Arquivo para a categoria ‘ 2 estrelas ’


Resenha: Vox

Ficha técnica:

Nome: Vox

Autor: Christina Dalcher

Tradutora: Alves Calado

Páginas: 320

Editora: Arqueiro

Compre aqui

Sinopse:

“O governo decreta que as mulheres só podem falar 100 palavras por dia. A Dra. Jean McClellan está em negação. Ela não acredita que isso esteja acontecendo de verdade.

Esse é só o começo…

Em pouco tempo, as mulheres também são impedidas de trabalhar e os professores não ensinam mais as meninas a ler e escrever. Antes, cada pessoa falava em média 16 mil palavras por dia, mas agora as mulheres só têm 100 palavras para se fazer ouvir.

…mas não é o fim.

Lutando por si mesma, sua filha e todas as mulheres silenciadas, Jean vai reivindicar sua voz.”

Vox foi um livro que me interessou antes de ser publicado no Brasil, pela Editora Arqueiro. Li algumas resenhas muito positivas e o livro foi vendido como “o novo O Conto da Aia“, o que obviamente me interessou. Comprei o livro em uma promoção do Submarino e comecei a ler assim que ele chegou em casa, mas, apesar do início tenso e eletrizante, a partir da metade até o final o livro desce a ladeira e decepciona.

Continue lendo…




Resenha: Depois da Queda

Ficha técnica:

Nome: Depois da Queda

Autor: Dennis Lehane

Tradutora: Sergio Flaksman

Páginas: 392

Editora: Companhia das Letras

Compre aqui

Sinopse:

Um casamento tóxico. Uma rede de mentiras. Neste romance de suspense magistral, é difícil saber em quem podemos confiar.

Depois de ter um colapso mental ao vivo, durante uma transmissão de TV, Rachel Childs, antes uma jornalista obstinada e que desbravava o mundo, passa a viver totalmente reclusa. Fora isso, porém, ela leva uma vida ideal, com um marido que parece ideal. Até que, numa tarde chuvosa, um encontro fortuito abala profundamente aquela vida perfeita, assim como seu casamento e ela mesma. Sugada por uma conspiração cheia de decepções, violência e loucura, Rachel precisa encontrar forças nela mesma para superar medos inimagináveis e verdades transformadoras. Emocionante, sofisticado, romântico e cheio de suspense e tensões, Depois da Queda é Dennis Lehane em sua melhor forma.

Depois da Queda me interessou por sua sinopse e por se tratar de um thriller, porém, por algum motivo, eu sempre deixava a leitura para depois. Relia a sinopse, a orelha, e resolvia passar outros livros da pilha à frente. Acho que era meu subconsciente querendo me alertar. Repleto de personagens esquecíveis e desinteressantes, o livro possui uma trama com complicações desnecessárias e um suspense que falha ao empolgar. Continue lendo…




Resenha: O Clube dos Oito

Peguei O Clube dos Oito para ler por dois motivos: era um YA e uma história bastante sombria.Flannery Culp tem uma história para contar“, diz na capa. “A história de como se tornou uma assassina.” Tenso, não? Pois é, assim eu esperava que fosse. Mas não foi bem assim que o livro se desenvolveu durante a leitura.

“Como um grupo de jovens estudantes bem-educados acabou se envolvendo num escândalo que chocou um país? Por que tantos especialistas em comportamento juvenil têm algo a dizer quando o assunto é o Clube dos Oito? Até quando inúmeras manchetes de jornal e programas de TV sensacionalistas vão explorar o caso nos mínimos detalhes? Para fazer com que a verdade venha à tona, Flannery Culp, a dita líder do Clube, decide tornar público o diário que manteve ao longo do seu desastroso último ano de ensino médio. Agora que está presa por cometer um assassinato, a garota tem tempo de editar o que escreveu e revisitar a rotina que levava ao lado de seus sete melhores amigos. A narrativa de Flan, permeada de professores da pior índole, um amor não correspondido, aulas complicadas e jantares pomposos, comprova que ela pode até ser uma adolescente criminosa — mas, pelo menos, é uma adolescente criminosa muito inteligente.” Fonte

Você está surpreso? Está mesmo? Como acha que eu me sinto?




Resenha: Esqueça o Amanhã

Sabe quando você descobre um livro e fica tão curiosa que precisa comprar e ler logo? Bem, isso não é algo que aconteça comigo com frequência, geralmente sou bastante controlada e sempre penso “mas já tenho tantos livros para ler”, mas aconteceu com Esqueça o Amanhã, lançamento recente da Galera Record. Quase comprei em e-book, mas aí apareceu aquela promoção do Dia da Mulher na Saraiva (lembram? Tudo por metade do preço!) e falei, ah, é agora! Comprei. Aí peguei para ler esses dias e…

Foi uma total e completa decepção. Cheguei a me arrepender de ter comprado o livro físico, era melhor ter comprado apenas o e-book mesmo. E foi daquelas decepções tão grandes e um livro que me irritou tanto, que precisei vir quase imediatamente aqui e resenhar. Bem, vamos lá.

esqueça“Em uma sociedade onde jovens recebem uma visão de seu futuro quando completam 17 anos, todos têm uma carreira a qual dedicar seus esforços. Um campeão de natação, um renomado cientista, um chef de sucesso… ou, no caso de Callie, uma assassina. Em sua visão, a garota se vê matando a própria irmã. Antes que ela possa entender o que aconteceu, Callie é presa – e a única pessoa capaz de ajudá-la é Logan, uma paixonite de infância com quem não fala há cinco anos. Agora, Callie precisa descobrir uma forma de proteger sua irmã da pior das ameaças: ela mesma.” Fonte

Talvez pudéssemos aprender a respirar de novo se pudéssemos esquecer o amanhã.




Resenha: A livraria dos finais felizes

a livraria dos finais felizesSara tem 28 anos e nunca saiu da Suécia — a não ser através dos (vários) livros que lê. Quando sua amiga Amy, uma senhora com quem troca livros pelo correio há anos, a convida para visitá-la na cidade de Broken Wheel, Iowa, Sara decide se aventurar. Mas ao chegar lá, descobre que Amy faleceu. Sara se vê desacompanhada na casa da amiga, em uma cidade muito pequena, e começa a pensar que talvez esse não seja o tipo de férias que havia planejado.Com o tempo, Sara descobre que não está sozinha. Nessa cidade isolada e antiga, estão todas as pessoas que ela conheceu através das cartas da amiga: o pobre George, a destemida Grace, a certinha Caroline e Tom, o amado sobrinho de Amy. Logo Sara percebe que Broken Wheel precisa desesperadamente de alguma aventura, um pouquinho de autoajuda e talvez uma pitada de romance. Resumindo: a cidade precisa de uma livraria.

Quando você lê a sinopse de A livraria dos finais felizes o que você imagina? Que é aquele tipo de livro leve que você lê em uma tarde chuvosa com uma xícara de leite com chocolate ao lado. Aquela leitura fofinha que vai te fazer sorrir em vários momentos. Mas… não foi nada disso o que aconteceu.

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...