Arquivo para a categoria ‘ Ed. Galera Record ’


Resenha: Uma História de Amor e TOC

Quando recebi esse livro da Galera Record, pensei em passá-lo pra outra das meninas aqui do blog ler, afinal, de longe eu não sou a pessoa mais romântica do Por Essas Páginas. Mas alguma coisa nele me atraiu… Só sei que olhei para ele, ele olhou para mim, rolou uma química e, pronto, lá estava eu lendo. Um romance. Sobre TOC.

“Bea foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. De uns tempos pra cá, desenvolveu algumas manias que podem se tornar bem graves quando se trata de… garotos! Ela jura que está melhorando, que está tudo sob controle. Até começar a se apaixonar por Beck, um menino que também tem TOC. Enquanto ele lava as mãos oito vezes depois de beijá-la, ela persegue outro cara nos intervalos dos encontros. Mas eles sabem que são a única esperança um do outro. Afinal, se existem tantos casais complicados por aí, por que as coisas não dariam certo para um casal obsessivo-compulsivo? No fundo, esta é só mais uma história de amor… e TOC.” Fonte

Sentimentos são como cobertores, cobrindo você para que não consiga ver com clareza.




Resenha: The 100 – Os Escolhidos

Quando esse livro foi lançado aqui no Brasil, a série de TV também estava para ser lançada nos EUA. Eu vi o trailer, fiquei curiosa e acabei adquirindo o e-book. Antes de ler o livro, no entanto, acabei assistindo a primeira temporada inteira da série, que eu acabei gostando mais (e já comecei a ver a segunda temporada que iniciou há pouco tempo). Vou explicar o motivo.

OS_ESCOLHIDOSSinopse: Desde a terrível guerra nuclear que assolou a Terra, a humanidade passou a viver em espaçonaves a milhares de quilômetros de seu planeta natal. Mas com uma população em crescimento e recursos se tornando escassos, governantes sabem que devem encontrar uma solução. Cem delinquentes juvenis — considerados gastos inúteis para a sociedade restrita — serão mandados em uma missão extremamente perigosa: recolonizar a Terra. Essa poderá ser a segunda chance da vida deles… ou uma missão suicida. Fonte

Continue lendo…




Resenha: Princesa Adormecida

Princesa adormecida“Era uma vez uma princesa… Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas essa princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida. Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim…”

Quando a Record divulgou que a Paula Pimenta lançaria uma coleção de livros com adaptações de contos de fadas para os dias atuais, eu fiquei muito animada. O conto dela em O Livro das Princesas foi o que eu mais gostei e foi ele que tornou o livro mais do que especial. Quando eu li que o primeiro livro a ser lançado seria sobre A Bela Adormecida… Quase saí pulando de felicidade! Esse foi um dos desenhos animados que eu mais assistia quando era criança porque eu tinha o VHS (acho que acabei de denunciar a minha idade). Até hoje eu ainda sei falas e músicas decoradas! Mas, infelizmente, Princesa Adormecida não alcançou as minhas expectativas…

Continue lendo…




Resenha: Teardrop – Lágrima

Recebemos Teardrop como uma cortesia pela nossa parceria com a Record, apesar de ser um livro editado pela Galera Record. Logo de cara me encantei pela capa, que já é linda assim na imagem, mas é ainda mais bela no próprio livro. Quando você abre as orelhas, o papel atrás delas é lilás, o que achei muito delicado. Fiquei apaixonada e falei para as meninas que gostaria de ficar com esse livro. Quando fiz isso, a Lany já me avisou: “é, a escrita da Lauren Kate me incomoda, é meio chatinha”. Mesmo assim fui ler. Devo ouvir mais vezes as sábias palavras da Lany…

“Depois de perder a mãe em um acidente no mar, Eureka acha que nunca mais voltará a sorrir. E a promessa que fez à mãe – a de nunca mais chorar – se torna quase impossível… até conhecer Ander. Louro, alto e de pele muito branca, o rapaz parece estar em todos os lugares e saber coisas que não deveria sobre Eureka. Inclusive um estranho segredo relacionado às suas lágrimas e aos três artefatos que herdou da mãe: uma carta, uma pedra e um misterioso livro que conta a história de uma menina com o coração partido. Ela chorou tanto que deixou debaixo d´água um continente inteiro. Logo Eureka vai descobrir que a antiga lenda é mais que uma história, que Ander pode estar dizendo a verdade e que sua vida pode ter um curso mais sombrio do que ela imaginou.” Fonte

O amor era uma pista de dança, onde todos que você perdia deixavam uma marca.




Resenha: Trono de Vidro

trono de vidro“Nas sombrias e sujas minas de sal de Endovier, um jovem de 18 anos está cumprindo sua sentença. Celaena é uma assassina, e a melhor de Adarlan. Aprisionada e fraca, ela está quase perdendo as esperanças quando recebe uma proposta. Terá de volta sua liberdade se representar o príncipe de Adarlan em uma competição, lutando contra os mais habilidosos assassinos e larápios do reino. Endovier é uma sentença de morte, e cada duelo em Adarlan será para viver ou morrer. Mas se o preço é ser livre, ela está disposta a tudo.”

Celaena Sardothien é a maior assassina de Adarlan – talvez até mesmo a maior assassina de toda Erilea. Apesar do título, Celaena acaba sendo capturada e se torna prisoneira das minas de sal de Endovier. Mas não é só o trabalho pesado que preocupam as pessoas que vão para lá: normalmente, ninguém sobrevive. Mas Celaena acaba tendo uma chance de ouro. O rei governa o seu povo de seu trono de vidro (sim, e é por isso que temos o título do livro) e ele pune impiedosamente os rebeldes. Ele precisava de alguém que ajudasse o império a lidar com as “pessoas difíceis”.  Para isso, ele organiza uma competição e convida 23 integrantes do conselho para que cada um patrocine um candidato. O príncipe Dorian quer que a assassina o represente. Se ela vencer, depois de seis anos, o rei devolverá a liberdade dela. Com o sonho de conseguir fugir do seu destino na prisão, ela aceita a oferta. Mas nada é tão fácil quanto parece porque vários competidores aparecem mortos e ninguém sabe quem está por trás disso…

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...