Arquivo para a categoria ‘ Ed. Suma ’


Resenha: Ascensão

Ficha técnica:

Título: Ascensão

Autor: Stephen King

Tradução: Regiane Winarski

Páginas: 124

Editora: Suma

Compre aqui

Sinopse: “Scott Carey tem muito em que pensar ― o projeto enorme que pegou no trabalho; o casal lésbico que mora na casa ao lado e o cachorro delas, que insiste em fazer as necessidades no seu quintal; e a súbita e inexplicável perda de peso das últimas semanas. Apesar de não querer ser estudado e examinado, Scott decide compartilhar a questão com seu velho amigo, o dr. Bob Ellis. Afinal, apesar dos números decrescentes na balança, sua aparência continua a mesma ― além disso, seu peso não varia quando está nu ou usando roupas pesadas, quando está de mãos vazias ou carrega algo no colo. Não importa o que ele faça ou coma, Scott está cada vez mais leve ― embora não mais magro ―, e conforme seu peso se aproxima de zero, ele sabe que logo nada vai prendê-lo ao chão. Scott não quer se preocupar com o que vem pela frente; ele ainda tem tempo para resolver todas as suas questões antes do Dia Zero, e por que não começar pelas mais difíceis? Por exemplo, encarando o preconceito que suas vizinhas têm sofrido da comunidade ― e dele ― e fazendo o possível para ajudar. Amizades improváveis, a maratona anual da cidade e a misteriosa condição de Scott são a fórmula para grandes transformações. Incrivelmente alegre e profundamente triste, Ascensão é um verdadeiro antídoto para nossa cultura intolerante.”

Mais um livro do Stephen King, você se pergunta? Sim, mais um. O ano mal começou e provavelmente ele já escreveu mais dois romances e cinco contos. Mas, dessa vez, não é um livro gigante (ufa!), mas sim uma novela, que incrivelmente você pode ler numa sentada. Foi o que eu fiz – quando estava de férias, peguei o livro em uma manhã e terminei tranquilamente no início da tarde. E foi uma delícia!

Ascensão é uma pequena história que se passa em Castle Rock, Maine (sim, mais uma vez nessa cidade já famosa das obras do King). Um homem começa a perder peso inexplicavelmente, apesar de não estar perdendo massa muscular; o estranho fenômeno, porém, é apenas pano de fundo para o verdadeiro cerne da obra: a intolerância e o preconceito em uma pequena cidade conservadora e republicana dos Estados Unidos. (Mas bem que poderia ser aqui, não é, mesmo?)

~ Dica: acompanhe nosso Instagram e fique por dentro das resenhas e indicações em primeira mão! ~

Continue lendo…




Resenha: As Sombras de Outubro

Ficha Técnica:

Nome: As Sombras de Outubro

Autor: Søren Sveistrup

Tradução: Natalie Gerhardt

Páginas: 416

Editora: Suma

 

É outubro e a neve de outono começa a cair em Copenhagen, deixando os dias mais curtos e as noites mais sombrias… e pelas ruas geladas e escuras, um psicopata aterroriza a cidade. Em uma manhã tempestuosa em um tranquilo bairro de Copenhagen, a polícia faz uma descoberta sinistra: o corpo de uma mulher brutalmente assassinada, com uma das mãos faltando. Sobre ela está pendurado um pequeno boneco feito de castanhas. O caso é entregue à ambiciosa detetive Naia Thulin e a seu novo parceiro, Mark Hess, um investigador introspectivo que acabou de ser expulso da Europol.

Logo se descobre uma evidência ligando o sr. Castanha a uma garota desaparecida há um ano: a filha da política Rosa Hartung. O homem que confessou tê-la sequestrado e assassinado está atrás das grades e o caso foi encerrado há tempos ― e qualquer insinuação contrária causa disputas e inimizades na corporação. No entanto, quando novas vítimas e novos bonecos aparecem, Thulin e Hess acham cada vez mais difícil ignorar a conexão entre o caso Hartung e o novo serial killer.

Mas que conexão seria essa? E como impedir o assassino de continuar sua caçada, se ele parece sempre um passo à frente da polícia?

As Sombras de Outubro traz o melhor do estilo thriller noir, acrescentando ao suspense clássico uma boa dose de energia. Sveistrup retrata seus personagens com sensibilidade e mostra como romances policiais podem fazer críticas contundentes às realidades sociais. (Fonte)

Continue lendo…




Resenha: Através do Vazio

Ficha técnica:

Nome: Através do Vazio

Autor: S. K. Vaughn

Tradutor: Renato Marques

Páginas: 376

Editora: Suma

 

Em Através do Vazio, ficção científica e suspense se misturam, construindo uma trama complexa e emocionante que mantém o leitor envolvido até a última página.

É Natal de 2067. Os acordes de uma música natalina ecoam pelas ruínas de uma espaçonave que flutua pela escuridão. Lá dentro, May desperta lentamente ― a única sobrevivente de um acidente desastroso na primeira viagem tripulada a Europa, a lua de Júpiter. Sozinha no vazio do espaço, em uma nave caindo aos pedaços, May tenta desesperadamente reencontrar o caminho para a Terra. A única pessoa capaz de ajudá-la é Stephen Knox, um cientista brilhante da Nasa… e um homem que ela magoou profundamente antes de partir.

Enquanto ela batalha pela própria sobrevivência e sinais de sabotagem começam a vir à tona, a voz de Stephen parece ser a única coisa capaz de atravessar o vazio insondável do espaço e levá-la de volta para casa em segurança. (Fonte)

Continue lendo…




Resenha: O Instituto

Ficha técnica:

Título: O Instituto

Autor: Stephen King

Tradução: Regiane Winarski

Páginas: 544

Editora: Suma

Compre aqui

Sinopse: “O novo livro de Stephen King, o Mestre do Terror, traz uma história inesquecível sobre um grupo de crianças com talentos especiais que precisam se unir para derrubar um grande mal. No meio da noite, em uma casa no subúrbio de Minneapolis, um grupo de invasores assassina os pais de Luke e sequestra silenciosamente o menino de doze anos. A operação leva menos de dois minutos. Quando Luke acorda, ele está no Instituto, em um quarto que parece muito o dele, exceto pelo fato de que não tem janela. E do lado de fora tem outras portas, e atrás delas, outras crianças com talentos especiais, que chegaram àquele lugar do mesmo jeito que Luke. O grupo formado por ele, Kalisha, Nick, George, Iris e o caçula, Avery Dixon, de apenas dez anos, está na Parte da Frente. Outros jovens, Luke descobre, foram levados para a Parte de Trás e nunca mais vistos. Nessa instituição sinistra, a equipe se dedica impiedosamente a extrair dessas crianças toda a força de seus poderes paranormais. Não existem escrúpulos. Conforme cada nova vítima vai desaparecendo para a Parte de Trás, Luke fica mais e mais desesperado para escapar e procurar ajuda. Mas até hoje ninguém nunca conseguiu fugir do Instituto. Tão aterrorizante quanto A incendiária e tão espetacular quando It: a Coisa, este novo livro de Stephen King mostra um mundo onde o bem nem sempre vence o mal.”

Mais um livrão do Stephen King. Enquanto você está lendo esse post, o homem já deve ter escrito um romance e três contos antes do almoço. Fazer o quê, se a gente ama? Pode mandar mais, King!

Em O Instituto temos uma trama que mistura o sobrenatural que é característico ao autor com pitadas de ficção científica. Uma agência secreta do governo vai atrás de crianças e adolescentes que monitoram desde a mais tenra idade em busca de poderes psíquicos – telecinese, telepatia -, matam seus pais/tutores e sequestram-nas, levando-as ao lugar que dá título ao livro. E pra que elas são usadas? Só lendo pra saber, mas já adianto que é bem perturbador.

~ Dica: acompanhe nosso Instagram e fique por dentro das resenhas e indicações em primeira mão! ~

Continue lendo…




Resultado: Sorteio Metade Sombria

E chegou ao fim o nosso sorteio desse livrão lindo! Agradecemos à nossa parceira Editora Suma por ceder um exemplar de A Metade Sombria, do Stephen King, para nossos leitores! Quem será que ganhou essa lindeza?

Continue lendo…



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...