Arquivo para a categoria ‘ Ed. Arqueiro ’


Resenha: O Coração do Leão

Para quem leu a resenha de A Voz do Arqueiro e viu meu entusiasmo, vai ficar surpreso com a mudança. Eu mesma fiquei bem surpresa, porque confesso que esperava muito mais dessa histórias. Vou explicar direitinho para vocês o que deu errado para mim.

O Coração do LeãoCada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Esta história se baseia na mitologia de Leão e fala sobre as surpresas que a vida nos reserva. 
Evie e Leo se conheceram ainda crianças, em um lar adotivo, e logo se tornaram grandes amigos. Com o tempo, a amizade se transformou em uma paixão avassaladora, e eles juraram ficar juntos para sempre. 
Quando Leo foi inesperadamente adotado na adolescência e teve que se mudar para outra cidade, prometeu a Evie que entraria em contato com ela assim que chegasse lá e que voltaria para buscá-la quando ela fizesse 18 anos. Mas ele nunca mais deu notícias.
Oito anos depois, apesar das circunstâncias, Evie conseguiu dar a volta por cima. Tem um emprego, amigos e está feliz. Então, de repente, um homem chamado Jake Madsen surge em sua vida, alegando ter sido enviado por Leo para saber como ela está.
Evie não consegue evitar a atração que sente por esse homem sensual e misterioso. Mas será que ela pode confiar em um estranho? Ou será que ele está guardando um segredo sobre sua real ligação com Leo e os motivos que o levaram a sumir de sua vida anos atrás? Fonte

Continue lendo…




Resenha: Eu sem você

Eu sem você“Há um ano, conheci o amor da minha vida. Para duas pessoas que não acreditavam em amor à primeira vista, até que Lilah e eu chegamos bem perto de dizer que isso aconteceu conosco. Eu tinha um bom emprego em uma agência de publicidade e não fazia outra coisa além de trabalhar. Era incapaz de tomar decisões sobre meu futuro e minha casa inacabada e não sabia aproveitar a vida. Até conhecer Lilah.  Lilah MacDonald era uma advogada ambientalista linda e decidida – e, para minha surpresa, detestava usar sapatos. Era uma pessoa tão maravilhosa que é até difícil descrevê-la. Nosso relacionamento não poderia ser mais improvável, mas me transformou profundamente. Comecei a enxergar as coisas de outra forma e a redescobrir antigas paixões. Lilah me ensinou a viver outra vez e a aproveitar ao máximo tudo o que a vida tem a oferecer. Ela me proporcionou momentos incríveis, mas também manteve em segredo algo que partiu meu coração. Ainda assim, se há uma coisa que aprendi com Lilah é que o amor pode curar qualquer ferida.
Meu nome é Callum Roberts e esta é a nossa história.”

No final de Eu sem você, antes dos agradecimentos, existe uma carta da autora, e em um pedaço dela diz:

“Se tiver gostado do livro, eu ficaria muito grata se você pudesse escrever uma resenha. Adoro receber feedback e o seu pode ajudar outros leitores a encontrar meus livros.”

No início, eu adorei o comentário, porque é difícil os autores admitirem o poder de uma resenha nos seus livros. Realmente, é através das resenhas que várias pessoas acabam encontrando livros novos (ainda mais de autoras que não são muito conhecidas, como a Kelly Rimmer). Mas depois eu fiquei pensando… Só se a pessoa tiver gostado? Eu acho que feedback sempre é um feedback, desde que você consiga argumentar a sua opinião (e é claro, sendo sempre uma pessoa muito educada, fato que parece cada dia mais perdido na internet). Enfim, Kelly Rimmer: eu gostei do seu livro mas eu esperava bem mais.

Continue lendo…




Resenha: Noite Sobre as Águas

NOITE_SOBRE_AS_GUAS_146366998111277SK1463669981BSetembro, 1939. Poucos dias após o Reino Unido declarar guerra à Alemanha, um enorme hidroavião está prestes a partir da costa sul da Inglaterra. A aeronave mais luxuosa do mundo tem como destino Nova York, no que deve ser o último voo civil a sair da Europa antes do conflito. A bordo dela encontram-se tanto a nata da sociedade quanto a escória da humanidade. Contudo, não é apenas a guerra que motiva os passageiros a deixar o continente: eles também querem se distanciar do próprio passado. Confinados por trinta horas em meio a todo o conforto, porém numa época em que voar ainda é um empreendimento arriscado, eles veem a travessia do Atlântico se tornar uma viagem de crescente angústia, com perigos inesperados que os conduzem a uma tempestade de violência, intriga e traição. Em Noite sobre as águas, Ken Follett exibe mais uma vez sua escrita magistral ao narrar as histórias dos mais diferentes personagens e fazê-las colidir neste emocionante voo cinco estrelas. (Fonte)

Continue lendo…




Resenha: O Mensageiro

Um livro aparentemente inocente, daqueles que começam calmos, e acabam por mudar sua vida. Não se engane, apesar da capa tímida e de seu antecessor ter diminuído as expectativas da série, O Mensageiro é um livro para abalar as estruturas e confronta de cara a cara seu primogênito, O Doador de Memórias. Vem comigo.

“Há seis anos, Matty chegou ao pacato Vilarejo. Sob os cuidados de Vidente, um cego que tem uma visão especial, ele amadureceu e se adaptou à nova vida. Agora, espera receber seu nome verdadeiro, que determinará seu valor ali, como ocorre com todos os habitantes.

Contudo, algo nefasto está se infiltrando no Vilarejo, e os moradores, antes orgulhosos de receber forasteiros, passam a exigir que as fronteiras sejam fechadas para se protegerem.

Por ser um hábil mensageiro, Matty é encarregado de avisar os outros povoados sobre o bloqueio. Sua missão também tem outro grande objetivo: buscar Kira, a filha de Vidente, antes que seja tarde demais.

Ele é o único capaz de viajar pela Floresta, que já provocou algumas mortes. O problema é que ela também está se tornando um lugar perigoso para o garoto. Mas muitos dependem de Matty. Então, armado apenas de um poder recém-descoberto, ainda incompreensível e incontrolável, ele se arriscará a fazer o que talvez seja sua última viagem.” Fonte: Skoob

Continue lendo…




Resenha: Sedução da Seda

Confesso que quando li o primeiro livro de Loretta Chase publicado pela Arqueiro, O Príncipe dos Canalhas, não me animei muito. Tanto que estou devendo resenha até hoje (mas enfim, fica na lista de resenhas não feitas – e são muitas!). Acabei nem lendo o segundo livro da série Canalhas, deixei para depois. E confesso que foi minha paixão por romances históricos que me fez insistir em Loretta Chase e pegar o primeiro volume da série As Modistas e ver no que vai dar. O resultado, ainda bem, foi melhor, mas ainda falta algo para chegar lá.

SEDUCAO_DA_SEDA“Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon.

Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna.

O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas.

Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.” Fonte

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 4 de 19« Primeira...23456...10...Última »