Arquivo para a categoria ‘ Ed. Record ’


Resenha: A Terra das Sombras (série A Mediadora)

Quando as meninas aqui do blog deram a ideia de fazermos resenhas de livros de terror por causa do Halloween, eu pensei “Ih, já era, eu não leio nada do gênero! Sou muito medrosa para isso!”. Mas a Lucy disse que romance sobrenatural (mesmo com vampiros que brilham) também estava dentro da proposta! Inclusive o livro que eu escolhi para resenhar hoje foi uma sugestão dela.

A série A Mediadora, da Meg Cabot, foi o primeiro romance sobrenatural que eu li, quando esse tema ainda era relativamente escasso e eu nem sabia dessa denominação. Essa foi uma das primeiras séries que a Meg escreveu (ainda com o pseudônimo de Jenny Carrol). Ela é composta atualmente de seis livros, mas a Meg disse em algumas entrevistas (uma inclusive durante o seu tour no Brasil) que vai escrever mais um volume (quando acabar as séries que ela está escrevendo no momento)!

Tem um fantasma no meu quarto. E agora?




Resenha: O Castelo Animado

Recentemente eu falei da autora Diana Wynne Jones e suas obras e hoje eu quero falar sobre o livro que me fez descobrir essa autora e me encantou muito.

Sinopse: A jovem Sophie é surpreendida pela perversa Bruxa das Terras Desoladas enquanto trabalha, entediada, na chapelaria da família. Por motivos que ela desconhece, a Bruxa, a transforma numa velha de 90 anos, e Sophie não vê outra saída senão fugir para evitar a dor de não ser reconhecida por suas irmãs. Vagando sem rumo, a “jovem senhora” acaba na porta dos fundos do castelo do terrível Mago Howl, conhecido por devorar o coração das moças do povoado. (Fonte)

Sophie Hatter é a irmã mais velha de três irmãs e não vê perspectiva para seu futuro (ela acredita que os filhos mais velhos são destinados ao fracasso), por isso, resignada, ela cuida do destino de suas duas irmãs mais novas, a linda Lettie e a esperta Martha. Quando seu pai morre, sua madrasta Fanny encaminha as duas garotas mais novas para tutores, para que aprendam uma profissão, enquanto Sophie permaneceria como sua assistente na chapelaria.

A vida de Sophie começava a ficar tediosa e ela se sentia explorada em seu serviço. Até que um dia, a Bruxa das Terras Desoladas aparece e lança uma maldição em Sophie que a transforma em uma velha de 90 anos. A maldição também impede que Sophie fale sobre ela e então ela decide sair de casa sem destino.

Continue lendo…




Resenha: Samantha Sweet, executiva do lar, Sophie Kinsella

Li esse livro ano passado e simplesmente adorei. Acho que é um dos melhores de Sophia Kinsella, não sei se perde para Os segredos de Emma Corrigan (também conhecido por mim como “o livro da vergonha alheia”). Faz tempo que eu queria falar sobre ele, então vamos lá.

Sinopse: (…) Samantha Sweet é uma advogada poderosa em Londres. Trabalha dia e noite, não tem vida social e só se preocupa em ser aceita como a nova sócia do escritório. Ela está acostumada a trabalhar sob pressão, sentindo a adrenalina correr pelas veias. Até que um dia… comete uma grande mancada. Um erro tão gigantesco que pode destruir sua carreira. Samantha desmorona, foge do escritório, entra no primeiro trem que vê e vai parar no meio do nada. Ao pedir informação em uma linda mansão, é confundida com uma candidata a doméstica e lhe oferecem o emprego. Os patrões não fazem idéia de que contrataram uma advogada formada em Cambridge, com QI de 158, e que não tem a menor noção de como ligar um forno! O caos se instala quando Samantha luta com a máquina de lavar… a tábua de passar roupa… e tenta fazer cordon bleu para o jantar… Mas talvez não seja tão incapaz como doméstica quanto imagina. Talvez, com alguma ajuda, ela possa até fingir. Será que seus patrões descobrirão que sua empregada é de fato uma advogada de alto nível? Será que a antiga vida de Samantha irá alcançá-la? E, mesmo se isso acontecer, será que ela vai querer de volta? A história de uma mulher que precisa diminuir o ritmo. Encontrar-se. Apaixonar-se. E descobrir para que serve um ferro de passar. Fonte

  Continue lendo…




Resenha: A Fera

Depois de ter lido “A garota da capa vermelha” (resenha aqui) e ter me decepcionado, confesso que não estava mais muito animada para ler livros que tratasse do tema “conto de fadas versão teen“. Mas o trailer do filme  “A Fera” despertou a minha curiosidade e eu acabei ganhando o livro da Karen. Aliás, eu devo agradecer muito a ela, se não eu provavelmente não teria lido esse livro maravilhoso agora!

O livro é narrado pela Fera – uma criatura com dentes, garras e pelos. Mas antes essa criatura havia sido um adolescente normal: Kyle Kingsbury. Ele tinha tudo: dinheiro, fama e beleza. Mas em um belo dia ele acabou humilhando uma garota que participava das suas aulas de inglês. Para o seu azar,  essa garota era uma bruxa. E assim o feitiço foi feito. Ele só voltaria a ser humano se, em dois anos, beijasse uma pessoa que se apaixonasse por ele. Mas não bastava só isso: ele também deveria estar apaixonado por ela.

A pergunta que eu imagino que Alex Flinn fez ao escrever o livro foi “Mas e se a história de A Bela e a Fera acontecesse nos dias atuais?”. Por isso, ela não cria triângulos amoroso para dar um tom mais teen na história, muito menos tenta escrever um roteiro totalmente diferente. A autora utilizou os pontos chaves da história e os colocou no mundo atual. Ela teve algumas saídas brilhantes, como por exemplo, a utilização das rosas e toda a importância que elas tiveram para a história. Em vários momentos eu me lembrei do desenho da Disney, não porque fosse totalmente igual, mas sim pelas referências. O livro segue as histórias tradicionais, mas não deixa de ser original.

Durante a leitura, eu me transportei totalmente para dentro da história. Isso porque durante a narração é possível perceber todo o crescimento do personagem. Desde Kyle, o rico mimado, até A Fera, que acredita que nunca conseguirá quebrar o feitiço…

E como realmente um conto de fadas, esse livro nos passa uma mensagem linda no final. Eu acho que todos que amam o desenho “A Bela e a Fera” da Disney deveriam ler esse livro. Exatamente os pontos que me encantaram no desenho foram os pontos que me encantaram no livro.

O filme A Fera, com Alex Pettyfer e Vanessa Hudges, estreiou nos cinemas dia 23 de dezembro de 2011.

Ficha Técnica:
Título: A Fera
Autor: Alex Flinn
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Avaliação:
Onde comprar: Livraria Cultura




Resenha: Liberte meu coração

Eu sei que normalmente eu falo (muito) sobre a Meg Cabot, mas não tinha como não fazer uma resenha sobre o livro Liberte meu Coração. O principal motivo? Quem escreveu esse livro foi Mia Thermopolis, a protagonista da série Diário da Princesa. Pois é, a Meg só deu uma “ajudinha”…

No último livro da série, Princesa para Sempre (pode deixar, só vou falar o necessário!), Mia Thermopolis estava sofrendo todas as complicações de ser uma autora publicada. Inclusive, durante o seu diário, nós tivemos a possibilidade de ler trechos do que seria o livro Liberte meu Coração. Confesso: não prestei muita atenção nessas partes. As minhas preocupações eram outras… (se vocês pensaram em um personagem que o apelido lembra um certo chocolate, parabéns, vocês acertaram!). Mas é claro que fiquei muito animada quando fiquei sabendo que teríamos esse livro especial. E já devo dizer que o livro não me decepcionou. Aliás ele superou todas as minhas expectativas!

Leia Mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...