Bloodlines Read-Along: Capítulos 21-24

E hoje é domingo… Dia de read-along! Estamos chegando nos últimos capítulos de Bloodlines e com isso muitos mistérios serão revelados! Então, peguem o livro e venham acompanhar com a gente. Lembrando que esse post contém todos os spoilers possíveis do livro (e também do final de Vampire Academy, a série anterior) e que vocês podem acompanhar o nosso calendário aqui.

Os meus comentários estão em vermelho e os da Vania em roxo!

Capítulo 21

No capítulo anterior ficamos sabendo que a Sydney iria se vingar de Laurel, mas não sabíamos como! É claro não foi nada muito simples e sem pesquisa. Ela descobriu qual era a marca do xampu que Laurel usava para poder colocar uma mistura que ela havia feito e trocar com o que a Laurel usava, sem ela perceber.

Enquanto isso, Sydney entrega o amuleto pronto para a Ms. Terwilliger. Ela diz que é para a Sydney testá-lo qualquer dia desses e a Alquimista acha isso um absurdo, porque magia não existe e o amuleto é um monte de lixo em um bolsa. Além disso ela acredita que humanos não devem brincar com poderes como esse. Esse argumento eu até concordo, mas o primeiro mostra como realmente os Alquimistas fazem com que as pessoas não questionem as suas regras. Em um mundo onde vampiros são “normais”, por que existir esse tipo de magia seria tão difícil? O que mais me intriga aqui é que quando Ms. Terwilliger pergunta pra Sydney se ela realmente acredita que magia – caso existisse – não era algo que humanos deveriam explorar, ela responde que foi criada dessa forma. Eu questiono: essas crenças são realmente da Sydney individualmente ou ela está apenas repetindo o que ouviu desde criança, querendo acreditar totalmente nisso?

Apesar de todos os problemas anteriores, parece que algo está dando certo com a Jill. Lia – a designer – disse que era para ela ir aprender a como desfilar. Ela pede para Sydney a levar e é claro que ela aceita. Jill está tão feliz que inclusive a abraça, deixando Sydney surpresa (e tentando não se lembrar que uma vampira a estava abraçando) (tenho vontade de contar spoilers dos outros livros).

Voltando para Laurel e a vingança. Depois de tomar um banho, Laurel sai do banheiro gritando. O cabelo dela estava coberto com uma substância parecida com um óleo, dando a impressão de que ela não tinha lavado o cabelo fazia semanas! A cor também estava estranha: ao invés do vermelho, ele parecia estar amarelado. E o cheiro também não era um dos melhores… Quero sempre ser amiga da Sydney, porque ela realmente sabe se vingar!

E então Jill vai conhecer Lia. E ela logo recebe a sua primeira tarefa: treinar andar com sapatos de salto altíssimos (Jill, eu completamente entendo o seu sofrimento…). Quando Lee aparece, Sydney o deixa encarregado de não deixar com que a Moroi se machuque e vai novamente até a Nevermore. O plano era saber se seria fácil fazer com que a loja a vendesse uma tatuagem.

Quando ela entra na loja, tem uma surpresa. O dono começa a falar como se ela estivesse no esquema por causa da sua tatuagem em formato de lírio. Ou seja: algum Alquimista estava ajudando na obtenção dos componentes! Sydney começa a utilizar da informação que ela tinha para que ele não descobrisse que ela não sabia de nada.  Mas o que mais chama atenção é que no final, ele pede pra ela fazer uma pessoa parar de ligar. Essa pessoa pergunta se algumas pessoas altas e pálidas estão na cidade. Pessoas que parecem com vampiros. E quem teria ligado? Essa é uma ótima pergunta! Isso me intriga em vários pontos. Primeiramente como a Lany disse, quem está ligando? Por quê? Por quê estão ligando para a Nevermore? Estão ligando para outros lugares também? Vale deixar registrado que a Jill frequenta a loja de Lia (nesse capítulo é a segunda vez que ela vai até lá, e com seu treinamento para o desfile podemos concluir que ela irá mais vezes), que fica apenas a dois quarteirões da Nevermore. Será que alguém lá poderia reconhecê-la como vampira?

Sydney rapidamente descobre quem era o Alquimista envolvido. O Alquimista conseguiu cuidar do problema que havia levado ao roubo dos suprimentos da loja. E quando o pai de Sydney havia ligado por causa dos relatórios do Keith? Logo depois que a Sydney havia entrado na loja! Muito bem Sage!

Sydney pensa em ligar para a Stanton – a Alquimista responsável pela missão de Palm Springs – mas ela não tem provas. Então, para quem ela resolve ligar? Isso mesmo, para o ADRIAN! (“Attention all hot girls: Free help here.”)

Quando Sydney chega a casa do Clarence, encontra outro pedaço do quebra-cabeças. Ele está fraco, com tonteiras e não consegue sair da cama. Alguém estava tirando o sangue dele e essa pessoa só poderia ser o Keith.

Capítulo 22

Sydney então tenta convencer Clarence a contar o que está acontecendo.  Em troca do sangue e da saliva, Keith está pesquisando sobre os caçadores de vampiros. Eu diria “pesquisando” porque ninguém realmente acredita que eles existam. Mas o Clarence realmente acha que o Keith está buscando informações. Interessante aqui também é que é Adrian quem descobre sobre o acordo deles, surpreendendo Sydney. 

“The only thing he needs is what the guardians wouldn’t give him. Justice for Tamara, right?”
Surprised, I turned back to Clarence and saw Adrian’s words confirmed on the old Moroi’s face.

É um momento tão sutil que a gente quase não percebe: Adrian chega à uma conclusão lógica antes da Sydney. Embora ninguém tenha tocado no assunto com tantas outras coisas importantes acontecendo, eu acredito que aqui o Adrian subiu mais alguns pontos no conceito da Sydney.

Sydney está cada vez mais preocupada com todos esses acontecimentos, mas algo a faz parar por alguns instantes. Quando ela entra na sala, ela está transformada em uma galeria de arte. Sim, Adrian Ivashkov está fazendo os seus deveres de casa. Apesar de não entender algumas pinturas, Sydney fica feliz porque ele está se dedicando a algo.

“But I had to make sure I nailed my first assignment. Takes a lot of tries before you hit perfection.” He paused to reconsider that. “Well, except for my parents. They got it on the first try.”

Eles montam um plano: entrar na casa de Keith e procurar por provas. Antes de eles irem, Adrian faz a pergunta que todo nós queríamos: por que ela o havia escolhido como parceiro de crime? Ela responde que foi por eliminação e a gente finge que acredita. Sydney deixa Adrian na casa, vai para um restaurante bem longe e liga para o Keith a encontrar lá.

Quando Keith desliga o telefone, Sydney repara que tem uma mensagem de voz, do Carlton College. Adrian só vai poder se matricular no próximo semestre e com isso ele não poderá receber nenhuma ajuda financeira. Além disso, ele tem que pagar uma taxa para continuar como ouvinte. Sydney chega a conclusão de que Adrian precisava dessas aulas, porque assim ele tinha algo para canalizar os seus sentimentos. Se ele continuasse indo mais um tempo, talvez ele gostaria tando das aulas que ele continuaria, mesmo quando ficasse sabendo a verdade. Mesmo tentando usar a lógica, Sydney sabe que esse plano tem tudo para dar errado, porque o Adrian vai descobrir a verdade em algum momento. Mas mesmo assim Sydney paga a taxa para ele (todo mundo fazendo AWWW comigo!). Awwww… mas o mais interessante aqui é que ela não tira o dinheiro do bolso dela pra pagar (aliás, isso é algo que eu sempre tive curiosidade: os Alquimistas recebem um salário?) (eu acho que sim, porque ela não pode ter outra profissão, então ela tem que pagar as despesas! Eu acredito que ela deve ter um valor máximo para gastar e depois ela tem que relatar o que gastou para eles. Tanto é que Sydney diz que seria mais fácil passar uma taxa do que pagar todos os meses!); ela inclui a taxa nas despesas dela, pensando que os Alquimistas não vão perceber. E mais uma vez eu digo: Sydney acredita que não está deixando pistas, mas eu acho o contrário, e que mesmo sem ela se dar conta, ela está desafiando os Alquimistas em favor dos vampiros. É lindo como a Sydney, mesmo depois do fiasco das entrevistas, realmente acredita na segunda chance que ela deu para ele!

