Arquivo para a categoria ‘ Ed. Intrínseca ’


Resenha: A Culpa é das Estrelas

Quando fiz a resenha de Mockingjay – quase um ano após tê-lo lido – eu disse que era muito difícil falar sobre as obras pelas quais nós caímos de amores. Quatro meses depois, aqui estou eu novamente para provar a teoria. Desde que terminei de ler The Fault in Our Stars (A Culpa é das Estrelas, no Brasil) eu tenho essa página aberta, tentando encontrar as palavras certas, escrevendo parágrafo atrás de parágrafo somente para apagá-los logo em seguida. Hoje, folheando meu livro e observando as frases que marquei com post-its enquanto o lia, eu finalmente me convenci de que nunca serei capaz de fazer uma resenha à altura de The Fault in Our Stars: ele é um livro que você tem que ler e viver e sentir, guardar tudo dentro de você e depois explodir, insistindo para que todos os seus amigos leiam, mas sem nunca conseguir explicar exatamente o motivo pelo qual isso é tão importante. Simplesmente é.




Resenha: O Circo da Noite

“O circo chega sem aviso. Nenhum anúncio o precede. Ele simplesmente está lá, quando ontem não estava. Dentro das lonas listradas em preto e branco está uma experiência única cheia de maravilhas de tirar o fôlego. Ele se chama Le Cirque des Rêves, e abre apenas durante a noite.
Mas nos bastidores, há uma ardente competição – um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, que foram treinados desde a infância expressamente para esse objetivo por seus instrutores inconstantes. Sem que eles saibam, esse é um jogo do qual apenas um pode sair vivo, e o circo nada mais é do que o palco para uma excepcional batalha de imaginação e determinação. Sem conseguir evitar, Celia e Marco se apaixonam perdidamente – um amor profundo e mágico que faz as luzes tremerem e a sala esquentar quando suas mãos simplesmente se encostam.
Amor verdadeiro à parte, o jogo deve continuar, e os destinos de todos envolvidos, desde os extraordinários circenses até o público, estão em jogo, suspensos tão precariamente quanto os ousados acrobatas.
Escrito em uma prosa rica e sedutora, esse livro mágico é um banquete para os sentidos e para o coração.”




Resenha: Delírio

Imagine um mundo onde as pessoas são incapazes de se apaixonar; um mundo no qual o amor, em qualquer forma, é considerado uma doença. Essa é a sociedade distópica criada por Lauren Oliver em Delirium, o primeiro livro de uma trilogia com lançamento no Brasil previsto para o primeiro semestre de 2012.

Portland, Maine: uma das várias cidades norte-americanas cujas bordas foram fechadas para que o governo possa controlar amor deliria nervosa, a doença mais fatal que se conhece. Lena Holoway está a apenas 95 dias de completar 18 anos e finalmente ser submetida ao procedimento cirúrgico que irá livrá-la de vez do risco da amor deliria nervosa. Após o procedimento, ela terá a oportunidade de escolher seu futuro marido dentre candidatos pré-selecionados pelo governo e levará uma vida tranquila, sem as dores e complicações que relacionamentos costumavam trazer antes da cura. Lena não vê a hora de fazer a cirurgia, de ter o risco de contração da doença que arruinou a vida de sua mãe eliminado de uma vez por todas. Mas faltando apenas alguns meses para o procedimento, um imprevisto acontece: Lena se apaixona.

“The deadliest of all deadly things: It kills you both when you have it and when you don’t.”




Resenha: O Poder dos Seis

ATENÇÃO: Essa resenha contém spoilers de Eu Sou o Número Quatro (resenha aqui), primeiro livro da série Os Legados de Lórien.

Ficha Técnica:

Título: O Poder dos Seis (The Power of Six – Legados de Lórien #2)
Autor: Pittacus Lore
Editora: Intrínseca (Brasil), Harper Collins (EUA)
Páginas: 320
Avaliação:
Onde Comprar: Livraria Cultura

Eu o vi nos jornais. Segui as histórias sobre o que aconteceu em Ohio. John Smith, por aí, fugindo. Para o mundo, ele é um mistério. Mas para mim… ele é um de nós. Nove de nós viemos pra cá, mas às vezes eu me pergunto se o tempo nos mudou – se todos nós ainda acreditamos em nossa missão. Como posso saber? Ainda há seis de nós. Estamos nos escondendo, nos misturando, evitando contato uns com os outros… mas nossos Legados se desenvolvem, e logo estaremos prontos para lutar. Seria John o Número Quatro, e seu aparecimento o sinal pelo qual estive esperando? E Números Cinco e Seis? A garota dos cabelos pretos com olhos tempestuosos dos meus sonhos seria um deles? A garota com poderes além do que eu posso imaginar? A garota que pode ser forte o suficiente para nos unir? Eles pegaram o Número Um na Malásia. Número Dois na Inglaterra. E o Número Três no Kenya. Tentaram pegar o Número Quatro em Ohio – e falharam. Eu sou a Número Sete. Uma de seis que ainda estão vivos. E eu estou pronta para lutar. Fonte, tradução livre.

Don’t worry, Four. Things are happening for a reason




Resenha: O Filho de Netuno

Atenção: Essa resenha contém spoilers da série Percy Jackson e os Olimpianos e do primeiro livro da série Os Heróis do Olimpo (Você pode ler a resenha de O Herói Perdido aqui).

Ficha Técnica:
Título: O Filho de Netuno (The Son of Neptune – The Heroes of Olympus Book Two)
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca/ Disney Hyperion Books (em inglês)
Número de páginas: 426
Avaliação:  5 estrelas do mar (em homenagem ao Percy!)
Onde Comprar: Livraria Cultura

E quem são os heróis da profecia?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 20 de 22« Primeira...10...1819202122