Adaptação: As Vantagens de Ser Invisível

Desde que li As Vantagens de Ser Invisível (The Perks of Being a Wallflower) pela primeira vez fiquei empolgada para o lançamento do filme. Apesar de não gostar de ter grandes expectativas para nenhuma adaptação cinematográfica – especialmente de livros que amo – com Wallflower isso foi impossível. O primeiro motivo foi que Charlie seria interpretado por Logan Lerman. Sim, Logan Lerman que fez Percy Jackson na horrenda adaptação do primeiro livro da série e conseguiu passar a aura de Percy mesmo com o roteiro original completamente diferente da história do livro. Por isso eu tinha esperanças de que ele conseguisse transmitir a pureza, as dúvidas e problemas de nosso amigo Charlie. O segundo – e maior – motivo da minha esperança em um filme decente foi o fato de Stephen Chbosky – autor do livro – ter escrito o roteiro e dirigido o filme!

Eu não acompanhei as notícias de filmagens ou entrevistas de divulgação do filme, portanto minha opinião é baseada somente como leitora e espectadora; mas eu acredito que a participação direta de Chbosky fez toda a diferença! Me lembro que ao ler Wallflower ano passado eu senti diversas coisas diferentes, mas se fosse para resumir em uma palavra seria identificação. Eu me identifiquei com Charlie, suas dúvidas, suas culpas, sua tentativa de entender o mundo ao seu redor, seu empenho em ser uma pessoa fiel ao que ele acreditava ser certo. Houve momentos em que eu precisei parar a leitura para pensar nas palavras que acabavam de adentrar minha vida, momentos em que parei para exalar o ar que eu nem sabia que estava prendendo, momentos que eu sequei as lágrimas com a palma da minha mão porque não queria abandonar aquelas páginas, nem mesmo para pegar um lenço. Então como, eu me perguntei ao adentrar o cinema, como essa poderia ser uma adaptação à altura de tal livro? Como a versão cinematográfica poderia se comparar a isso?

A resposta é com amor.

Porque o mesmo amor que Chbosky colocou em Wallflower o livro, ele colocou em Wallflower o filme. E a gente vê isso, a gente sente isso. Não estou dizendo que não houve trabalho duro ou que o dinheiro não foi um incentivo. Também não estou dizendo que o filme é 100% fiel ao livro porque é impossível fazer uma adaptação sem que alguns elementos sejam perdidos ou adicionados. Mas o que eu vi foi um filme que me emocionou tanto quanto a obra original; um filme com todas as nuances que fizeram com que eu me apaixonasse pelo livro. Foi uma experiência incrível ver Charlie ganhando vida (porque assim como Logan é Percy Jackson, ele É o Charlie), ver frases completas dos livros ganhando vida nas mãos dos atores. Um filme que – para não desperdiçar um clichê – é infinito!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Lucy disse:

    Ah, Ily! Sempre gostei dos seus posts de adaptação! Eu quero ler o livro e assistir o filme, mas vou esperar um pouco mais, simplesmente por não conseguir mais conciliar minhas leituras.
    Mas o seu post mostra que podemos esperar um bom filme dessa adaptação.
    Muito bom mesmo!
    Bjos bjos

  • Vania disse:

    Awww thanks, Lu! Olha, com esse eu nem consigo falar “leia o livro que é muito melhor que o filme”, não dá. Eles são igualmente maravilhosos! Existem diferenças, mas nenhuma que altere o sentido da história, quem os personagens são ou o rumo que as coisas tomam. Eu pretendo reler Wallflowers em breve, e assim que sair o DVD quero comprar e assistir novamente!!

  • Lany disse:

    Eu queria ler o livro antes de assistir o filme. Bom, chegou a estreia do filme, eu não tinha lido, então falei “Vou assistir o filme assim mesmo”. E para minha surpresa… Cade o filme??? Não passou aqui hahaha! Então, vou encarar isso como um sinal e vou ler o livro antes rs!
    Mas fico muito feliz que temos uma boa adaptação! Eu gostei muito da atuação do Logan em PJ, achei que ele fez um excelente Percy, mesmo com aquele roteiro fanfic AU (bom, não sei se ele leu os livros, mas enfim). Isso mostra que ele relamente é um bom ator!
    E voce não falou nada da Emma… Ela ficou bem no papel?

  • Vania disse:

    Hahahaha aqui ele demorou pra passar também, entrou em cartaz perto de casa tem pouco tempo. E leia sim, é uma leitura gostosa demais e o filme traduz toda a pureza do livro com maestria! O Logan é o Percy pra mim, e ele é o meu Charlie também. Acho que isso nunca aconteceu antes, de um ator tomar o lugar do personagem pra mim duas vezes! A Emma está bem no filme sim! Assim, eu não fiquei pensando “olha a Hermione!” então acho que isso é positivo. Não falei sobre ela porque a história é do Charlie e embora a Sam seja uma grande parte da vida do Charlie, é a história dele, sabe? Mas ela mandou bem também, assim como o Ezra Miller (aliás me deu vontade de ver Kevin só pra poder ver ele como aquele psicopata sob!)

  • Leka Moreira disse:

    Ai, agora fiquei com MAIS vontade de ler o livro.
    Assisti o filme e me APAIXONEI! Principalmente por que todos os personagens são CRÍVEIS. Todos eles você consegue alcançar e sentir totalmente.
    E embora não tenha lido o livro, achei o filme de uma sutileza sem igual. Lindo, delicado, maravilhoso! <3

  • Vania disse:

    É lindo não é, Leka? Pensa nesse sentimento que o filme te passou traduzido em palavras… o livro é maravilhoso! Embora eu acredite que o livro *quase* sempre será melhor que o filme, nesse caso eu não posso dizer o mesmo; acho os dois incrivelmente maravilhosos e não consigo escolher qual dos meios utilizados pra contar a história de Charlie é meu preferido. Leia o livro sim, vale muito a pena!!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem