Arquivo para a categoria ‘ Aventura ’


Divulgação: Chamada para a antologia Piratas da Editora Cata-vento

Pirate_attack_by_pbario

Temos escritores por aqui? =)

Se sim, esse post é dedicado a vocês: escritores de primeira (ou segunda ou terceira!) viagem que desejam publicar seus trabalhos em uma editora. A Editora Cata-vento, que publicou recentemente meu romance Alameda dos Pesadelos, acabou de abrir submissão para a antologia Piratas. Sou eu mesma (a Cuca/Karen Alvares) que estou organizando e os escritores escolhidos se juntarão a mim em uma antologia. Já disse para vocês o quanto eu adoraria ler e escrever sobre piratas, certo? Então juntem-se a mim nessa viagem (ou caminhem na prancha)!

Lembrando que não é preciso pagar para participar desse livro. Os escritores selecionados não precisarão pagar nenhum valor, nem adquirir exemplares da antologia. Os autores receberão uma porcentagem sobre o preço de capa do livro nas vendas quando o valor ultrapassar R$ 50,00.

Sem mais delongas, vamos à chamada! E, se preferirem, acessem o link oficial da chamada no blog da Editora Cata-vento.

Continue lendo…




Resenha: Mistério no Museu Imperial

mistério museu“Um grupo de meninos e meninas em busca de desafios – os Invencíveis. Assim eles se autodenominam para enfrentar outros grupos em jogos e disputas na internet. A aventura começa numa visita com a escola ao museu imperial de Petrópolis, onde compraram um quebra cabeças de três mil peças. Na tentativa de montá-lo o mais rápido possível. Os invencíveis percebem que estão diante de um mistério que poderá levá-los a um desafio maior uma investigação que é um verdadeiro quebra-cabeças. a curiosidade os faz voltar a Petrópolis e ao Museu Imperial. antiga residência de verão de D.Pedro II e procurar as informações do presente e também do passado – que ajudem a desvendar o mistério.”

Mistério no Museu Imperial é um livro um pouco diferente dos que nós costumamos resenhar aqui no Por Essas Páginas. A Editora Biruta e Gaivota possuem diversos livros infantis e juvenis. Através dessa parceria iremos trazer sugestões de livros para essa faixa etária – seja para quem ainda guarda um pouco de criança em si mesmo ou até mesmo para presentear.

Mistério no Museu Imperial, escrito pela carioca Ana Cristina Massa é um livro da série Os Incríveis. Esse é o primeiro livro  – mas pelo o que eu entendi, eles não precisam ser lidos na ordem, porque são aventuras independentes. O que eles têm em comum são os personagens protagonistas. Eugênio, também conhecido como “Gênio” é o líder do grupo; Marco (ou Goma), como o apelido já diz, é viciado em chicletes e tem uma imaginação que vai muito longe; Isadora é aquela menina meio mimada e metida e que quer se tornar líder do grupo;  Sofia é a irmã do Goma e amiga de Isadora e Jonas já faz o tipo mais atlético, e apesar de ter boas notas, o seu comportamento não é tão bom assim. Aliás, a pequena biografia presente atrás do livro foi de muita ajuda para o início da leitura. As apresentações são feitas muito rapidamente no primeiro capítulo – e por isso eu me perdi várias vezes durante a leitura. São muitos personagens para poucas páginas e por isso eu até pensei que esse não fosse o primeiro livro da série e eu precisasse de informações anteriores. Além disso, em alguns diálogos ficava muito difícil perceber quais personagens estavam participando daquela conversa. O início foi um pouco confuso, mas conforme o enredo foi se desenvolvendo a narrativa fica muito mais fluida.

Continue lendo…




Resenha: O Enigma das Estrelas

Foi uma verdadeira surpresa receber esse livro da Geração Editorial. Maior surpresa ainda por ser de um autor nacional.

