Arquivo para a categoria ‘ Crônicas ’


A Cuca Recomenda: Depois dos Quinze – Quando tudo começou a mudar

“Bruna Vieira tem 18 anos, é colunista da Revista Capricho e dona de um blog chamado Depois dos Quinze. Começou a escrever porque descobriu que o amor da sua vida era na verdade o amor de uma das centenas de fases que ela já viveu. Desde então, com a ordem das palavras escritas e compartilhadas nas redes sociais, Bruna superou a timidez, viajou para a Europa, fez duas tatuagens, mudou de vez para São Paulo e tornou-se uma das adolescentes brasileiras mais influentes da internet com milhares de fãs-leitoras-amigas-seguidoras. Nesse livro você encontra uma mistura de histórias, desabafos e segredos de uma garota que nasceu no interior, ama animais, usa boinas coloridas e ainda acredita no amor simples e verdadeiro.” Fonte

Conheci o livro Depois dos Quinze e o blog com o mesmo nome, da Bruna Vieira, através da ação em conjunto que realizamos com a Editora Gutenberg. Logo que fomos convidadas para realizar a ação, fui pesquisar mais sobre a autora. Visitei o blog e achei incrível, peguei dicas ótimas lá, inclusive de uma lojinha japonesa que abriu em São Paulo (e fui visitar). Ou seja, já tinha um bom pressentimento quando recebi o livro para ler e resenhar.

Porém, como é um livro para adolescentes, entrei no clima, esperando textos de alguém nessa faixa etária e para essa faixa. E me surpreendi demais – para melhor!

Continue lendo…




Meu autor de cabeceira: Rubem Braga

Desde criança eu ouço falar de Rubem Braga e foi ainda na infância, quase pré-adolescência que tive o primeiro contato com as crônicas desse autor (com o famoso “Para gostar de ler”), que teria completado 100 anos no dia 12 de janeiro se estivesse vivo.

rubem_braga

Rubem Braga nasceu em Cachoeiro do Itapemirim – ES, em 12 de janeiro de 1913. Ele é considerado o maior cronista brasileiro desde Machado de Assis. Se formou em Direito, mas nunca exerceu a profissão. Chegou a cobrir a Revolução Constitucionalista em São Paulo, como repórter dos Diários Associados, em Minas Gerais.

Seu primeiro livro foi publicado em 1936, aos 22 anos: “O Conde e o Passarinho”, publicado pela Editora José Olympio. No mesmo ano, em Belo Horizonte, casou-se com Zora Seljan Braga, se divorciando posteriormente. Ela é mãe de seu único filho, Roberto Braga.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Diário de um magro

“Um livro divertido e sensível, que conta a experiência de um magro que cai de pára-quedas num reduto de gordos e saí de lá com diversos bons amigos. Um texto irônico, descontraído e muito bem-humorado.” Fonte

Depois de ler algo longo e/ou pesado, eu gosto de ler um livro leve, depretensioso, geralmente um livro de humor ou de crônicas – ou as duas coisas juntas, como é o caso. Mario Prata nunca me decepciona nesses momentos (e em outros!).

Comprei Diário de um magro na Bienal de São Paulo, esse ano, e ele ainda estava lá até agora, paradinho na minha estante, esperando pelo momento certo de ser lido. E como eu esperava, o livro é uma delícia. Li em apenas dois dias – isso porque não o peguei para ler direto, apenas lia no ônibus ou antes de dormir.

Aventuras em um SPA!




Dica de site: Toques para Mulheres

Olá a todos! Hoje vou mudar de assunto e falar sobre um site muito interessante e bem humorado: O TPM: Toques para mulheres.

banner do siteComo diz a definição, o site é inteiramente dedicado a crônicas sobre o universo feminino do ponto de vista de um homem. O autor é Edson Rossatto, que vem trabalhando no site já tem um tempo e conseguiu me chamar a atenção ano passado, com uma crônica sobre mulheres e salto alto. Achei muito engraçado, mesmo sendo solidária àquelas mulheres que ainda estão na fase de aprendizado com o salto (o problema é que… a gente tem mesmo dificuldade em andar no começo, paga muitos micos quando sai de casa linda e maravilhosa, mas no meio do caminho aquela BOLHA HORROROSA aparece no pé pra fazer qualquer uma querer arrancar o salto e andar descalça – mas não fazemos isso – raras exceções).

Longe de ser um daqueles sites que destilam veneno contra as mulheres e o universo feminino tão complexo e misterioso (risos), ele aborda com bom humor algumas situações geralmente características do universo feminino, muitos deles voltados para o relacionamento.

O site repercute tão bem que o Edson chegou a comentar que alguns homens estão mandando e-mails e pedindo conselhos para ele sobre como lidar com mulheres (certo, algumas perguntas eram mais sérias do que as outras… mais ou menos…).

Se você é feminista, apenas lembre que são crônicas BEM HUMORADAS sob o ponto de vista de um homem falando sobre o universo feminino. Algumas crônicas podem trazer assuntos mais “polêmicos”, digamos assim, mas sinceramente não vi nada que denegrisse a imagem da mulher, muito pelo contrário. Tem toques irônicos, são crônicas inteligentes e o bom humor reina ali no site.

Sobre o autor, ele mesmo conta que:

1)… não é gay… (“Até dois anos atrás, minha irmã desconfiava. Aí apareci com namorada em casa.”)

2)… não pretende ser um macho recalcado que não pega ninguém e só quer falar mal delas por isso… (“Ei! Eu tenho bom senso, pô! Tem muitos caras por aí que não valem nada. Metade eu conheço…”)

3)… não é machista… (“Não mesmo! Já saí com algumas mulheres sendo feminista. É mais legal!”)

 

(E pelas crônicas, também não acho que ele seja machista.)

Para quem quer descontrair no dia a dia, vale a pena conferir as crônicas do Edson. O site é atualizado semanalmente e espero que vocês se divirtam tanto como eu me divirto.