Bloodlines Read-Along – The Indigo Spell: Capítulos 21-22


Olááá,

YAY THE FIERY HEART VAI SER LANÇADO SEMANA QUE VEEEM!

Bom, mas antes disso, nós temos que terminar no nosso Read-Along. Hoje é o penúltimo dia e um dos capítulos tem uma cena muito especial! Não se esqueçam de comentar para concorrerem à um exemplar de Laços de Sangue (em português) + um exemplar de The Fiery Heart (em inglês) no final do read-along.

Lembrando que esse post contém todos os spoilers possíveis da série Bloodlines (e também do final de Vampire Academy, a série anterior) e que vocês podem acompanhar o nosso calendário aqui. Os meus comentários estão em vermelho e os da Vania em roxo!

Capítulo 21

 “No. The video didn’t lie. Only the Alchemists did”.

Sydney manda uma mensagem para Marcus avisando que eles tinham que se encontrar naquela noite. Algumas horas depois, ele responde com um endereço e Sydney logo pega a bolsa e sai. O endereço era de uma loja de músicas do tipo que vendia vinil.

Sydney era uma “bomba” e explode quando conta a verdade: sim, eles estavam certos. Master Jameson estava encontrando Dale Hawthorne no vídeo. Ele era uma das pessoas que trabalhava com a Stanton. Marcus diz que talvez Stanton não soubesse da visita mas isso não conforta muito a Sydney, porque tinham outras informações que ela havia escondido. Olha, eu preciso dizer porque tô com isso desde que começamos a releitura do primeiro livro: ou a Stanton tá tramando contra a Sydney de alguma forma ou ela tá meio que contra os Alquimistas também. Eu não confio nela, mas ao mesmo tempo não consigo deixar de confiar nela; ela é tipo o Ben Linus dessa série. Eu também imagino exatamente a mesma coisa!

Marcus então pergunta se Sydney está pronta para quebrar a tatuagem. Sydney diz que não sabe se está pronta! Mas Sydney pensa na informação de que os Guerreiros estão interessados em uma garota desaparecida. E se essa pessoa fosse a Jill, ela precisava descobrir os detalhes. E então, ela diz para Marcus fazer. Uhuuu you go Sydney!!

O processo é semelhante a quando eles retocam a tatuagem: Marcus somente faz pequenas injeções do sangue no lírio dourado. Durante todo o processo, Sydney fica se perguntando “O que você está fazendo?”. Quando Marcus acaba, Sydney pega um espelho. Tirando a vermelhidão, a tatuagem continuava a mesma e ela não se sentia diferente. Quando ele diz sobre selar a tatuagem, Sydney diz que não vai fazer isso, e todo mundo fica confuso.

Sydney quer continuar investigando e quer saber o que os Alquimistas e os Guerreiros estão fazendo juntos. Se ela selar a tatuagem, ela vai ter que fugir. Wade fala o que todo mundo deveria estar pensando nesse momento: Sydney estava deixando um rastro. Um dia, alguém iria perceber que a informação foi roubada. Se ela continuasse fazendo isso, um dia eles iriam notá-la.. E aí a gente já sabe: Re-educação baby! Um dia?? Eu ainda fico admirada da Sydney não ter sido mandada pra rehab ainda….

Marcus e os Merry Men tentam convencer Sydney a deixar os Alquimistas, mas ela é firme: ela não vai correr. Apesar de tudo, Sydney se sente livre porque ela confrontou todo mundo: os Alquimistas, os Guerreiros e os Merry Men. Ela finalmente era ela mesma, capaz de tomar suas próprias decisões. Será que agora ela finalmente consegue assumir o que sente pelo Adrian? Será será será??

Sydney resolve fazer algo drástico, que sinceramente, é sempre mais bombástico do que quando o Adrian faz a mesma coisa. A gente espera que o Adrian aja por impulso, mas não a Sydney. Ela liga para Stanton e diz que os Guerreiros da Luz estão procurando a Jill. Sydney começa a dizer que eles tem que fazer algo e Stanton pergunta se ela tem alguma pista concreta sobre isso. Sydney diz que não, mas que eles tem que fazer algo. Stanton responde que não tem um “nós” ali e que a Sydney não decide o que eles vão fazer. 

Sydney então percebe o erro dela: ela tinha saído de um pedido e ido para uma ordem. Ela praticamente havia gritado. Isso não era uma atitude de Alquimista! ALERTA VERMELHO ALERTA VERMELHO ALERTA VERMELHO! Sydney, não tem nem um dia que você quebrou a tatuagem e já está fazendo isso? Mas será que ela fez isso porque quebrou a tatuagem ou a quebra da tatuagem veio como uma desculpa para ela poder deixar vir à tona sentimentos reprimidos há muito tempo? De qualquer forma, a gente vê aqui que quando se trata dos Alquimistas, não é uma boa ideia que Sydney tome atitudes impulsivas…

Sydney então tem que fazer algo para melhorar a sua imagem. Ela começa a dizer que está muito preocupada com essa missão. Se ela falhar, o pai dela nunca iria perdoá-la. Ela diz que nunca consegue sentir que Jill está completamente segura, nem com Eddie e Angeline. E ela também não se sentia segura porque eles estavam por toda parte. Ela estava estressada e por isso que ela tinha ficado daquela forma… 

Stanton diz que vai levar tudo em consideração e ela iria decidir qual era a melhor decisão a ser tomada. Ou seja, Sydney tenta varrer a sujeira para debaixo do tapete. Mas será que vai funcionar? Com todos os rastros que ela já deixou, será que a Stanton vai cair na história sem uma pitada de desconfiança?

Quando Sydney dorme… Ela é visitada por Adrian. E Sydney conta tudo o que aconteceu com ela.

“Man, Sage. It’s all or nothing with you. Never a dull moment”.

Sydney diz que ela não sabe mais quem ela é, porque ela havia se encontrado com rebeldes, caçado bruxas más, comprado um vestido provocante, gritado com a Stanton… E Adrian lindamente responde:

“And as for who you are, you’re the same beautiful, brave, and ridiculously smart caffeinated fighter you’ve been since the day I met you.”

E Sydney fica feliz, porque o primeiro adjetivo que ele usou foi bonita.

Adrian estava próximo dela e segura na mão da Sydney. Ela ainda estava com aquele rush de felicidade e estar conectada com ele só amplificava esses sentimentos. Adrian então lembra a Sydney que ele não havia visto o vestido que ela havia usando para seduzir Ian. Ela responde que ele não conseguia lidar com isso. Adrian responde que ele consegue. Aham, Adrian.

Pela primeira vez, Sydney sente que quer arriscar algo com ele, mesmo com os argumentos lógicos. Até porque, não era nada perigoso deixá-lo olhar o vestido… (Aham, Sydney). E então Sydney troca de roupa.

ATENÇÃO: Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos nessa cena. Será maior do que fangirling. Vocês estão avisados! E peguem os ventiladores, porque essa cena é hot!

Adrian literalmente olha Sydney da ponta do cabelo até o dedão do pé.  Sydney chega a brilhante conclusão de que talvez fosse perigoso deixá-lo olhar (Sydney, eu já sabia disso desde o início).

“A piece of heaven?” I managed to ask.

He slowly shook his head. “No. The other place. The one I’m going to burn in for thinking what I’m thinking”

E é claro que Adrian se aproxima mais ainda dela, colando o corpo dos dois. Sydney diz que ela está balançando em outro precipício, o que não era fácil de fazer com sapatos de salto alto. Adrian então diz que ele não deveria beijá-la e Sydney diz que tudo bem se ela fizer isso! ISSO MESMO SYDNEY, PARABÉNS! Eu não consigo expressar o quanto gosto dessa cena, por dois motivos: primeiro porque o Adrian prometeu a ela que não a beijaria novamente, e numa cultura patriarcal na qual 99% dos homens acreditam piamente que “não” é código secreto para “sim” (spoiler alert: “não” SEMPRE significa “não!”) vê-lo cumprindo essa promessa aquece meu coração. E segundo porque depois de tanto vai e vem, de tanta confusão e negação, eu acho importantíssimo que a Sydney tome as rédeas da situação, afirmando não só para o Adrian que ela quer ficar com ele, mas mais importante e especialmente, admitindo seus sentimentos para si mesma. 

Adrian fica surpreso e é a Sydney quem começa o beijo – realmente ela estava se sentindo diferente nesse dia. Adrian empurra ela para trás, fazendo com que ela sentasse na mesa. A toalha estava no meio do caminho e alguns copos acabaram sendo derrubados e pratos caem. Vocês acham que a Sydney reparou? NÃO! Ela tinha até esquecido toda a lógica e razão. E bem… vamos deixar a Sydney falar né?

“I wanted him. I arched my back, fully aware of how vulnerable that made me and that I was giving him an invitation. He accepted it and laid me back against the table, bringing his body down on top of mine. That crushing kiss of his moved from my mouth to the nape of my neck. He pushed down the edge of my dress and the bra strap underneath, exposing my shoulder and giving his lips more skin to conquer.”

minions woohoo

E então vários copos começam a cair e Adrian se lembra que eles estão em cima de uma mesa. Adrian, o perfeito gentleman, muda o sonho e eles estão na cama dele. Sydney fica feliz porque não tem mais talheres embaixo dela e eles voltam as atividades anteriores. Adrian começa a beijar ao redor do decote dela e ele diz que é para ela não se preocupar, que o vestido vai ficar. Sydney pergunta se é ele quem tem que tomar essa decisão e Adrian responde:

“Yes,” he said. “You’re not losing your virginity in a dream. If that’s even possible. I don’t want to deal with the philosophical side of it. And besides, there’s no need to rush any way. Sometimes it’s worth lingering on the journey for a while before getting to the destination.”

Metaphors. This was the cost of making out with an artist.

I nearly said as much. Then his hand slid up my bare leg, and I was lost again. Maye the dress was staying on, but he didn’t mind taking liberties with it. That hand slipped under my dress, running along the side of my leg and up to my hip. I burned where he touched me, and everything within me became focused on that hand. It was moving far too slowly, and I grabbed it, ready to urge it on.”

Mais uma vez temos a prova de que, atrás de toda essa fama de bad boy, Adrian é lindamente romântico. E eu nunca imaginaria que seria ele que teria que segurar a Sydney e quando ele comenta isso, ela responde “I’m a quick study”. HAHAHA! Bem, acho que quem leu VA tinha bem uma noção de como no fundo o Adrian é um romântico, não? E em algum outro capítulo aí pra trás, ele comenta que teria que entrar com uma ordem de restrição contra ela, então faz todo o sentido que a Sydney queira, bem, recuperar o tempo perdido.

E então… Alguém começa a acordar a Sydney. UGH!!!

Capítulo 22

Alguém estava batendo na porta da Sydney: Jill. A Moroi conta que Angeline tentou fazer com que Trey entrasse no dormitório delas. Sydney diz que ela não estava tão dedicada a matemática assim e quando Jill diz que eles não estavam estudando, Sydney entende: eles estavam tendo um relacionamento! RED ALERT!! Trey – dos Guerreiros – em um relacionamento com Angeline – uma dhampir. Sim, ele já estava a fim dela antes, é verdade, mas isso me deixa inquieta demais.

Jill diz que Eddie precisa saber e Sydney logo diz que ela não vai fazer isso. Jill responde que Angeline vai fazer porque é o certo mas alguém teria que conversar com ele depois, porque ele iria precisar de um ombro amigo.

E então Jill congela. Durante um momento, ela parecia estar observando algo que não estava ali. Sim, ela estava em um daqueles momentos em sincronia com o Adrian. Quando ela observou Sydney, ela sabia que Jill sabia tudo o que tinha acontecido naquela noite. Eu tenho uma teoria para o motivo da Jill só ter tido acesso a essa informação alguns minutos depois do acontecido, mas não posso dizer nada aqui. Não sei se a Lany concorda comigo também, mas vale lembrar que o vínculo entre eles é mais forte quando as emoções do Adrian estão, digamos assim, incontroláveis.

Essa era uma situação que Sydney não estava preparada. Jill estava muito vermelha e logo diz que ela tem que ir. Até aquele momento, Sydney realmente não tinha entendido o que é estar envolvida com uma pessoa que tinha um laço de espírito com alguém. Todas as emoções que Adrian tinha pela Sydney, Jill havia experimentado. Sydney não sabia como que Rose e Lissa conseguiam suportar isso (nós que lemos Vampire Academy sabemos que não foi nada fácil para a Rose).  Sydney acaba se sentindo mal, principalmente porque ela se lembra que foi ela quem tinha começado tudo. Eu fico com pena da Sydney nessa hora porque pensem, ela é toda certinha, sempre viveu sua vida de acordo com as regras e olhem tudo que está acontecendo agora… e além de tudo, além de ter que admitir para si mesma que sente algo por uma “criatura das trevas,” saber que alguém fora desse relacionamento peculiar está por dentro do momento mais íntimo da sua vida até agora? Coitada…

Sydney esquece um pouco dos seus problemas por causa de Trey e Eddie. Quando Sydney vai conversar com Trey, ele diz que ele não sabia sobre Angeline e Eddie. Sydney acredita nele e diz que ficou mais surpresa pelo fato de ele se envolver com ela. Ele diz que vai ter que terminar o relacionamento dos dois, porque ele não deveria ter deixado chegar nesse ponto.

Sydney pergunta se ele gosta da Angeline e Trey diz que sim. Sydney, surpreendendo a todos, diz que se ele se sentia dessa forma, talvez ele não devesse jogar isso fora. Trey pergunta como ela podia dizer isso e ela responde que o povo da Angeline não tem a mesma regra que eles, então eles não vão se importar.

Durante um momento, Sydney nota um pouco de esperança nele, mas logo depois ele diz que ele não pode. As raças deles não poderiam se misturar e se a família dele descobrisse… Sydney começa a pensar nisso e é claro que ela se lembra do relacionamento dela com Adrian. Minha preocupação maior aqui é o Trey mesmo. Sorry Sydney…

Adrian manda uma mensagem de texto perguntando se ela iria pegar o dragão naquele dia. Ela responde que sim e vai para a casa dele. Quando Adrian abre a porta ele estava brilhando (no sentido figurado, ele não é Edward Cullen *espirra coca-cola no teclado*) mas a expressão dele muda completamente quando ele nota Sydney.

“Oh no. Here it comes,” he said.

I stepped inside. “Here what comes?”

“The part where you tell me last night was a mistake and that we can’t ever do it again.”

E isso era exatamente o que Sydney iria falar. VIRAM COMO ELES ESTÃO EM SINTONIA?? Ela diz que Jill presenciou tudo. Adrian responde que ele nunca mais tinha pensado nisso. Eles haviam conversado sobre o relacionamento dele com outras garotas e ele diz que Jill entendia. Sydney responde que ela tem 15 anos e não deveria estar sofrendo isso. Sydney completa dizendo que ela não era uma garota qualquer e que foi difícil encarar a Jill  depois disso. Adrian então pergunta se ela finalmente tinha mudado de opinião, mas agora iria acabar tudo por causa da Jill.

“Kissing you isn’t exactly ‘coming around’”

He gave me a long, level look. “There was a lot more than kissing, Miss ‘I’m a Quick Study’”.

YES ADRIAN! 

(E nós ficamos nos perguntando quando é que teremos mais do que o “more than kissing” deles).

Sydney diz que vai acabar tudo exatamente porque ela não quer que Jill presencie isso novamente. Adrian pergunta se ela admite que aquilo poderia acontecer de novo e Sydney responde que teoricamente sim, mas que ela não iria dar nenhuma chance.

E então vem a bomba: Sydney vai com Marcus para o México. E então eu quase joguei meu e-reader na parede, porque O QUE VOCÊ ACHA QUE ESTÁ FAZENDO SYDNEY? VOCÊ NÃO DISSE QUE NÃO IRIA FUGIR??? Ao contrário da Lany, eu não tive vontade de assassinar meu e-reader (não nessa parte), apenas revirei meus olhos porque bem, fugir dos problemas… não foi isso que a Sydney fez o livro inteiro? Não dos problemas escolares ou com os Alquimistas ou de magia… mas de um problema particular chamado Adrian Ivashkov? Eu tive vontade de dar uma chacoalhada de leve na nossa Alquimista preferida e falar pra ela virar o disco, come on

Adrian pergunta o que aconteceu sobre o fato de ela trabalhar disfarçada e Sydney responde que ela não vai conseguir por causa de ficar saindo com ele. Adrian diz que ela já está com ele metade do tempo e que ninguém percebe (ALERTA VERMELHO!). Sydney começa a dizer que blá blá blá os Alquimistas vão descobrir blá blá blá não pode expor Jill blá blá blá vão mandar outro Alquimista no lugar dela. Mas se ela selar a tatuagem, ela vai ter que sair dos Alquimistas e vão mandar outra pessoa. Metade do argumento dela é furado! Será que ela mesma acredita nisso?

E aí vem o Adrian jogar verdades na cara da Sydney (eu adoro esses momentos):

“Well, you’d know all about that since you’re na expert in denying yourself the things you want. And now you’re going to leave the country to make sure you can deprive yourself even more.”

Sydney dá um olhar muito frio para o Adrian e ele a observa como se tivesse levado um tapa. Sydney fica triste porque ela não queria machucá-lo e não queria deixá-lo, mas ela não tinha escolha. Hunf Sydney!

Adrian então diz:

“Sydney, don’t do this. You know it’s wrong. Deep inside, you know it is.”

Sydney vai embora e o que ela quer fazer é ir para o seu quarto e chorar. Mas ela tinha que se encontrar com Eddie. Dava totalmente para os dois se juntarem e fazerem uma festa para afogarem as mágoas. Aí junta o Trey, a Angeline e a Jill e tá tudo certo. Chamem o Adrian que ele leva as bebidas.

Eddie diz que ele não deveria ter começando um relacionamento com Angeline. Ele não tinha tempo para esse tipo de distração, principalmente porque ele estava ali pela Jill. E então Sydney começa a dar conselhos que ela mesmo deveria escutar.

“There’s nothing wrong with wanting to be with someone,” I said diplomatically. Unless that person turns your world upside down and makes you lose all self-control.

Sydney então pergunta se Eddie já pensou seriamente em ficar com a Jill. Ele responde que isso estava fora de questão e que ele não poderia pensar nela essa forma. Sydney, dando uma de cupido, responde que Jill pensa nele dessa forma. Depois do desastre romântico dela, uma parte queria que alguém fosse feliz. Eddie fica animado… Por alguns segundos. Ele diz que não pode e que ele tem que focar no trabalho. Vamos lá, todo mundo jogando mamonas pra ver quem é mais cabeça-dura, o Eddie ou a Sydney.

Quando eles vão pegar o Latte para voltar para Amberwood…

O carro explode.

Eddie se joga na frente da Sydney e os dois caem no chão (YAY Mini-Dimitri!). O carro não havia explodido em chamas ou algo do tipo. Mas ele estava cheio de uma substância que havia explodido com tanta força que arrancou as portas e quebrou as janelas. Sydney toca na espuma e diz que ela parece com a substância que está presente no extintor de incêndio.

Um barista diz que vai chamar a polícia e Sydney se lembra da arma que está no porta-luvas. Sydney entra no carro para pegar a arma e acha outra coisa: o colar dela com a cruz, que ela havia perdido no hotel da Alicia. Quando ela segura, o metal a queima. Sydney acha que alguém fez alguma mágica com o cordão e por isso que o Latte foi danificado. E por isso ela acha que Veronica acabou achando o colar e está por trás do ataque.

Quando Sydney volta para Amberwood, ela começa a mexer na bolsa e descobre um livro que Ms. T a havia dado mais cedo. Dentro dele havia um envelope com um recado: ela havia feito outro feitiço para tentar esconder a magia da Sydney. Esse era um dos feitiços mais poderosos que ela conhecia.

Quando Sydney abre o envelope, ela nota um colar com uma estrela preta com peridotos. E logo ela se lembra de uma outra pessoa que havia um colar idêntico.

Alicia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Jullyane Prado disse:

    Uaaaau! AGora vou ficar aqui me torturando!!! Foi Veronica? ALicia tem alguma coisa a ver? SIdney vai embora mesmo? Tadinho do Adrian!!!! Sidney se vc não quer ele, empacota e manda pra mim pelo correio!! HAHAHHAHA! Beijos!

  • Vania disse:

    Hahahaha eu gosto do jeito que você pensa!!!

  • Jessica Lisboa disse:

    Acho que sou a unica que ainda nao leu e fica boiando.

    xx

  • Isa Aragão disse:

    Não é única não Jessica. To com muita vontade de ler os livros, mas cadê a grana? CADÊ? Queria poder discutir com vocês, mas, vamos esperar um pouquinho mais haha

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem