A Cuca Recomenda: Surpreendente!

Não ando muito afeita a segundas chances, especialmente literárias. Sim, isso é um problema: não se julga um livro pela capa, não se conhece um escritor em uma única obra e, sem novas chances você pode passar longe de muitas decepções e catástrofes em forma de livro, mas também pode perder bons livros e, principalmente, a evolução de bons autores. Mas ultimamente o que penso é: “há tanto para ler”, e então acabo deixando para lá o novo livro de um autor que não tive uma boa primeira experiência. Às vezes, porém, dou essa segunda chance, e ainda bem que fiz isso com Maurício Gomyde; o primeiro livro que li dele foi A Máquina de Contar Histórias, um livro que definitivamente não me agradou. Decidi que não ia pedir Surpreendente! para a Intrínseca, mas a editora enviou para a gente de cortesia e, bem, quando o universo te pede uma segunda chance dessa maneira, é melhor não ignorá-lo. E ainda bem que o universo me sacudiu por essa nova chance, porque fui surpreendida! (E, realmente, esse é exatamente um livro sobre chances!)

capa_surpreendente_03c_300c.indd“Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente.
O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o maior prêmio do cinema brasileiro. O problema: não ter ideia de como fazer isso.
Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.
A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.” Fonte

Apesar do título, Supreendente! conta uma história comum, sobre pessoas comuns. Pedro é apaixonado por cinema: trabalha, se diverte, respira a sétima arte (coisa bem comum para quem ama seu trabalho, especialmente, arte), mas convive com um pequeno porém – “a aberração positiva da natureza”, como ele chama: Pedro teve um problema degenerativo na visão e perdeu grande parte dela, só que subitamente o problema estacionou. Ele, então, vive a vida dele aproveitando essa chance e espalhando boas energias com seu “Cinema Felicidade”. Tem amigos, conhece uma garota incrível, mas…

Mas a vida surpreende, né? Ela vem e te derruba.

É quando Pedro decide filmar o filme da sua vida. Junto com seus amigos, Fit e Mayla, e a menina de seus olhos, Crystal (uma física – adorei isso!), Pedro sai numa road trip em busca desse filme e, mais que isso, em busca de si mesmo.

surpreendente_insta

Não foi a história que me surpreendeu, mas sim como ela foi conduzida. Pra mim, a mágica da literatura vai além de contar histórias fantásticas: é contar histórias comuns, com pessoas comuns, em situações ordinárias, de maneira fantástica. A magia está, justamente, em como a história é contada. Em como os personagens se tornam reais e em como algo normal se torna fascinante.

Tudo o que achei que fez falta no livro anterior de Gomyde está em Surpreendente!: desenvolvimento de trama e personagens, a construção de um passado consistente para eles, cenários, descrições na medida certa e, principalmente, sentimento. Porque, para mim, o problema todo do outro livro foi exatamente esse, falta de sentimento; porém, nessa nova obra, Gomyde transmitiu com habilidade toda a emoção, seja de Pedro, seja dos outros personagens. E eles foram além dos amigos do protagonista, mas também chegou a seus pais, sua avó – e a revelação deles foi o que mais me tocou em toda a história. Em Surpreendente!, Gomyde realmente me emocionou e isso fez toda a diferença na leitura. Sentimento, é disso que ele precisava em sua escrita, e devo dizer que aqui ele o alcançou com brilhantismo.

Além disso, há o prazer de ler paisagens tão brasileiras – e descritas com tamanho cuidado e habilidade que realmente, se não parece que o leitor está lá, certamente parece que está apreciando um belo filme. Talvez tenha sido mesmo a intenção do autor, pois tudo no livro tem um certo ar “cinematográfico” que dá um toque especial à obra e combina perfeitamente com ela. E, claro, há citações simplesmente deliciosas, seja sobre filmes, seja sobre literatura e música – A “Santíssima Trindade”, citação que concordo com Pedro por completo.

“O cinema, a música boa e a literatura são instrumentos da Santíssima Trindade para salvar o ser humano da derrota como espécie.” Página 13

Supreendente! é um livro que vale a pena, mesmo que, como eu, já tenha lido outras obras do autor e não gostado tanto assim. A edição da Intrínseca tem tudo a ver com o livro: detalhada, caprichosa, com páginas coloridas (e uma delas faz traz ainda mais sentido para a obra, muito bem colocada), super confortável de ler. Depois desse livro, fiquei satisfeita ao me sentir conquistada e poder dizer, com alegria, que agora sim acompanharei os próximos lançamentos do autor.

A título de curiosidade: acabei lendo, seguidos, dois livros brasileiros que falam sobre o mesmo problema degenerativo da visão e, consequentemente, sobre cegueira. 🙂 Leia a resenha de Turismo para Cegos aqui.

Livro gentilmente cedido para leitura e resenha pela Editora Intrínseca.

Ficha Técnica

Título: Surpreendente!
Autor: Maurício Gomyde
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Onde comprar: SaraivaLivraria Cultura / SubmarinoAmazon / Shoptime / Livraria da Folha / Travessa / Fnac
Avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

  1. Oi Karen.
    Estava bem curiosa com o livro, depois que vi o booktrailler, estou ainda mais. Tenho “A Máquina de Contar Historias” e ainda não o li. Espero que em breve faça essa leitura e possa logo em seguida poder ler “Surpreendente” também, amoooo historias de superação.
    Obrigada pela dica de “Turismo Para Cegos”.

    Bjsss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.