Logo quando Keith chega, Sydney fica sem saber o que dizer. Mas Adrian manda uma mensagem dizendo que ele havia conseguido e por isso ela tinha que enrolar até que os reforços chegassem. Então Sydney começa a conversar sobre como ele acha que ela está começando a ser amiga dos vampiros. O engraçado é que o Keith acha que o Adrian pode estar usando seus poderes de compulsão – usuários de espírito são incrivelmente bons nisso – para que a Sydney passe a gostar dele. Ah Keith, Keith… às vezes eu quase queria que o Adrian fosse imoral assim, viu. Quase.

“Why does it have to be so cut-and-dried? In your view, I either have to hate them or be in league with them. There’s a middle ground, you know. I can still be loyal to the Alchemists and on friendly terms with vampires and dhampirs.”

Um mistério que aparece no início do livro é revelado: Keith havia abusado sexualmente de Carly. E a gota d’água foi quando ele ele chama a irmã dela de “dada” (a Lany está sendo gentil, essa linda. Ele a chama de coisa pior. E os insultos à Sydney são piores ainda). Sydney taca o café nele (e por sorte não foi uma cadeira!) e foi somente depois que ela percebe que havia estragado o plano, já que o Keith iria embora.

Quando eles chegam na casa de Keith, já tem três Alquimistas com o Adrian, vasculhando a casa. É Keith, a situação ficou realmente nada fácil para o seu lado! Toma, palhaço!!!

Capítulo 23

Uma semana depois era o desfile da Jill. Conversando com o Trey sobre a loja de tatuagens, ela comenta sobre a tatuagem dele em formato de sol. Ele acaba ficando sem saber o que falar, como se tivesse algo que ele não queria que a Sydney soubesse. Então Adrian aparece com um mau humor tão grande que logo Trey sai do lado dela (muito bem Trey).

E é no desfile que nós vemos a transformação da Jill. Não só a aparência, mas também a atitude. Finalmente Jill havia encontrado algo que ela gostava de fazer, e apesar do nervosismo, ela passava uma aparência de uma mulher forte, realmente uma princesa. E ao invés de tentarem esconder a aparência de vampira dela, eles a aumentaram: Jill estava ainda mais pálida, e a palavra que Sydney usa para descreve-la é “transcendental”. Tudo isso é muito bom, tudo está muito bem, mas eu sou uma pessoa preocupada e nada me tira da cabeça que esse desfile foi uma péssima ideia, que mesmo com a Jill usando uma máscara, sua feição poderia ser reconhecida por alguém que soubesse exatamente o que procurar. Eu nunca deixaria a Jill participar desse desfile!

Depois da apresentação teve um coquetel e é lá que ficamos sabendo o motivo do mau humor do Adrian: ele descobriu que Sydney pagou a taxa da faculdade.

“The whole point of this was to get the me money to get out of Clarence’s! I wouldn’t be taking these stupid classes otherwise. You think I want to ride the bus for hours each day?”
“Those classes are good for you”

E esse é o começo de mais uma das discussões entre Sydney e Adrian. É claro que Sydney comenta sobre quando o Adrian pediu para ela acreditar nele e sobre como ele não poderia passar por nada que seja um pouco inconveniente. Adrian fica revoltado porque ela não torna a vida dele mais fácil, só a da Jill. E então a princesa chega e eu realmente achei que a discussão iria parar nesse ponto.

Mas não. Ele continua. E Sydney Sage acaba se envolvendo na discussão e esquecendo das outras pessoas, algo que ela havia acabado de acusar Adrian de estar fazendo:

“Just stop it, Adrian. Can you please not ruin this for her? Can’t you just for one night pretend there are other people in the world who matter besides you?”

E é somente quando Sydney repara no rosto de Jill que ela resolve não só parar, mas também ir embora.

I didn’t know why the fight with him upset me so much. He and I had been bickering nearly since we’ve met. What was one more quarrel? It’s because we’d been getting along, I realized. I still didn’t think of him in humans terms, but somewhere along the way, I’d come to regard him as a little less of monster.

