Arquivo para a categoria ‘ Colunas ’


Top Ten Tuesday: Dez capas que eu gostaria de refazer

ttt2013

O Top Ten Tuesday de hoje demorou, mas tive um bom motivo. Tive que alterar o tema (Dez estreias literárias que estou esperando – estreias, não lançamentos de autores conhecidos) de hoje por duas razões. A primeira é que já havia um post parecido da Lany do mês passado e a segunda e mais importante é que eu não sabia dizer quais estreias literárias estou esperando. Se você parar pra pensar, isso é triste: é meio estranho acompanhar o mercado literário de outros países, concordam? Tecnicamente a gente acompanha as séries e os autores de fora que já foram lançados (eles só vem para o Brasil se foram lançados lá e fizeram relativo sucesso), ou seja, é simplesmente bizarro acompanhar as estreias de autores estrangeiros. O que a gente deveria acompanhar são as estreias dentro do nosso país. Mas, ei, você sabe quais autores vão estreiar no ano que vem?

Pois é, não é uma coisa muito divulgada. (Na verdade, não é divulgado!) Eu conheço alguns por ser escritora, por trabalhar no meio, mas mesmo assim não é certeza que eles vão mesmo lançar seus livros ano que vem (nunca é!). Aqui no Brasil não há furor para esses lançamentos, o mercado trata os novos autores como tiros no escuro. Lá fora os autores recebem adiantamento de direitos autorais porque as editoras sabem que podem apostar, os livros vão vender (pode ser mais, pode ser menos, mas vão vender). Aqui no Brasil o autor só ganha depois que vende, ou seja, são poucos os que conseguem realmente manter a profissão escritor. Culpa do mercado, das editoras? Um pouco. Mas a maior culpa é dos leitores. Somos nós quem precisamos comprar, ler, divulgar, gritar em feiras por nossos autores brasileiros. Sem isso, os iniciantes continuarão sempre sendo um tiro no escuro e o mercado nacional continuará engatinhando (não é tão ruim como já foi, mas pode ser bem melhor, pode ser de verdade). E nós nunca saberemos antes quais serão as nossas estreias literárias.

Bem, já falei demais. Vamos ao nosso Top Ten Tuesday sobre as dez capas que eu gostaria de refazer.

O Top Ten Tuesday é uma criação de  The Broke and the Bookish.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Contos do Dragão #4

A Cuca voltou com mais algumas recomendações de contos da Editora Draco, perfeitos para quem quer uma leitura rápida e barata (e tem um gratuito)! Dessa vez temos fantasia histórica, horror e fantasia urbana nas recomendações. #FicaDica

somConto da série Tempos de Sangue de Eduardo Kasse, autor brasileiro que vem despontando pelo trabalho de ficção histórica misturada ao mito dos vampiros.

Dessa vez a história se passa na Grécia Antiga. O que você daria para ser imortal? Diodoros, o ateniense, sempre foi cobiçado por homens e mulheres durante a sua curta vida mortal. E quando alcançou a eternidade passou a ser venerado como um deus. Um deus das trevas.” Fonte

Continue lendo…




TTT: Dez lançamentos mais aguardados de 2016

Bem, o Top Ten Tuesday dessa semana não era esse tema. Mas nós fizemos algumas trocas aqui entre os colunistas do PEP, e por isso até mesmo um pouco adiantado o tema de hoje é “Dez lançamentos mais aguardados de 2016”. Já é Natal em várias lojas então não estou muito adiantada assim, certo?

Lembrando que o Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo blog The Broke and the Bookish.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Surpreendente!

Não ando muito afeita a segundas chances, especialmente literárias. Sim, isso é um problema: não se julga um livro pela capa, não se conhece um escritor em uma única obra e, sem novas chances você pode passar longe de muitas decepções e catástrofes em forma de livro, mas também pode perder bons livros e, principalmente, a evolução de bons autores. Mas ultimamente o que penso é: “há tanto para ler”, e então acabo deixando para lá o novo livro de um autor que não tive uma boa primeira experiência. Às vezes, porém, dou essa segunda chance, e ainda bem que fiz isso com Maurício Gomyde; o primeiro livro que li dele foi A Máquina de Contar Histórias, um livro que definitivamente não me agradou. Decidi que não ia pedir Surpreendente! para a Intrínseca, mas a editora enviou para a gente de cortesia e, bem, quando o universo te pede uma segunda chance dessa maneira, é melhor não ignorá-lo. E ainda bem que o universo me sacudiu por essa nova chance, porque fui surpreendida! (E, realmente, esse é exatamente um livro sobre chances!)

capa_surpreendente_03c_300c.indd“Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente.
O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o maior prêmio do cinema brasileiro. O problema: não ter ideia de como fazer isso.
Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.
A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.” Fonte

Surpreenda-se!




Top Ten Tuesday: Dez mangás/HQs favoritos

ttt2013

Hoje o Top Ten na verdade tinha um tema que não era nada a minha cara, então resolvi improvisar. Nós temos a coluna Outras Páginas para falar de mangás e HQs, mas às vezes nem falamos de todos os que queremos. Acho que meu primeiro contato com o universo dos quadrinhos na verdade se deu pela televisão (tirando, é claro, A Turma da Mônica). Quando eu era criança, poucos mangás eram trazidos para o Brasil, diferente de hoje que é febre. E eu não tinha contato com revistas de super-heróis. Hoje vou listar alguns que eu gosto muito e que futuramente terão sua vez em um post próprio.

Lembrando que o Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo blog The Broke and the Bookish.

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...