Arquivo para a categoria ‘ Crônicas ’


Sorteio: Coletânea de Crônicas Prêmio Sesc de Crônicas Rubem Braga

banner_sesc

Que tal participar de uma nova promoção nesse domingo, pessoal? Vocês gostam de crônicas? A Cuca aqui adora (vocês já me ouviram tagarelar muito do Mario Prata, né?)

Esse livro, editado pelo Sesc/DF, é a coletânea de crônicas vencedoras dos Prêmio Sesc de Crônicas Rubem Braga de 2012. O prêmio foi realizado pela primeira vez no centenário do autor, como uma homenagem a ele, mas já tem uma nova edição rolando agora em 2013. O livro conta com os textos dos três primeiros colocados e com vários textos de menções honrosas. Entre eles, está a minha crônica “Essa tal nova Opinião”, que foi a terceira colocada no prêmio. Foi um momento muito emocionante na minha carreira, que estava apenas começando na época.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Minhas tudo

E então, no começo desse mês, viajei para Florianópolis e, nas minhas andanças por sebos de lá, com o quê me deparo? Dois livros do meu querido Pratinha, que pra quem não sabe, adotou Floripa como cidade para viver (e sempre que vou para aquelas bandas tenho essa mesma vontade). Aliás, sua série policial também se passa na capital de Santa Catarina (e eu também comprei um livro dela por lá, logo, logo sai resenha por aqui!). Mas na resenha de hoje vamos falar de mais um livro de crônicas desse autor brasuca sensacional, o meu preferido, top top de todos. Em Minhas tudo – incluindo sexo, drogas e rock and roll. E umas mulheres peladas. (tive que colocar o subtítulo aqui porque já gostei do livro só de olhar para ele), Mario Prata delicia novamente o leitor com suas crônicas divertidíssimas e deliciosas. ‘Bora saber um pouquinho mais delas.

“Sabe aquelas coisas simples, aquelas que fazem parte do seu dia a dia, dos seus bons e péssimos momentos, e quando você percebe já te acompanham há anos, por uma vida mesmo? Pois é. Com seu já característico estilo bem-humorado, certas vezes irônico, Mario Prata cede o lugar principal de seus textos a eles: a carteira, o guarda-chuva, o carimbo, o joelho, o ladrão, a fila… Mas mais do que um inventário pessoal, o autor apresenta ao leitor crônicas de um cotidiano muito mais próximo de cada um de nós do que se pode imaginar. Afinal, vai dizer que você nunca ficou um bom tempo para regular a temperatura do chuveiro, ou parou para descobrir as besteiras que até hoje guarda na carteira e não sabe por que, ou ainda ficou tentando, igual bobo, mil técnicas para fazer o soluço passar?” Fonte

Já leu Mario Prata? / Ler, não. Conheço de ouvido. Fumei a orelha dele!




A Cuca Recomenda: Tudo o que Mãe diz é Sagrado

especial-nacional

Para homenagear esse 7 de setembro, a Cuca retorna com mais um post do nosso Especial Nacional, organizado pelo blog Who’s Thanny?. Esse livro foi bem especial para mim. Uma grande amiga me emprestou o mesmo e tanto eu, quanto ela, assim como a autora, compartilhamos os mesmos sentimentos. Ler esse livro foi como conversar com uma boa amiga: alguém que não te julga, apenas entende. Foi ouvir seu desabafo e desabafar também.

“O que pode restar de uma pessoa que doa parte de seu corpo para salvar a mãe que morre em seguida? O que se passa nas entranhas de alguém que sente a vida de forma intensa é o que se lê em Tudo o que mãe diz é sagrado. As amarguras da vida deixam feridas profundas às vezes, e conviver com uma dor que parece infinita é só o que se pode fazer. A autora passou por um longo período de luto e foi por meio da escrita e da companhia de seu fiel cachorro, Astor, que ela – aos poucos – voltou a viver. Paula Corrêa é visceral, densa e doce ao mesmo tempo. Este livro leva a uma viagem vertiginosa, mas bela! Vertiginosa e bela como a própria vida.” Fonte

É o restante de mim que está aqui.




Notícias: Andross prorroga prazo de recebimento de textos para coletâneas

A nossa parceira, a Andross Editora, atendendo a pedidos de vários escritores, prorrogou  para 31 de maio a data limite para submissão de textos para avaliação e possível publicação em diversas coletâneas literárias, a serem lançadas na 3ª edição do evento Livros em Pauta, que acontecerá em 19 de outubro de 2013, em São Paulo. Qualquer pessoa pode escrever um texto e enviá-lo para avaliação, para tanto, deve acessar o site da editora: www.andross.com.br.
Nós aqui do Por Essas Páginas visitamos a 1ª edição do evento, que foi um sucesso! Eu mesma já publiquei alguns contos pela editora e foi uma experiência maravilhosa. Muitos grandes e novos nomes da nossa literatura começaram publicando pela Andross. Aliás, fiquei com vontade de participar da antologia Mascotes, que fala sobre bichinhos de estimação! Então, se você é escritor, tente a sorte e envie seu texto para a editora! Quem sabe você não será publicado?

Veja abaixo as atuais seleções:

AMORES (IM)POSSÍVEIS

CONTOS DE AMOR

ORGANIZAÇÃO:  Leandro Schulai
SINOPSE: Todos procuram um amor. Todos mesmo. Até os vilões, afinal, não existe amor ruim. Mas será que todos os amores são possíveis? Amores (im)possíveis traz a essência do amor em diversos contos, que retratam a alegria da conquista, o desespero da perda, o prazer em ser correspondido, a angústia em ser rejeitado… Afinal, existe sentimento mais controverso do que o amor?



A Cuca Recomenda: Pepino e Farofa

especial-nacional

Como disse a Lany no começo da semana, do dia 22 ao dia 28 de abril estará acontecendo a Semana Nacional, onde vários blogs irão fazer posts sobre livros, filmes, séries… Ou seja, tudo relacionado ao nosso país! A iniciativa é do blog Who’s ThannyConheça os blogs participantes!

E hoje temos mais uma  resenha brasileiríssima! O livro que escolhi foi Pepino e Farofa, de Roberto Klotz, uma coletânea de crônicas deliciosa e divertidíssima. Vamos conferir?

O que eles não disseram

Dorival Caymmi – Quem não gosta de Pepino e farofa, bom sujeito não é. É ruim da cabeça ou totalmente lelé.
Jânio Quadros – Li-lo porque qui-lo.
Ernesto Che Guevara – Hay que ler Pepino e farofa, pero sin perder la ternura jamás.
Neil Armstrong – Um pequeno livro para o homem, um grande livro para a humanidade.
Charles de Gaulle – Pepino e farofa não é um livro sério.
Dom Pedro de Alcântara – Como é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que leia Pepino e farofa.
Esfinge – Leia Pepino e farofa ou te devoro.
Antoine de Saint-Exupéry – Pepino e farofa é eternamente responsável por aquilo que cativa. Fonte

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 212