O_ENIGMA_DAS_ESTRELASSinopse: Uma aventura eletrizante, um enigma perturbador Antes de ser queimado em praça pública, um padre amaldiçoa Morro do Ferro. Pouco depois, luzes misteriosas começam a perseguir seus moradores. O vilarejo mineiro, cercado por erosões sinistras, é o destino das férias de julho de cinco amigos: Jonas, Alfredo, Carola, Carmem e Vicentinho.

 No primeiro volume da saga Clube dos Mistérios, a turma é encorajada a acampar no topo do Morro dos Anjos. Uma experiência do outro mundo marcará suas vidas. Para sempre.

 Prepare-se para desvendar o enigma das estrelas. Mas tome cuidado. Alguém pode estar observando seus passos… Fonte

Continue lendo…




Resenha: O Dom

Depois que li o primeiro livro da série, Bruxos e Bruxas, confesso que não me animei a ler o segundo. Mas é sempre bom dar uma segunda chance a uma série, nunca se sabe. Bem, no meu caso não foi muito legal…

O_DOMSinopse: Os irmãos Allgood nunca desistem de lutar contra os poderes autoritários e desumanos d’O Único Que É O Único, mas, agora, eles estão sem Margô — a jovem e atrevida revolucionária; sem Célia — o grande amor de Whit; e sem seus pais — que provavelmente estão mortos… Então, em uma tentativa de esquecer suas tristes lembranças e, ao mesmo tempo, continuar seu trabalho revolucionário, os irmãos vão parar em um concerto de rock organizado pela Resistência onde os caminhos de Wisty e de um jovem roqueiro vão se cruzar. Afinal, Wisty poderá encontrar algo que lhe ofereça alguma alegria em meio a tanta aflição, quem sabe o seu verdadeiro amor… Mas, quando se trata destes irmãos, nada costuma ser muito simples e tudo pode sofrer uma reviravolta grave, do tipo que pode comprometer suas vidas. Enquanto passam por perdas e ganhos, O Único Que É O Único continua fazendo uso de todos os seus poderes, inclusive do poder do gelo e da neve, para conquistar o dom de Wisty… Ou para, finalmente, matá-la. Fonte

Continue lendo…




Resenha: O Lado Mais Sombrio

Fazia muito, muito tempo que eu queria ler esse livro. Eu o conheci ainda quando havia somente a edição americana, Splintered, e quando descobri que os direitos foram adquiridos pela Novo Conceito fiquei bem feliz e aguardei ansiosamente o lançamento no Brasil – que demorou muito. Quando o livro chegou, corri para lê-lo, cheia de expectativas, mas, infelizmente, o livro não alcançou nem metade delas. Descritivo em excesso e com protagonistas fracos e sem graça, O Lado Mais Sombrio tem uma boa premissa, mas um desenvolvimento tedioso e muita, muita enrolação.

“Alyssa Gardner ouve os pensamentos das plantas e animais. Por enquanto ela consegue esconder as alucinações, mas já conhece o seu destino: terminará num sanatório como sua mãe. A insanidade faz parte da família desde que a sua tataravó, Alice Liddell, falava a Lewis Carroll sobre os seus estranhos sonhos, inspirando-o a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas. Mas talvez ela não seja louca. E talvez as histórias de Carroll não sejam tão fantasiosas quanto possam parecer. Para quebrar a maldição da loucura na família, Alyssa precisa entrar na toca do coelho e consertar alguns erros cometidos no País das Maravilhas, um lugar repleto de seres estranhos com intenções não reveladas. Alyssa leva consigo o seu amigo da vida real – o superprotetor Jeb –, mas, assim que a jornada começa, ela se vê dividida entre a sensatez deste e a magia perigosa e encantadora de Morfeu, o seu guia no País das Maravilhas. Ninguém é o que parece no País das Maravilhas. Nem mesmo Alyssa…” Fonte

Você é uma mulher agora, com o fogo do reino inferior correndo em suas veias. Seu coração é selvagem e você já provou o gosto do poder. Um dia, vai querer voar novamente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 5 de 8« Primeira...34567...Última »