Laurel encontra Sydney e pergunta se ela pode ajudá-la com o problema do cabelo. Ela entrega os anuários para Sydney, mas a Alquimista ainda quer que Laurel pare de atormentar a Jill. Ela aceita e Sydney dá o antídoto para ela.

Sydney resolve ir ao apartamento do Keith para arrumar as coisas dele. Sentada em uma poltrona muito confortável (tatuagens ilícitas realmente geram dinheiro), Sydney analisa os anuários. Alguém bate na porta e essa pessoa é o Lee! Sydney descobre que ele estava em uma das fotos com a Kelly mas isso não era o mais estranho… O livro tinha 5 anos. Era para o Lee ter 14 anos nessa época, mas ele não tinha mudado nada quando comparado com o atual. E os Morois não são imortais!

E então Lee tira uma faca e todo mundo fica desesperado e vai ler o capítulo 24.

Capítulo 24

Sydney chega a conclusão de que foi Lee quem havia cortado a garganta de todas aquelas meninas. Lee começa a falar que ele tentou com humano, dampiro e Moroi mas não deu certo. Ele queria tentar com o Keith, mas como ele não estava mais na cidade, teria que ser a Sydney mesmo.

Sydney continua sem entender nada até que Keith explica: ele era um Strigoi mas algum usuário de espírito havia o transformado em Moroi novamente. E ele estava tentando voltar a ser imortal. WOW!!!! Lee acredita que o sangue dos Alquimistas é mágico. Hmmmm… Vou recapitular um pouco pra quem não está lendo o livro mas acompanha o read-along: Morois são vampiros bons que precisam de sangue mas também comem/bebem coisas normais; eles não são assassinos por natureza, e podem controlar elementos. O mais raro desses elementos é espírito, que pode curar e trazer uma pessoa morta de volta e que também pode transformar um Strigoi (vampiros malvados, que bebem sangue, não podem sair no sol e matam por diversão) de volta em Morois. Foi isso que aconteceu com Lee. 

E então alguém bate na porta. E quem é, QUEM É, QUEM É?

ADRIAN!

(YAY ALGUÉM PRA SALVAR A SYDNEY até o momento em que você percebe que o Adrian também está em perigo OPS NÃO PODE ISSO NÃO!)

Sydney tenta correr para a porta, mas Lee consegue a jogar no chão e fazer um corte no braço dela durante a queda. A porta abre e Adrian entra. Lee coloca a faca na garganta de Sydney e pede para que Adrian sente e coloque as mãos na cabeça. Ele obedece e Lee dá um par de algemas para que ele colocasse. 

Sydney acaba contando o que está aconteceu para ele e Adrian pergunta porque ele não usou as presas, já que é um Moroi. Ele responde que ele já havia tentado mas não tinha conseguido e para disfarçar ele cortava as gargantas, para que todos pensassem que ele o ataque havia sido de um Strigoi.

Lee então diz que ele quer fazer o mesmo com a Jill, e o Adrian fica furioso (GO GO GO ADRIAN!)

“Jill? Don’t hurt her! Don’t even touch her!”

Sydney tenta conversar através do olhar com o Adrian, tentando passar a mensagem de que se os dois atacassem o Lee juntos, talvez eles conseguissem o desarmar. Mas Adrian não estava olhando para ela porque ele estava tentando usar compulsão no Lee. Mas a atenção dele estava totalmente voltada para a Sydney e por isso não estava funcionando.

Lee então passa os dedos na ferida do braço de Sydney, mas quando ele coloca a ponta dos dedos nos lábios, ele fica em choque e com nojo. Ele repete a ação e só diz que “Algo está errado”. E então ele leva os  lábios no pescoço de Sydney, somente lambendo a ferida que ele havia feito ali com a faca. Mas ele não consegue beber o sangue, porque tem algo de errado nele. Lee pega o celular e liga para alguém, dizendo que tem um Moroi e uma Alquimista. Lee pede para que Adrian tire a gravata e ele amarra a Sydney. Me abstenho de comentários, porque…

cap_jack_harkness

Sydney então pergunta porque Adrian havia ido até lá. Ele responde que era para pedir desculpas por causa da discussão no desfile. Sydney fala que o desculpa, mas é claro que Adrian percebe que é mentira. Era para ser um momento fofo, se não fosse toda a situação em que eles se encontravam. Detalhe que 80% do trabalho da Sydney em Palm Springs constitui em contar mentiras: seu sobrenome, histórico familiar, local de nascimento, religião… a vida dela lá é uma mentira que aparentemente ela sustenta bem.

Sydney descobre que são Strigois que vão chegar.  Lee havia feito um acordo: trocar os dois pela transformação em um Strigoi. A situação estava ficando cada vez mais crítica!

Sydney então taca o anuário no Lee. Como? Durante todo o tempo ela estava desfazendo os nós. Ele então deixa cair a arma e Sydney pega o braço do Adrian. Mas eles não vão muito longe antes que o Lee se recuperasse. Adrian, Sydney e Lee começam a lutar e Sydney se lembra das lições de Eddie sobre como dar um soco em alguém. Quando ela tem uma oportunidade, ela faz. Apesar de se machucar no processo, ela consegue nocautear Lee.

Mas eles ainda não estavam a salvos. Quando eles correm para a porta, dois Strigois entram na casa.

E o próximo capítulo? Só semana que vem!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Lucas Grima disse:

    UAL. Agora eu acredito quando algumas pessoas dizem que Bloodlines consegue superar VA em alguns aspectos. A começar pela protagonista, que é apaixonante. <3 Preciso ler logo. Tô adorando essas resenhas duplas, continuem fazendo isso com outros livros.

  • Vania disse:

    Oi Lucas, obrigada! Ficamos felizes que você esteja gostando!!

    E sim, eu particularmente acho Bloodlines muito mais interessante, organizado e bem escrito que VA. Não tem nem comparação pra mim! Espero que você possa ler logo…

    Abraços!

  • Jullyane Prado disse:

    aaaaaaaaah não que tremenda covardia o que vai acontecer com Adrian e Sidney????!!!HAHHA!! Nossa vocês conseguem deixar a gente louca por esse livro!! ótimo! ótimo!!!

  • Vania disse:

    Hahahaha Jullyane, é o livro que faz isso com a gente! Richelle Mead é fantástica nesse quesito, ela sempre deixa a gente querendo mais e mais e mais!!

  • Michelle Agda disse:

    Como a Sydney é má (só que não!) Que jeito legal de se vingar de uma pessoa! haha
    E depois que os Strigois entram na casa, o que acontece? OMG! Estou mais ansiosa a cada capítulo 🙂

  • Vania disse:

    Eu gosto da vingança dela porque ela pega bem no ponto fraco da menina, e é aquela coisa: ela não usa força, ela usa inteligência. Adoro isso!!!

    Abraços!

  • ana paula ramos disse:

    ahhhhhh e chega semana que vem logo para o proximo capitulo… kkkkkk

    ficou bem agitado a historia agora… adoro isso!

    primeiro adorei a vingancinha com o shampoo…. e tbem não sei se foi uma boa ideia a Jill desfilar né.. mas……

    Toda a emoção da briga entre eles, e depois no apartamento do Keith, me deixaram bem animada!!! e oque o sangue dela tem???

    esperar semana que vem então!!! bjos

  • Vania disse:

    Oi Ana Paula,

    O sangue da Sydney é realmente um mistério… mal posso esperar pra descobrir também como isso vai ser explorado!! Estamos quase no final de Bloodlines agora, mas ainda tem muuuuuuuita história pela frente hehehe

    Abraços!

  • Bloodlines Read-Along « Por Essas Páginas disse:

    […] 5-8 14/09 – Capítulos 9-12 15/09 – Capítulos 13-16 21/09 – Capítulos 17-20 22/09 – Capítulos 21-24 28/09 – […]

  • ELIZABETH MACHADO SALLES disse:

    Nossa a história está cada vez mais emocionante e pelo que notei a Jill já está mais entrosada com a Sidney. Que bom. Ansiosa por saber mais dessa série.

  • REBECCA DE SALLES NEWBOLD disse:

    está cada vez mais emocionante a história. superando minhas expectativas. Amando os personagens.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem