Arquivo para a categoria ‘ Colunas ’


Meu autor de cabeceira: Sophie Kinsella

Eu sei que estou atrasada com a coluna, mas não poderia deixar de postar mais uma vez. Então, com dois dias de atraso, quero falar hoje de Sophie Kinsella.

O primeiro contato que tive com as obras de Sophie foi Os delírios de consumo de Becky Bloom. Acredito que na época (2002), ainda não haviam outras obras dela publicadas aqui no Brasil – pelo menos não em português.

Continue lendo…




Meu autor de cabeceira: Stephen King

A coluna “Meu autor de cabeceira” dessa semana falará sobre o meu “constant writer”, o meu fiel escritor, pois esse cara me acompanha desde que eu tinha onze para doze anos (ou seja, me acompanha há cerca de vinte anos) e jamais me decepcionou. Não direi exatamente que ele seja meu escritor favorito, embora esteja no meu top five, mas, definitivamente, é o meu escritor de cabeceira. O cara que me acompanhou pela vida inteira. O cara que sempre me faz largar qualquer coisa e devorar 900 páginas em dois dias. Existem outros mundos além deste




Meu Autor de Cabeceira: Jane Austen

Olá pessoal!

Na coluna “Meu Autor de Cabeceira” dessa semana vou falar de uma de minhas escritoras preferidas: Jane Austen. Ao longo de seus 41 anos de vida, Austen escreveu seis romances conhecidos e aclamados mundialmente (Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito, Mansfield Park, Emma, A Abadia de Northanger e Persuasão); dois trabalhos menores (Lady Susan e Juvenilia); e dois romances inacabados (The Watsons e Sandition).

Metade do mundo não consegue compreender os prazeres na outra metade




Minha autora de cabeceira: Meg Cabot

Olááá,

Essa é a nossa coluna semanal “Meu Autor de Cabeceira”, ou como eu coloquei no título, “Minha autora de cabeceira”, já que na minha estreia eu só poderia ter escolhido uma pessoa: MEG CABOT!

Descobri várias coisinhas legais que eu não sabia durante a minha pesquisa…

Meg escreveu todos os seus livros na cama e diz que a melhor coisa de ser uma escritora é que ela pode vestir seus pijamas no trabalho.




Meu autor de cabeceira: Sir Arthur Conan Doyle

É muito comum que uma pessoa amante de leitura tenha um “livro de cabeceira”, aquela obra favorita que nunca sai de perto e que sempre gostamos de folhear de vez em quando, para nos distrair ou meramente para matar as saudades da nossa história favorita.

Bem, por trás das histórias existem os autores. Ao nos apegarmos a uma história, consequentemente saímos à procura de alguma outra história relacionada à primeira. Se não encontramos, ou não existe, vamos procurar outras obras do mesmo autor, ou procurar saber um pouco mais sobre sua vida.

Todos os problemas se tornam infantis depois de explicados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 74 de 74« Primeira...102030...7071727374