Arquivo para a categoria ‘ Colunas ’


Meu Autor de Cabeceira: Stephanie Perkins

2011 foi um ano bastante produtivo para mim no quesito leitura, e uma das coisas mais especiais pra mim foi poder descobrir o trabalho de novos autores e adicioná-los à minha coleção de “autores para ficar sempre de olho.” E depois de John Green, Stephanie Perkins certamente foi a minha descoberta de 2011.

Stephanie Perkins nasceu na Carolina do Sul, já morou no Arizona, em San Francisco e em Atlanta, e atualmente mora na Carolina do Norte, com seu marido, melhor amigo e wizard rocker Jarrod. Seu primeiro livro – Anna e o Beijo Francês – foi lançado em 2010 pela Dutton Books, e conta a história de Anna Oliphant, que vai estudar seu último ano do Ensino Médio em Paris a contragosto, e acaba se apaixonando pela cidade-luz e pelo encantador americano-britânico-parisiense Étienne St. Clair.

“Boys turns girls into such idiots.”




Top Ten Tuesday: Dez livros que espero que Papai Noel traga

Olá a todos! Com a proximidade do Natal, temos mais um Top Ten Tuesday natalino com o Top Ten Books I Hope Santa Brings. Semana passada a Mi disse quais os livros e pra quem ela daria de presente, hojeu trago a minha lista de presentes que eu quero do Papai Noel (mas se vocês quiserem me presentear também, sintam-se à vontade hehehe).

O Top Ten Tuesday é um meme semanal do blog literário The Broke and the Bookish, todos os créditos e direitos reservados.

Esse ano eu me comportei… Juro, não li muitos spoilers!




Top Ten Tuesday: 10 Livros Para o Inverno

Bom dia pessoal! Hoje o Top Ten Tuesday se resume aos Dez Livros que estão na minha lista para serem lidos durante o Inverno – Verão no Brasil. Lembrando que o Top Ten Tuesday é uma iniciativa do blog norte-americano The Broke and the Bookish, com um novo tema toda terça-feira.

E quais livros estão na sua lista para o Verão no Brasil?




Meu autor de cabeceira – Neil Gaiman

Antes de mais nada, eu deveria ter postado em uma sexta-feira, mas não consegui. rsrs Então, com dois dias de atraso, quero falar com vocês sobre (tchanan!) Neil Gaiman.

Neil Richard Gaiman nasceu em 10 de novembro de 1960, na cidade de Portchester, no sul da Inglaterra. É considerado um dos maiores roteiristas de quadrinhos dos últimos 20 anos e atualmente mora em Minneapolis, nos Estados Unidos com sua ex-mulher, Mary McGrath, e três filhos: Holly, Michael e Maddy Gaiman.

Foi jornalista e crítico literário. Após ter se tornado amigo do famoso roteirista Alan Moore (ambos antes da fama), Gaiman começou a escrever quadrinhos. Escreveu duas histórias com seu colaborador e amigo Dave McKean: Violent Cases, publicado pela editora inglesa Titan Books, no meio da década de 1980 e Signal to Noise. Mais tarde, firmou um contrato com a DC Comics que resultou na minissérie Orquídea Negra. A mini-série foi um sucesso de público e crítica e gerou um convite para escrever uma revista mensal, revitalizando outro personagem antigo da “Era de Ouro” (período compreendido entre as décadas de 1940 e 1950), ninguém menos que Sandman.

Continue lendo…




Queridinho do mês: Remus Lupin

Eu queria surpreender todo mundo. Eu queria, na minha primeira coluna do Queridinho do mês, falar de qualquer outro personagem sem ser sobre ele. Mas não tem como: Remus Lupin é mais do que meu queridinho, ele é meu primeiro grande crush literário e meu marido na ficcção.

O mundo literário do qual Remus faz parte dispensa comentários, já que ele é mundialmente conhecido, seja por causa dos livros ou filmes. Portanto, esse post contém spoilers dos sete livros da série.

Começarei essa coluna com uma frase da J.K.Rowling em um evento em 2003:

“Eu estava escrevendo sobre isso [intolerância] quando eu criei o Professor Lupin com uma doença contagiosa e por isso as pessoas acabam tendo medo dele. Eu realmente gosto dele como um personagem mas ele tem seus defeitos apesar de ser realmente um bom homem e um professor maravilhoso – aliás, ele é a única vez que eu escrevi um professor… o tipo de professor que eu adoraria ter tido. McGonagall é uma boa professora mas ela é assustadora às vezes.  O defeito de Lupin é que ele gosta quando as pessoas gostam dele. E é nesse momento que ele erra – ele já foi detestado tantas vezes que ele sempre fica feliz quando tem amigos (…)”

Foi onde tudo começou, com a minha transformação em lobisomem…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...