Arquivo para a categoria ‘ Fábio Yabu ’


A Cuca Recomenda: Branca dos Mortos e os sete zumbis e outros contos macabros

Foi com muita expectativa que comecei a ler Branca dos Mortos e os sete zumbis e outros contos macabros, do autor santista Fábio Yabu, nessa nova edição da Globo Livros. Bem, primeiro é um livro de terror. Depois: terror + contos de fadas. E ainda por cima é de contos. Eu adoro tudo isso, é totalmente a minha praia. Além disso, o autor é santista, da minha cidade, o que foi um plus para que eu tivesse curiosidade de conferir esse título. Infelizmente, a leitura não foi tão proveitosa: salvo por uns dois ou três contos brilhantes, o saldo do livro foi bastante desanimador. Com um terror visceral, Fabio Yabu nos apresenta uma nova versão dos contos de fadas… que não foi tão surpreendente assim.

“Branca dos Mortos e os sete zumbis, clássico underground do escritor e roteirista Fábio Yabu é reeditado pela Globo Livros e ganha um conto inédito “Você acredita em contos de fadas?” Pergunta Eduardo Spohr no prefácio. E continua, “Alguma coisa me diz que até o final deste livro você passará a acreditar”. Para que o feitiço Yabu dê certo, é necessário que esqueça tudo o que você sabe sobre contos de fadas. Branca de Neve não é apenas uma jovem ingênua, mas também uma implacável caçadora de zumbis. Cinderela guarda um terrível segredo, que selará seu destino para sempre. Rapunzel está longe de ser uma reles menina isolada numa torre. E a morte da Pequena Vendedora de Fósforos revela uma tradição macabra de morte e psicopatia que vai muito além de uma inocente história infantil. Em Branca dos Mortos e os sete zumbis, Fábio Yabu resgata a tradição clássica dos contos de fadas dos irmãos Grimm e de Hans Christian Andersen, onde as histórias, mais que um simples entretenimento, servem como lições para moldar o caráter das crianças, na maior parte das vezes por meio do medo. Aqui, não há meias-palavras nem eufemismos. O mundo encantado de Yabu é atormentado, sombrio e com altas doses de tensão sexual. Protagonizadas por personagens dos contos de fadas, revelam facetas nunca antes imaginadas de suas personalidades. Além disso, os doze contos que compõem Branca dos Mortos e os sete zumbis formam uma narrativa não-linear que culmina num desfecho aterrorizante. Um livro para ler com as luzes acesas. Bons sonhos.” Fonte

Todos aqui esperam por alguém. Ou alguma coisa. Uma noiva, um filho, uma herança, um segredo.