar as mesmas conclusões da Karen.

  • Karen disse:

    Lucas, então aproveite as dicas da Cuca e leia mais nacionais! Tem vários ótimos que indiquei na coluna. Tem inclusive coisas minhas (olha o jabá! rs).
    Não li o livro que você comentou, mas vou procurar!
    Dê sim uma chance a Juntos no Paraíso. Tenho certeza que vai gostar, é um livro muito bem escrito.

  • Claudia Nobre disse:

    Acho super válida essa iniciativa de apoiar e divulgar a literatura brasileira, que é tão rica, tão variada e tão valorizada no exterior. Até estranho como, aqui no blog, se fala tão pouco do que é e foi produzido no Brasil e em língua portuguesa, como se fosse uma literatura de menor valor. Nota 10 para essa iniciativa.

  • Karen disse:

    Claudia, você acha que aqui no blog a gente não fala o suficiente de literatura brasileira? Por favor, exponha mais sua opinião e nos diga no que podemos melhorar. Estamos sempre tentando ler mais autores brasileiros, por isso temos a coluna da Cuca, sem contar as demais resenhas nacionais. Mas tenho que discordar do que disse sobre acharmos que a literatura brasileira é de menor valor: em nenhum momento foi dito isso aqui no blog. Inclusive eu mesma tenho contos publicados, então seria bastante controverso pensar desse jeito, não acha?
    O detalhe é que nós fazemos resenhas e posts honestos e sinceros, não importa qual a origem do livro. Também não adianta recomendar para vocês um livro que não é bom só porque é nacional, assim como não fazemos isso com os estrangeiros.
    Outro detalhe é que nós lemos sim obras brasileiras, mas o blog é voltado para a literatura, não importa a origem, de maneira que sim, você vai encontrar por aqui muitas resenhas de livros estrangeiros também, como na grande maioria dos blogs literários.
    Sugiro que olhe nossa categoria de Literatura Nacional, tem vários posts só de livros brasucas. http://poressaspaginas.com/category/literatura-nacional
    E tem também a coluna da Cuca: http://poressaspaginas.com/category/a-cuca-recomenda
    Aliás, ontem mesmo redigi um Top quase inteiramente com indicações nacionais. Talvez você apenas tenha que acompanhar mais o blog. ;)

  • Shadai disse:

    Não conhecia esse livro, bem sensível. Ótima ideia de semana especial nacional, temos que valorizar e divulgarmos o que é nosso, sempre.

  • Karen disse:

    O livro é muito indicado, Shadai. E também acho imprescindível valorizar o que é nosso. O blog se empenha para isso, porque gostamos da nossa literatura.

  • Liége disse:

    Eu não comento muito, mas acompanho o blog. Aproveitando o comentário da Karen lá em cima, queria dizer que gosto muito da forma como vocês tratam a literatura brasileira aqui: com respeito, carinho, mas com sinceridade!

    Uma das coisas que mais me deixa triste é ver como, por vezes, as pessoas, ao resenhar nacionais, douram muito a pílula. Eu sou super a favor de incentivar a literatura nacional (eu escrevo também!), mas isso não pode ser feito de forma paliativa, ilusória. Eu já comprei dois livros nacionais que estavam com ótimas resenhas no skoob, com milhares de elogios, e encontrei, ao ler, narrativas que considerei pobres, muitos erros de português (em um dos casos – e isso não tinha sido comentado em nenhuma resenha!) e histórias que não me cativaram por falhas internas e erros de coerência mesmo. Fiquei muito chateada. Gente, elogiar cegamente não é incentivar a literatura nacional, e eu acho muito importante as resenhas feitas com sinceridade que encontro em blogs como esse. Sempre leio sua coluna, Karen, e gosto muito das análises que você faz. Escritores iniciantes precisam de opiniões sinceras, pois só assim podemos melhorar, e é isso que tornará a literatura nacional cada vez melhor.

  • Karen disse:

    Obrigada, Liége! Concordo inteiramente com você, pelos meus dois lados: blogueira e escritora. Como blogueira, acho uma falta de consideração com o autor e com o leitor mascarar a verdade e não ser completamente sincero em uma resenha. Você não está ajudando o autor e, para completar, coloca a credibilidade do blog em cheque, porque um leitor pode ir lá, comprar o livro e se decepcionar, como aconteceu com você.
    Por outro lado, o de escritora, gosto de resenhas positivas? Claro! Mas gosto também que elas sejam sinceras, que acrescentem no meu crescimento como profissional. Já tive sim resenha negativa de livro meu e nem por isso fiquei triste, agradeci e muito a blogueira por ter comprado o livro, resenhado, dado sua opinião sincera, e vou ver os pontos que eu posso melhorar numa próxima vez. Ah, e autor até faz amizade quando lê e comenta suas resenhas, porque os leitores sentem a proximidade.
    Como escritoras, a gente sabe muito bem que opiniões sinceras contribuem pra gente melhorar.
    E eu repito: Juntos no Paraíso é um livro ótimo. Recomendei com toda sinceridade porque adorei o livro. O autor está de parabéns e eu certamente vou ler mais dele.

  • ana paula ramos disse:

    gostei da dica! As vezes um livro assim, é tão bom para ler em uma noite gostosa!
    Gostei por ele ser pequeno e mostrar que mesmo a vida sendo do jeito que ela é, não é tão ruim assim, pelo menos foi isso que eu entendi que o livro passa…. vou anotar o nome aqui para procurar!!

    bjoss

  • Karen disse:

    É muito gostosinho mesmo o livro, Ana. :)
    Na ficha técnica tem várias informações de como comprar o livro, Ana, ele é bem baratinho em e-book se quiser aproveitar. ^^

  • Claudia Nobre disse:

    Oi Karen,

    Acho que fui mal interpretada por você quando disse que não se comentava no blog sobre literatura nacional. Na verdade, eu estava me referindo mais aos comentários que eu leio aqui. Há umas semanas atrás, nem lembro qual foi a coluna, que os comentários (dos leitores do blog) demonstravam o quanto estão lendo pouco a literatura nacional. Alguns até assumiam seu preconceito em relação ao que é produzido aqui (ah! É verdade! Era uma pergunta sobre preconceito). Percebo, nas respostas, pouco interesse, ou conhecimento da literatura nacional. Foi isso que eu quis dizer… apenas isso….

  • Karen disse:

    Oi Claudia,
    Desculpe por interpretá-la mal, li o seu comentário anterior e acho que pensei o pior, por isso fiquei tão chateada, porque o blog tenta sempre incentivar nossa literatura e trazer recomendações sinceras, temos vários posts nacionais e, a outra interpretação que o comentário abriu para mim foi bem impactante e pessoalmente me atingiu. Lembro bem dessa Sexta do Sebo; o tema era sobre preconceito literário e realmente foi bem duro ver algumas pessoas comentando desse jeito da nossa literatura. Peço novamente desculpas e fico feliz que tenha voltado aqui para esclarecer as coisas. =)
    Beijos

  • Karen Araki disse:

    O livro parece muito interessante preciso ler mais livros de autores nacionais, já que a Cuca me indicou esse livro vou indicar o livro o colecionador de borboletas da Cecília Mouta. bjs

  • Michelle Agda disse:

    Bela iniciativa apoiar os autores nacionais, que afinal, também merecem ser reconhecidos!
    A resenha do livro ‘ Juntos no Paraíso’ é uma boa, me bateu uma curiosidade enorme pra ler :)

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem