Bloodlines Read-Along – The Indigo Spell: Capítulos 5-8

Boa noite pessoal!

Semana passada nós terminamos o Read-Along numa cena muito fofa entre Adrian e Sydney, e eu adoro reler The Indigo Spell porque ele é cheio desses momentos. Antes de embarcarmos em mais quatro capítulos, só vou lembrar como sempre que os meus comentários estão em roxo e os da Lany em vermelho. O calendário de leitura pode ser visto aqui.

the_indigo_spell

Capítulo 5

Sydney volta para Palm Springs e logo se encontra com Eddie, Jill e Angeline num restaurante e logo percebe que Jill está triste pelos dhampirs estarem juntos. Eu gosto que nessa cena a Sydney mais uma vez nos mostra sua ingenuidade, pensando que está contente por não ter nenhuma complicação amorosa em sua vida. Bless her! Enquanto Eddie e Angeline demonstram que são um casal, Jill tenta mudar de assunto perguntando se poderá ir pra casa no Natal; Sydney diz que não, que ela terá que ficar na casa de Clarence, nos lembrando de que embora tudo esteja bem por enquanto, a situação de Jill ainda é bastante delicada e ninguém pode saber onde ela está. Nessa cena eu gosto muito de quando a Sydney mostra as fotos do casamento para a Jill e tem uma que ela tirou do salão e no exato momento o Adrian entrou no salão e posou como um modelo!

Ao chegarem em Amberwood, Sydney procura uma das professoras locais e pede ajuda para identificar bairros com arquitetura não-tradicional em Los Angeles. Ao entrar em contato com Mrs. Terwilliger para contar a novidade, ela acaba sendo “convidada” para ir à casa da professora imediatamente. Ao chegar lá, Mrs. T. presenteia Sydney com um colar que mascara as habilidades mágicas dela. Sydney entra em seu processo básico de negação, dizendo que é uma Alquimista, blá blá blá. E aí a Mrs. T. solta algo que quase me fez cair da cadeira a primeira vez que li:

Magic leaves a mark on your blood that permeates your whole body.

Hmm. Será que foi por isso que a Strigoi não conseguiu beber o sangue de Sydney em Bloodlines? Porque ela usou magia? Ou porque ela tem magia dentro de si? É algum tipo especial de magia? Se for isso, por que então eles conseguem beber sangue dos Morois? De qualquer forma, Mrs. T. tenta se esquivar de explicações novamente, mas Sydney está de saco cheio disso e exige saber exatamente o que está acontecendo. Ela então diz que sua irmã Veronica é dez anos mais velha que ela, mas parece ter metade da idade que tem, e que se isso fosse uma ilusão tudo bem: mas não é. Veronica realmente rejuvenesceu, sacrificando vidas de outras pessoas. Sydney entende o que está acontecendo ao ver uma matéria num jornal que Mrs. T mostra pra ela: uma garota de 19 anos está em coma e, inexplicavelmente, tem os cabelos brancos e a pele seca e rachada. Mrs. T confirma que a garota é uma vítima da Veronica, que basicamente “roubou” a juventude dela através de magia negra.

No entanto, Sydney continua sem entender porque precisa usar um colar que esconde sua habilidade, e Mrs T. explica que a Veronica é como um dementador (Expecto Patronum!!!), mas ao invés de sugar sua alma, ela suga sua beleza, juventude e poder, e por isso a Sydney seria um prato cheio pra ela. Sydney compara Veronica com os Strigois – que preferem sangue dos Morois por causa de suas qualidades mágicas, que os deixam mais fortes. Mrs. T. também diz que Veronica pode vir procurá-la, e que para impedir que ela cometa mais crimes, ela precisa encontrá-la primeiro. O problema é que Mrs. T não pode ir atrás dela sem Veronica sentir, e por isso precisa que Sydney a encontre. Sydney questiona porque ela não manda uma das amigas bruxas dela, e Mrs T diz que se esse for o caso, elas podem matar a Veronica, e não é isso que ela quer se ela puder evitar. Sydney entende. 

I loved my two sisters. What would I do if I was ever in a deadly conflict with one of them?

Sydney se recusa a ajudar, mas Mrs T sabe o calcanhar de Aquiles dela: ela diz que para o feitiço dar certo, Veronica precisa de mais quatro garotas. E tem mais um probleminha: com cada garota que ela “absorve,” ela fica mais poderosa e mais propensa a encontrar pessoas com habilidades mágicas através de algo como suas auras. Hmmmm… Isso significa que mesmo com o colar de proteção, existe uma possibilidade de que Veronica encontre Sydney, e por isso Sydney decide tentar encontrá-la. Além disso, Mrs. T pede para que Sydney encontre algumas das garotas que tem a mesma habilidade que ela e as convença a usar um amuleto – não tão forte quanto o de Sydney – para protegê-las. Eu sei que a Ms. T deve ter pensando em mil formas de conseguir procurar Veronica e tudo mais. Mas eu ainda acho todo esse plano muito arriscado desde o início. A Sydney era tudo o que ela mais queria… Não tinha mais ninguém que ela conhecia em que realmente ela confiasse? Mas enfim, a história tem que continuar, então tudo bem!

Para evitar que qualquer pessoa reconheça a Sydney, Mrs. T sugere que Adrian a acompanhe: a mágica dos Morois não pode ser identificada como a de Sydney, e Adrian pode confundir a mente de quem eles encontrarem para que não lembrem a aparência de Sydney (YES, YES, YES!!!). Tentando não pensar na possibilidade de trabalhar perto de Adrian novamente, Sydney confronta Mrs. T dizendo que pedir para que ela se exponha à magia de vampiros e humanos é um pouco demais, e que vai contra todas as crenças delas. Mrs. T retruca afirmando que isso vai contra às crenças dos Alquimistas, e Sydney diz que as crenças do grupo são as delas. E a Mrs T dá a melhor resposta de todas:

“Are they? I would hope your beliefs would be your beliefs.”

Capítulo 6

Esse capítulo começa com uma pequena interação entre a Sydney e o Trey, ambos tentando deixar suas lealdades de lado e preservar a amizade. O interessante aqui – e que talvez venha a ser muito importante nos próximos volumes – é que apesar do Trey dizer que só um milagre faria com que ele e o pai voltassem às boas graças dos Guerreiros, Sydney sente que, e eu cito:

There’d been something in his dark eyes that told me if he ever could find that miracle, he’d jump on it.

Isso me preocupa muito. Mesmo. Eu acho que realmente o Trey vai fazer o que for necessário para conseguir voltar para os Guerreiros, e isso vai trazer problemas para a Sydney no futuro.

A Mrs T envia uma professora substituta e por isso Sydney teve o último período livre, e resolve ir até Santa Barbara atrás de Marcus Finch. Ela passa no seu quarto rapidamente, pegando seu kit de química básico para possíveis contratempos. Meio a contragosto, ela pega também uma variedade de amuletos e poções – que ela fez sozinha, pra vocês verem o nível de negação em que a Sydney vive. Nome: Sydney. Sobrenome: Negação. 

Com alguma dificuldade, ela encontra o prédio onde Marcus mora, e começa a perguntar aos transeuntes se eles o conhecem. Um garotinho se aproxima dela após algum tempo, e diz que o cara que ela procura se chama Dave e mora no apartamento 407. Sydney bate na porta, mas ninguém atende, então ela decide que quer entrar lá mesmo assim. Ao invés de dissolver a maçaneta, ela volta pra rua e resolve subir pela escada de incêndio (sabem como alguns prédios têm umas escadas não muito confiáveis do lado de fora? Se você assistiu Bonequinha de Luxo vai se lembrar bem; se não assistiu, pare de ler esse post e vá assistir!). Pra se certificar de que não seria vista, Sydney usa um de seus amuletos, mas isso não torna a subida mais fácil. Pobre Sydney…

Eu adoro que quando a Sydney finalmente entra pela janela e começa a mexer nas coisas do Marcus, ela vê uma cópia de O Apanhador no Campo de Centeio e presume que Marcus deve ser super pretensioso. Ao abrir o armário, alguém pula na Sydney e dá um murro no rosto dela. Marcus quer saber quem enviou a Sydney e quantos outros Alquimistas estão a caminho, e eles brigam feio, até que Sydney joga algo no olho dele que faz com que ele fique temporariamente incapaz de partir pra cima dela novamente.

E para surpresa da Sydney, Marcus a reconhece e diz que estava procurando por ela! Mas a surpresa maior veio logo em seguida, na forma de uma arma sendo encostada em sua cabeça.

Capítulo 7

Sydney se afasta de Marcus com as mãos pra cima e olha para a garota segurando a arma, levando um susto: era uma das mulheres que estavam na arena dos Guerreiros da Luz, uma das que tinham uma arma. Ela logo forma a conclusão mais lógica: Marcus Finch faz parte dos Guerreiros, mas ele nega, dizendo que Sabrina – a garota com a arma – é uma espiã, e não faz realmente parte do grupo.  Sabrina admite que falou sobre ela para Marcus, e que eles a observaram em Palm Springs (RED ALERT, RED ALERT) e que ela parecia bem à vontade com os vampiros. Gente, se Marcus em pouco tempo consegue perceber isso, os Alquimistas realmente nunca perceberam nada? Marcus confessa que ela é a dissidente que eles esperavam, e Sydney meio que entra em pânico. Marcus se desculpa pelo soco, dizendo que não a reconheceu imediatamente, mas que se isso a faz se sentir melhor, ela machucou o pulso dele.

Ao ouvir Marcus recusar ir para um hospital checar o pulso, Sydney se dá conta de que ele realmente está se escondendo dos Alquimistas, e ele revela que existem outros Alquimistas que querem escapar das garras do grupo. Ela diz que Clarence mostrou a foto dele pra ela, e que ela percebeu que ele havia tatuado por cima do lírio dourado, que os Alquimistas negam que ele existe, e que por isso foi atrás dele. Marcus diz que escapar dos Alquimistas não é fácil e Sydney terá que dar duro pra conseguir. Sydney, sendo a especialista em negação que é, diz que não quer isso.

Marcus explica que o lírio dourado faz mais do que impedir que Sydney discuta o mundo dos vampiros com humanos: quando as tatuagens são retocadas, Alquimistas adicionam certos componentes que possivelmente controlam a pessoa. Lembram-se que o lírio da Sydney foi retocado em Bloodlines, e pelo menos uma vez antes disso?

“The initial tattoo usually only has the talking compulsion in it. They only start adding other components with re-inks if they’ve got a reason to worry about you. People can sometimes fight through those and if they do… well, then it’s off to re-education.”

Marcus acha que Sydney será uma boa adição ao grupo de dissidentes dele: ex-Alquimistas, ex-Guerreiros, humanos que gostam dos Morois e querem ajudá-los de acordo com seus próprios termos. Sydney quer saber o que eles realmente fazem, mas Marcus e Sabrina se recusam a dar mais informações até que ela “quebre” a tatuagem. E eles se recusam a continuar a conversa ali naquele apartamento, pensando que o local possa ter sido comprometido. É então que Sydney sugere levar Marcus até Adrian para que ele cure seu pulso. Mas é claro Sydney que isso iria dar certo!

A primeira coisa que Adrian nota é que Sydney encontrou Marcus. A segunda é que o rosto dela está machucado, e quando Sydney diz, indiferente, que Marcus bateu nela, Adrian parte pra cima de Marcus com uma ferocidade que ninguém imaginava que ele fosse capaz. Mesmo depois que Sydney separa os dois, a testosterona rola solta:

“What happened with us has nothing to do with you,” retorted Marcus.
Everything about her has to do with me.”

“How much styling did you have to do to get your hair like that?
“At least I brush my hair,” said Adrian.

Eu amo essa cena. Mesmo. Na primeira parte eles estão distribuindo socos e depois eles começam a falar de cabelo??? E é fofo como o Adrian fica muito revoltado quando o Marcus acaba destruindo um dos quadros dele! Sydney convence Adrian a conversar com ela no quarto (há!), e se senta na cama dele. Considerando tudo que está acontecendo – e que Marcus está na sala – a gente espera que a Sydney seja toda racional né? Mas não! Ela se dá conta de que é ali que o Adrian dorme, e a mente dela já começa a ir longe, imaginando que tipo de pijamas ele usa pra dormir, se é que ele dorme vestido… E é claro que eu comecei a pensar em como o Adrian dorme e ficou difícil ir para o parágrafo seguinte.

Quando ela consegue controlar sua mente, Sydney explica a situação – inclusive a informação sobre o lírio dourado controlar a mente dela – e acaba contando sobre o pedido da Mrs Terwilliger também, e perguntando se ele a ajudaria. Adrian diz que sim, mas ele tem uma condição: ela precisa deixar que ele cure o seu rosto. Sydney continua com os mesmos receios de sempre: mágica de vampiros é ruim, não é natural, etc e tal, mas ela adiciona um motivo à sua lista: toda vez que Adrian usa espírito, a probabilidade dele ficar louco aumenta. A resposta do Adrian?

“Already crazy about you, Sage.”

A Vania e eu sabemos várias falas desse livro mas essa é aquela que a gente sempre cita nos momentos oportunos (e nos inoportunos também)!

Apesar de sua relutância, Sydney concorda e Adrian a cura. O mais legal dessa cena é que ele chega perto e coloca a mão na bochecha dela, e ela pensa em como seria fácil pra ele simplesmente beijá-la e sente seu corpo se aquecendo, pensando que é a reação natural dela ao Adrian, mas não… é a magia. Sydney de repente se lembra que nunca devolveu o casaco que ele emprestou pra ela no casamento, e ele diz que não precisa devolver, pra dormir com ele e pensar nele. Sydney o lembra que ele prometeu não falar sobre o assunto proibido, e ele inventa mil coisas não românticas relacionando Sydney dormindo com o casaco e pensando nele.

“I tell you, Sage. Sometimes I think I’m the one who needs to take out the restraining order on you.”

Vamos lá: esse casaco vai aparecer novamente ou não? É claro que a Richelle pode ter o usado só para fazer uma cena fofinha, mas eu acho que ele ainda pode causar problemas…

Capítulo 8

No dia seguinte, Sydney acorda com Angeline batendo à sua porta e dizendo que está reprovando em matemática, e junto com suas notas não muito favoráveis em espanhol, havia a possibilidade dela ser convidada a se retirar de Amberwood. Angeline precisa de um tutor, mas Sydney se recusa mas promete encontrar alguém. Sua primeiro opção é Kristin, mas a garota diz que tem medo de Angeline e não faria isso por nada no mundo. Eu também teria medo…

Na aula da Mrs T, a Sydney pega os nomes das garotas que precisa visitar e entregar os amuletos, e promete começar ainda naquela noite. Lá ela também encontra o Trey e percebe que ele não terminou um projeto de química. Sydney entrega o projeto dela pra ele copiar, e em troca pede para ele ajudar Angeline com matemática. E Trey aceita! Angeline não fica tão contente assim, e reclama por ter que trabalhar com o “caçador de vampiros,” mas Sydney o defende dizendo que ele não é como os outros, que ele não queria matar a Sonya. E Eddie parece ser a voz da razão dessa vez:

“I’m just saying you shouldn’t be so quick to assume everything’s happy and bright with him. It seems pretty likely his group’s working against us.”

Se tem algo que eu vivo falando é que a Sydney confia nas pessoas muito rapidamente, e com o Trey não é diferente: apesar dele ter feito parte dos Guerreiros, dele ter dito pra ela que faria qualquer coisa pra voltar às boas graças do grupo, ela ainda confia nele – mesmo que não completamente. Sydney não é ingênua (a não ser para assuntos relacionados à Adrian Ivashkov) e sabe os riscos de ter uma amizade com o Trey, mas isso ainda me incomoda. Isso me incomoda muito. Como eu falei anteriormente, isso ainda vai trazer problemas para ela. Não estou falando que ela deveria se afastar do Trey, mas acho que ela não deveria confiar tanto assim nele!

Sydney encontra Jill e pergunta se a Moroi acha que Adrian estaria disposto a procurar as meninas depois das aulas, e Jill diz que sim. Pelo tom de voz dela, Sydney percebe que há algo errado, e pergunta se Jill ainda está brava com ela pelo que aconteceu no final de The Golden Lily. Jill diz que Adrian não percebe o perigo da Sydney ficar saindo com Marcus Finch. É muito bonitinho ver a Jill com ciúmes pelo Adrian, mas Sydney diz que ela e Marcus não tem nada a ver, e se desculpa por fazer Adrian sofrer, dizendo que ele vai esquecê-la eventualmente. E a Jill pergunta se ela quer mesmo isso, e a Sydney fica repetindo a pergunta em sua mente. 

Do you really want him to get over you?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Rossana Batista disse:

    Como assim roubar a juventude dos outros o.O
    Sydney tem que ser firme mesmo para saber tudo se não vão esconder as coisas a ela!
    Eu ajudaria a Angeline kkkkkk

  • Vania disse:

    Eu fiquei meio assim nessa parte também Rossana, mas é só pensar em Enrolados e no cabelo da Rapunzel que é mais ou menos assim que funciona hahaha só que a pessoa fica em coma se não tiver um cabelo com super poderes.

  • Roberta Moraes disse:

    Estou ansiosa para saber se o Trey vai mesmo voltar para os Guerreiros! Eu concordo também que a Sydney confia muito rápido nas pessoas, isso é muito ruim, ela pode ser dar mal com isso!

  • Vania disse:

    Essa confiança dela me deixa angustiada!!

  • Jullyane Prado disse:

    Nossa sera se a Sidney vai deixar de ser alquimista??????? E essa jaqueta do Adrian com ela??? Sei nao, acho que isso vai da problema pra ela. srs, Huuum e eu to amando as cenas fofas entre ela e o Adrian!!!

  • Vania disse:

    Eu também acho que a jaqueta vai dar problema. Ou espero que a jaqueta apareça novamente haha eu gosto da jaqueta…

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem