Arquivo para a categoria ‘ 4 estrelas ’


Resenha: Convergente

Divergente é uma série de livros que me causa sensações conflitantes. Enquanto Divergente foi bastante empolgante – com alguns problemas, é claro, mas ainda um bom livro, Insurgente foi lamentável e um verdadeiro desperdício de tempo. Porém, apesar dos meus problemas com a série – e principalmente com a relação Tris/Quatro – eu ainda estava curiosa por esse final. E, bem, não é todo dia que temos a oportunidade de finalizar uma série, certo? São tantas pipocando por aí e depois nada das continuações… Mas enfim, eu li Convergente. Sim, fiquei curiosa e adquiri-o assim que lançou porque eu queria saber o final. E qual foi minha reação? Em uma palavra? Bem, acredito que “POUTZ!” define meu sentimento – para não dizer o português claro que eu estava realmente pensando. Revelador e original, Convergente foi um ótimo final para uma série cheia de altos e baixos.

Lembrem-se: a resenha tem spoilers de Divergente e Insurgente. Estão avisados. Mas fiquem tranquilos, ela está livre de spoilers de Convergente.

“A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. Portanto, diante da chance de explorar o mundo além dos limites que ela conhecia, Tris não hesita. Talvez, assim, ela e Tobias possam ter uma vida simples e nova juntos, livres de mentiras complicadas, lealdades suspeitas e memórias dolorosas. No entanto, a nova realidade de Tris torna-se ainda mais alarmante do que aquela deixada para trás. Antigas descobertas rapidamente perdem o sentido. Novas verdades explosivas transformam os corações daqueles que ela ama. Então, mais uma vez, Tris é obrigada a compreender as complexidades da natureza humana enquanto convergem sobre ela escolhas impossíveis que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor.
Narrado sob uma emocionante perspectiva dupla, Convergente conclui de maneira poderosa a série que alcançou o primeiro lugar na lista de bestsellers do New York Times, na qual Veronica Roth revela os segredos do mundo distópico que cativou milhões de leitores com Divergente e Insurgente.” Fonte

Sinto-me como eu mesma, forte e fraca ao mesmo tempo, livre, pelo menos por um breve instante, para ser as duas coisas.




Resenha: Azul da cor do mar

Azul da cor do marACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível. Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez… A idéia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo. Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa… E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão.

Bom, vocês já devem ter lido a minha resenha de Simplesmente Ana, da Marina Carvalho e por isso sabem que eu fiquei muito encantada com ele. Quando a Marina mostrou a capa e a sinopse do livro novo, eu quase saí pulando pela casa. Sabe quando você lê uma sinopse e sabe que vai gostar daquele livro? Foi exatamente assim que eu me senti. Sempre quando as meninas falavam sobre os lançamentos de fevereiro da Novo Conceito, eu só ficava repetindo em capslock: “MARINA CARVALHO MARINA CARVALHO MARINA CARVALHO”! Quando o livro chegou, eu o abracei e saí dançando pela casa. Sou maluca? Não sei. Mas juro que estou falando a verdade.

Azul da Cor do Mar é narrado pela Rafaela Vilas Boas, estudante de jornalismo, e que conseguiu um estágio simplesmente no melhor jornal de Minas Gerais. Tudo parecia um lindo sonho cor de rosa, até ela conhecer Bernardo, um dos jornalistas investigativos. Ele seria o seu supervisor do estágio e por isso ela teria que ser a sua sombra durante todos os momentos. Rafaela poderia aprender sobre todas as partes: desde o trabalho  na redação do jornal, fazendo anotações, até na rua, conseguindo a notícia. Mas desde quando Bernardo ficou  sabendo da informação, ele não foi uma pessoa muito simpática com ela (ou falando a verdade, ele chega a ser grosso). Mas Rafa não deixa nada barato e com isso os dois acabam batendo de frente… Inúmeras vezes.

Continue lendo…




Resenha – Contos da seleção: O Príncipe & O Guarda

Atenção: Essa resenha só contém os spoilers que foram mencionados na sinopse do livro.

contos A seleção“Antes de a Seleção começar… Aspen era o namorado secreto de America. E havia outra garota na vida do príncipe Maxon.
Todo mundo já conhece as dúvidas e angústias de America quanto aos seus sentimentos, assim como as intrigas entre as Selecionadas. Mas alguém sabe o que se passa na cabeça dos dois homens que lutam pelo coração da garota? É exatamente isso que será revelado em O príncipe O guarda: os verdadeiros pensamentos e inquietações do misterioso Maxon, que precisa escolher uma esposa até o fim da disputa, e as ideias e emoções do jovem Aspen, ex-namorado de America, que vai trabalhar como soldado no palácio durante o concurso.”

Eu não tive dúvidas sobre qual livro escolher dos lançamentos de fevereiro da Cia das letras. Todo mundo sabe que eu acompanho a série A seleção da Kiera Cass (resenhas aqui) e por isso eu tive que escolher Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda. Esse livro é na verdade uma preparação para o terceiro e último livro da série, A Escolha.

Como ele é divido em várias partes, essa resenha também será um pouco diferente. Falarei sobre cada uma delas separadamente, para ficar mais organizado e vocês conhecerem todas as partes que compõe  esse livro.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Botão de Rosa

“A Rosa Vermelha é a cortesã mais sofisticada e renomada em toda a Terra Pátria. Nobres, sacerdotes e burgueses ricos são os únicos que podem arcar com sua companhia. Quando é convidada para uma sessão especial para um grupo seleto, lembra-se de sua trajetória até e, acima de tudo, de por que decidiu se tornar uma artista dos prazeres.” Fonte

Botão de Rosa é um conto do autor Erick Santos Cardoso, que originalmente figura na antologia Erótica Fantástica, da Editora Draco. A proposta desse livro é trazer contos eróticos misturados à fantasia. Assim como já comentamos aqui em algumas resenhas, os contos das antologias da Draco também se tornam e-books individuais na coleção Contos do Dragão. E foi então que me interessei por Botão de Rosa.

O beijo dela era pequeno.




Resenha: Ah, o verão!

Ah o verão“Uhuuu! Enfim, férias! Camila (ou Mila para os íntimos) estava preparada para curtir com as amigas o verão carioca. Festinhas, clube, praia, noitadas, churrascos… ufa! E Mila também não queria perder a oportunidade de se aproximar e conhecer melhor Rafael, o menino com quem tanto sonhava. Mas como na vida nem tudo são flores, a mãe de Camila já havia bolado outra ideia para o mês de janeiro: viajar. O destino? Búzios. Além de não poder colocar em prática o plano arquitetado para conquistar o coração do Rafa, Mila também teria de conviver com Juliana, uma menina que era o oposto de todas as amigas do seu grupo. Arrasada, partiu para Búzios (fazer o quê?) acreditando que aquelas férias seriam as piores da sua vida. Ela só não imaginava que… Que onda aquele verão reservava para ela? Novas amizades, calor, praia, gargalhadas, micos homéricos e muitos, muitos frios na barriga e arrepios no pescoço. Quem nunca viveu um amor de verão descobrirá com a Camila como é passar por essa experiência que dá uma vontade danada de viver de férias para sempre. Quem sabe como é, com certeza terá um prazer enorme em relembrar aquele pôr-do-sol e as noites estreladas de um verão inesquecível. Três amigas, dois corações apaixonados e um romance inesquecível. Ah, o verão promete!”

Pois é, eu estou totalmente na fase de ler romances adolescentes. Quando a Editora Valentina falou sobre “Ah, o verão!”, o primeiro livro da série As Quatro Estações do Ano, da Fernanda Belém, eu fiquei muito curiosa. Afinal, esse ano eu já li mais livros de escritores brasileiros do que de outros países. Por que não adicionar mais uma na lista?

Ah, o verão! acompanha as férias de janeiro de Camila Garcia Campos, ou melhor, Mila. Ela já tinha vários planos para sair com os seus amigos no Rio do Janeiro, mas a sua mãe é categórica: ela tem que ir a Búzios com eles e ficar lá durante os 15 dias. Ela acha um absurdo ter que fazer essa viagem e considera essa oportunidade um castigo. Afinal, Mila tem 15 anos e todas as emoções com essa idade são bem maiores do que deveriam ser. Ainda mais porque ela está apaixonadinha pelo Rafael, um menino mais velho da escola, e ela acha que poderia conhecê-lo melhor nessa época… Mas Mila vai descobrir que essas férias podem ser mais do que perfeitas!

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...