A Cuca Recomenda: Sobre guerras e deuses

“Houve um tempo em que os homens acreditavam nos deuses e clamavam por vingança contra os invasores. E, naquela noite, um halo vermelho envolveu a Lua e os guerreiros da Britannia ganharam novo ânimo. E a história foi escrita com espadas, lanças, escudos e presas.” Fonte


Quando comprei esse conto do Eduardo Kasse – também autor da série Tempos de Sangue, já com dois volumes, O Andarilho das Sombras e Deuses Esquecidos, universo no qual esse conto está inserido – eu tinha basicamente um único motivo: conhecer a escrita do autor. Já sabia que o Eduardo trabalhava com fantasia histórica, mas ainda não tinha lido nada dele. Começar por um conto é sempre uma boa pedida e, por esse motivo, acho ótima a iniciativa da Editora Draco com os Contos do Dragão, que basicamente são vários contos disponibilizados a preços módicos em formato single. Pois bem, comprei o conto do Eduardo em promoção (aproveitem!) e fiquei muito satisfeita.

O conto se passa na época do Império Romano, uma grande máquina de guerra, que destruía os povos mais fracos por onde passava. Nessa história, eles chegam à ilha de Britannia, onde seu povo nativo resiste, mesmo em menor número, mas com muita bravura. O conto já começa dinâmico, logo antes da batalha, quando os ânimos dos guerreiros estão aflorados. Os dois lados são exibidos para o leitor, de maneira que você não sabe para qual lado torcer – e nem acho que seja a ideia escolher um lado, apesar de eu ter me afeiçoado mais aos celtas, que lutavam por sua liberdade.

Quando o sangue se inflama, até os mais despreparados podem se tornar feras sem piedade.

Já aqui se percebe o cuidado do autor com a pesquisa e a veracidade histórica, apesar de ser uma ficção. É interessante notar que há sim descrição, mas nenhuma é desnecessária ou enfadonha: pelo contrário, o autor delineia uma situação e permite que a imaginação do leitor viaje por espaços demarcados em seu texto. A batalha, as lutas corpo-a-corpo, todo o cenário, são extremamente verossímeis. É um trabalho que vai além da escrita e da imaginação.

Mas o que realmente me surpreendeu positivamente nesse conto foi o elemento sobrenatural que foi nele inserido, na figura da rainha de Britannia, Buddug – e vale lembrar que ela também é uma figura histórica. Há algo de fantástico aqui e até mesmo um toque aterrorizante, que muito me agradou. Para mim, a inserção dessa personagem deu um toque exótico e especial ao conto, uma quebra naquele clima de homens, batalhas e exércitos, mas de maneira extremamente positiva. Foi o que mais me agradou na história e algo que deu um brilho incrível na conclusão sangrenta desse ótimo conto.

Sobre guerras e deuses originalmente é um conto da coletânea Imaginários Volume 5, porém, como já mencionei acima, pode ser adquirido também em versão solo, em e-book. Esse a Cuca recomenda.

Ficha Técnica

Título: Sobre guerras e deuses
Autor: Eduardo Kasse
Editora: Draco
Páginas: 24
Onde comprar: Livraria Cultura (coletânea Imaginários V.5) / Amazon (e-book single)
Avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Mylene Leme disse:

    Eu fui lendo, lendo e lendo sua resenha e não parei de pensar no autor Bernard Cornwell e nas Crônicas Saxônicas. Eu adoro livros assim, onde exista fatos históricos reais com ficção juntos. Pelo jeito vou gostar bastante deste… Valeu da dica!

    See ya!!

  • Aline de Carvalho disse:

    “Já aqui se percebe o cuidado do autor com a pesquisa e a veracidade histórica, apesar de ser uma ficção. É interessante notar que há sim descrição, mas nenhuma é desnecessária ou enfadonha: pelo contrário, o autor delineia uma situação e permite que a imaginação do leitor viaje por espaços demarcados em seu texto.”
    Me ganhou..e ganhou minha vontade de lê-lo. Me canso com muitas descrições e me irrito com coisas fantasiosas a ponto de serem muito forçadas..prefiro o conforto do possível..

  • Caroline Centeno disse:

    Oi, boa noite.
    Já sou viciada em fantasia então me ganhou por esse lado e outro que tem um ponte bem forte é o fato de que conta os dois lados da batalha. Querendo ou não , ficamos sem escolha porque os dois lados tem decisões difíceis e erradas.
    A última vez que fiquei em conflito foi em um documentário da National Geografic sobre a guerra dos EUA e Japão , fiquei com pena de um depois fiquei com raiva. Foi tantas emoções que cansei de “tentar” escolher um lado e fui forçada a entender que não existe um lado.
    Ótima resenha , maravilhosa escolha de livro e parabéns ;DD

  • Jullyane Prado disse:

    Nossa que legaal, bem interessante, eu aprecio muito histórias que se passam a muito séculos atrás, onde as personagens são guerreiros, reis, rainhas e ainda tem algo sobrenatural. Bem interessante, espero ter a oportunidade de ler esse conto!!! Ótima resenha Karen!

  • Jakeline Lima Silva disse:

    Sempre gostei de leituras que abordam histórias épicas verídicas ou não, o legal é que nossa imaginação voa. Sua resenha está ótima, parabéns!

  • ana paula ramos disse:

    Fiquei interessada tbem! Fico muito feliz qdo o autor faz uma boa pesquisa, e deixa o livro bem mais interessante… eu adoro livros sobrenaturais, e se o autor acertar, colocando uma dose de fantasia, deixa bem mais com meu jeito de ler!!
    Gostei tbem de que ele mostra os dois lados do combate, acho que nos dá mais liberdade de escolher um deles!!

    vlw pela dica!!

    bjos

  • Rossana Batista disse:

    Apesar de gostar de histórias que se passem em impérios e tenham lutas com guerreiros, eu não fiquei tão animada para ler esse livro porque não sou muito amante de contos.
    Mas talvez leia em um outro momento.

  • Roberta Moraes disse:

    Fiquei tão curiosa para ler esse conto. Quero saber qual foi o toque eletrizante que o autor adicionou ao livro para que ele tivesse um história diferente das demais que seriam do mesmo estilo, o que faz ele ser único.

  • Jessica Lisboa disse:

    Que bom que tu gostou! Mas esse eu passo, nao sou fan de contos, tenho problema com eles.

    cc

  • ELIZABETH MACHADO SALLES disse:

    Ainda não conhecia, mais fiquei agradavelmente surpresa com a história e curiosa também. Ansiosa pra saber mais dela. Beijos.

  • graziela segredo silvestre disse:

    ainda nao conhecia este livro,amei a resenha,o livro é rico de imaginaçao que nos levam a grandes aventuras,parabens…

  • Fabíola Nunes disse:

    Jamais tinha lido nada a respeito desse autor e você me chamou a atenção. Vou pesquisar mais para saber se vale a pena gastar meus dinheirinhos com algum obra! :)

  • Shadai disse:

    Muito bom! Parece não dever nada aos livros estrangeiros épicos.

  • Dâmaris Carvalho Lima disse:

    Gosto de livros de fantasia, gosto mais ainda guando misturam fatos históricas (como o império romano), fiquei curiosa em ler esse livro!!

  • Nardonio disse:

    Também acho super válido ter o primeiro contato com algum autor através de um conto. Gosto de ler contos, pois geralmente eles são mais ágeis, e dificilmente o autor se perde em descrições desnecessárias. Acho um máximo essa pegada fantástica/aterrorizante que esse conto tem. Fiquei até curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

  • Jéssica México disse:

    Amo contos, e o que você disse chamou muito minha atenção e agora vou procurar mais a respeito do autor, tbm estou ansiosa para ler o livro *.*

  • Ana Paula Candido da Silva disse:

    Adoro contos, gostei bastante da sua resenha. Esse eu quero ler de certeza

  • Top Ten Tuesday: Dez livros que estão na minha lista de leitura « Por Essas Páginas disse:

    […] mas a pilha não deixa! Enfim, Eduardo Kasse foi um autor que me conquistou primeiro em seu conto Sobre Guerras e Deuses e depois com seu romance Deuses Esquecidos. Agora quero ler o primeiro livro dele, O Andarilho das […]

  • A Cuca Recomenda: Deuses Esquecidos « Por Essas Páginas disse:

    […] o conto Sobre guerras e deuses, também parte do universo da série Tempos de Sangue, resenhado aqui no blog. Mas um conto é pouco para se conhecer um escritor, então fui atrás de ler Deuses […]

  • Top Ten Tuesday: Dez livros para quem gosta de contos « Por Essas Páginas disse:

    […] Você curte guerra? Sangue? Literatura medieval? Então Eduardo Kasse é o nome para você, meu amigo. É claro, ele também tem romances publicados (leia as resenhas), mas uma vantagem enorme dos contos é: você pode conhecer o trabalho de um autor pagando pouco e lendo um texto rápido. Aí, se o texto te conquistar, você resolve se vai investir num romance. Mas nesse caso sinto que, quem der a chance, vai investir; o autor é um mestre em criar cenas de ação, cheias de sangue e precisão histórica. Ah, e ele escreve sobre vampiros na era medieval, ok? Vampiros de verdade, mas ainda assim, muito sensuais. Hum, hum! (Ah, tem resenha do conto aqui.) […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem