Arquivo para a categoria ‘ Fabiana Madruga ’


Resenha: Piratas

Piratas“Você já sonhou em navegar pelos sete mares, enfrentando sereias e saqueando tesouros? Ou, quem sabe, você prefira uma dose de rum e um voo em um dirigível? Ou então viajar por mares antigos e misteriosos, vingando seu amor perdido, enfrentando abutres sanguinários, vendendo relíquias não tão preciosas assim?

Ahoy, leitor, então seja bem-vindo a bordo de Piratas, um navio onde dez grandes autores se reúnem para contar as histórias mais incríveis de todos os mares sobre… piratas, é claro! Içar velas, marujos! Vamos partir rumo à aventura!” Fonte

Quem me conhece, sabe do meu amor pelo Captain Hook de Once Upon a Time e consequentemente, eu não poderia deixar de ler “Piratas”, um livro com dez contos sobre esse tema. Se analisarmos, os piratas são pouco representados na literatura (e quase sempre, são maus), mas nessa coletânea, temos de tudo um pouco. Romance, aventura e até a pirataria bem mais atual…

Eu sempre acho bem complicado falar sobre contos, porque até quando você está dando spoilers? O que eu vou tentar fazer aqui é mostrar os pontos principais sobre cada um dos contos. Ao invés do que eu faço normalmente, de só falar dos melhores, eu vou comentar sobre todos eles, para vocês terem uma visão mais completa sobre o livro. Porém, não seguirei a ordem dos contos. Começarei com o meu Top 3 e depois falarei dos outros textos. Não adianta, coletâneas são para um público diversificado. Nem todo mundo gosta de todos eles, porque isso é depende das preferências literárias de cada pessoa.

Continue lendo…




Divulgação em dose dupla: Piratas + Dois Lados, Duas Vidas

doislados2

Ahoy, marujos! Ops, leitores! Todo mundo já pulando lendo muito no Carnaval? =D

Vocês já estão carecas de saber por aqui no Por Essas Páginas que eu, além de Cuca e blogueira, também sou autora e tenho vários livros publicados, entre eles, o romance Alameda dos Pesadelos, que foi resenhado aqui pelas lindonas Lucy, Lany e Drika, e também no Narrativas da Cidade, pela super Leka (ou seja, o blog todo leu, mas o Felipe não faz resenha porque, bem, ele é meu marido, então não vale. Já pensou, ele fala que é apoio pra abajur e eu bato nele com o pau de macarrão, definitivamente não vai ser legal). Mas as meninas são sinceras (e eu nem precisei do pau de macarrão).

Anyway, dessa vez venho não apenas com um, mas dois lançamentos fresquinhos para apresentar a vocês, ambos da querida Editora Cata-vento, minha casa em Alameda dos Pesadelos.

Clique e saiba mais!




Quinze autoras nacionais que você precisa conhecer

escritoras

Nesse Dia Internacional da Mulher, a Karen fez um post lindo no blog dela, indicando 10 autoras nacionais que você precisa conhecer. Eu adorei a ideia e perguntei para ela se poderia fazer um post semelhante aqui no Por Essas Páginas. Ela então deu uma sugestão maravilhosa: por que não juntar os dois textos? Assim conseguiríamos abranger um número maior de autoras. E tcharam… Assim nasceu esse post!

Os comentários da Karen estarão em verde e os meus comentários em vermelho!

Observação: Os números não significam uma classificação de preferência e sim foram colocados para uma melhor organização.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: O Clube dos Herdeiros

Semana passada eu e a Cuquete resenhamos Aristocracia Perdida, o prólogo desse livro, que conta a história dos pais da geração retratada em O Clube dos Herdeiros, de Fabiana Madruga (curiosos? Leia a resenha aqui!). Nós demos uma discreta surtada naquela resenha e esperamos tê-los deixado bem curiosos para o livro! Porque, se eu e a Lany adoramos o conto, imagina o livro! Por isso, segurem-se em seus fusquinhas Porsches ou qualquer outro carrão, porque essa resenha vai ser ainda mais surtada! E como eu achei o livro fofo… bem, pode ser que um meteoro caia sobre nossas cabeças em breve. Corram para as colinas e leiam essa resenha! Vocês já leram em alguma resenha a Karen chamar algum livro de fofo? Não? Nem eu! Então realmente, preparem-se porque o mundo vai acabar. O fim está próximo, queridos. Aproveitem para pegar o próximo avião para Paris!

“Hoje deve ser seu dia de sorte. Sim, é com você que estou falando! Ao virar a próxima página, será como se tivesse ganhado um passe livre, uma tão cobiçada credencial, um passaporte com visto para um mundo que mal se vê pela fechadura. Você poderá conhecer cada um dos membros da nova aristocracia do Rio de Janeiro e saber o que realmente se passa na vida, na cabeça e no coração deles (e eu aposto como você jurou que isso nem existia!). Só me sinto na obrigação de te alertar a respeito do principal perigo que ameaça aqueles que se julgam sortudos por cruzar essa linha: você vai descobrir que as coisas podem não ser como você imaginava, e ter vontade de correr de volta para o seu mundo seguro, que antes pareci a tão medíocre. Mas não precisa correr tanto. No meio do caminho eu sei que você vai dar meia-volta e perceber que não vai mais a lugar nenhum. O Clube dos Herdeiros pode não ser nada parecido com um conto de fadas… mas não há como não se apaixonar perdidamente por ele! Pense bem antes de aceitar o convite: existem festas que duram a vida inteira…” Fonte

Leia, leia, leia!




A Cuca Recomenda: Aristocracia Perdida

A Cuca hoje vem recomendar um conto junto com sua fiel escudeira, a Cuquete Lany (que ultimamente anda lendo mais livros brasucas do que eu!). A autora Fabiana Madruga entrou em contato com a gente para lermos e resenharmos tanto o seu livro O Clube dos Herdeiros, quanto o prólogo do livro, o conto Aristocracia Perdida, que já está disponível para compra em e-book. Confesso que fiquei com um pouco de medo, já que está muito fora da minha zona de conforto (vocês sabem, eu não sou uma pessoa fofa…) Aí eu chamei a Lany para ler e… acabou que eu e a Lany lemos (ou melhor, devoramos) o conto e o livro em pouquíssimos dias! E a gente a-do-rou! Portanto: preparem-se para a primeira resenha surtada (na semana que vem tem a resenha do livro)!

“Antes da Zona Sul do Rio de Janeiro ter como reis os membros do Clube dos Herdeiros, já existia uma outra geração provando que toda monarquia é hereditária. No fim dos anos 80, as moças de família do Colégio Notre Dame e os Bad Boys das rivais GU e GA no Leblon viviam dramas e romances acompanhados de perto por toda a juventude carioca da época. Muito antes de Manuela, Helena e Guilherme nascerem, a chamada Aristocracia Perdida ditava a moda, as regras e o futuro dos que estavam por vir. A moda podia ser muito diferente nos anos 80, e você pode achar extremamente exótico que ninguém tivesse celular, computador ou internet. Mas naquele tempo, Lilian, Alice, Helô e Jacqueline já lidavam com coisas que não mudam nunca: amizades sinceras, traições, paixões arrebatadoras, corações partidos, escolhas erradas e pessoas certas. O que a Aristocracia Perdida tem a ver com O Clube dos Herdeiros? Tudo! Volte ao passado e descubra muito mais sobre o presente e o futuro dos personagens dessa história que, agora sim, vai começar.” Fonte

Leia agora esse conto!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 11