Arquivo para a categoria ‘ Infantil ’


Resenha: Salsichas Galácticas – Uma Aventura Espacial

Como que é? Salsichas Galácticas? Mas que loucura é essa?  O PEP surtou de vez! Calma gafanhoto, senta aí que eu vou te explicar. Mas primeiro deixa eu pegar meu cachorro quente pra acompanhar essa resenha – e não é só um cachorro quente, é um Mega Cachorro Quente.

salsichas“Salsichas galácticas é uma aventura loucamente divertida!” – Lincoln Peirce, autor da série Nate

Eu sou Cosmo, o Garoto Terráqueo. Sou o capitão da nave Salsicha Néon.
Vivo me metendo em confusão, mas minha maior paixão é a culinária – quando não estou ocupado em salvar o mundo, é claro. Junto com Herman, meu melhor amigo, vendo o melhor cachorro-quente da galáxia.
Passamos os dias cruzando o cosmos e…

1) Preparando o Mega Cachorro-Quente. (Cara! Esse cachorro é do tamanho de um jipe!)

2) Fugindo de vermes mutantes, piratas zumbis do espaço e robôs rabugentos.

3) Jogando videogame. (Tapa na orelha turbo: 9.000 pontos!)

4) PROTEGENDO A GALÁXIA do Mal Supremo. (Na verdade, sou um cara incrível!)

Fonte: Skoob

Continue lendo…




Resenha: João e Maria

JOAO_E_MARIASinopse: O prestigiado escritor Neil Gaiman e o brilhante ilustrador Lorenzo Mattotti se encontram para recontar o clássico João e Maria. Familiar como um sonho e perturbador como um pesadelo, o conto narra a saga de dois irmãos que, em tempos de crise e falta de esperança, são abandonados pelos próprios pais e precisam enfrentar com coragem os perigos de uma floresta sombria.
Em um texto poético, Gaiman revive a tradição dos contos de fada, dando profundidade à aventura dos irmãos, mas sem abandonar a autenticidade e o talento único de mesclar realismo e fantasia que o transformaram em um dos maiores autores de sua geração. Mattotti, por sua vez, dá um ar inteiramente novo ao clássico. Seus traços criam um jogo de luz e sombra, permitindo que o leitor desvende aos poucos a imagem, assim como os segredos da história de João e Maria. Fonte

Essa resenha contém spoilers. Com certeza você já leu ou pelo menos já ouviu falar da história, mas vai que não quer saber dos pormenores, então fica o aviso.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Breve história de um pequeno amor

Ganhei esse livro fofíssimo da minha sogra, que adora a autora. Nunca tinha lido nada da Marina Colasanti – acho, porque às vezes a gente não lembra de todas as nossas leituras infantis -, mas adoro ler livros infantis. Eles geralmente trazem uma inocência gostosa que não existe nos outros livros. É bom, de vez em quando, esquecer esse mundo duro que a gente vive e mergulhar na sensibilidade e na simples ingenuidade de uma história infantil. Com Breve história de um pequeno amor, da Editora FTD, não foi diferente.

“Breve história de um pequeno amor – Uma escritora encontra um ninho com dois filhotes de pombo. Por meio de uma prosa poética, o leitor compartilha as hesitações e os sucessos de uma história de crescimento e desenvolvimento. Como o próprio nome da obra diz, esta é uma história de amor, mas também de ciúme, aflição, paciência, saudade, preocupação, orgulho…” Fonte

A história é, na verdade, muito simples, como são as mais belas histórias (e as mais verdadeiras). A autora, um dia, encontra uma infiltração no seu apartamento e, ao se remover as telhas do telhado para procurar o problema, encontra-se um ninho de pombinhos. A mãe pomba, após isso, afasta-se dos filhotinhos (é o que acontece quando o ninho é tocado por humanos). A autora, sensibilizada com a situação, “adota” os filhotinhos; um deles não resiste, mas o outro sobrevive, e ela continua a cuidar dele, chamando-o de Tom.

As boas intenções podem ser difíceis de entender.




Divulgação: Cada Um na Sua Casa

Não sei vocês, mas eu adoro livros infantis. Eles são fofos e divertidos e coloridos, ou seja, tudo de bom! E é tão gostoso voltar a ser criança, pelo menos por algumas páginas. Mas livros infantis que viram animações no cinema?! Peraí: isso já O MÁXIMO!

Vamos conhecer Cada Um na Sua Casa, mais novo lançamento da Editora Gutenberg?

“É véspera de Natal quando a mãe de Gratuity Tucci, ou Tip, de 12 anos, é abduzida, e ela fica sozinha com seu gato, Porquinho, na Pensilvânia. A seguir, uma enorme e bizarra nave especial pousa na Terra. Dela saem uns alienígenas baixinhos chamados Booves, que declararam que este planeta seria sua nova casa, e que os terráqueos dali deveriam ir todos para a Flórida, porque eles iriam ocupar o resto do país.

Tip precisa ir por conta própria ao lugar destinado aos humanos. Amarra latas embaixo dos sapatos, apanha seu gato e parte dirigindo o carro da família. No caminho, conhece um Boov renegado e trapalhão chamado Ó, que acaba ficando seu amigo, transforma o automóvel em um veículo voador e os dois partem em busca da mãe dela. Na aventura, Ó provoca outra invasão extraterrestre e os dois precisam se unir para resolver toda a confusão criada e tentar salvar o único lugar que resta a ambos para morar: a Terra.” Fonte

Continue lendo…




Resenha: A Quase Honrosa Liga de Piratas – O Terror das Terras do Sul

A série infanto-juvenil Quase Honrosa Liga de Piratas começou com o livro O tesouro da Encantadora, um livro que eu já tinha gostado e muito. Mas, diferente da maioria das séries que são acometidas pela temida “maldição do segundo livro”, o novo volume, O Terror das Terras do Sul consegue ser ainda melhor e mais encantador que o primeiro. Com um narrativa ágil e deliciosa, Caroline Carlson conduz crianças (e adultos também!) em mais uma aventura cheia de magia, mistério e humor.

Obs.: essa resenha pode conter spoilers do primeiro volume, O tesouro da Encantadora. Leia a resenha.

“Em ‘O tesouro da Encantadora’, Hilary viveu grandes peripécias em alto – mar até encontrar o maior tesouro do reino, desaparecido havia muito tempo, e sua dona, a Encantadora das Terras do Norte. Como recompensa, recebeu um certificado de filiação à ‘Quase Honrosa Liga de Piratas’ e o título de ‘Terror das Terras do Sul’. Neste novo volume da série, a Encantadora voltou ao seu posto, e Hilary acompanha a redistribuição dos objetos mágicos pelo reino. Mas o presidente da QHLP não está satisfeito – Hilary precisa se envolver numa atividade verdadeiramente pirática logo, como matar um monstro marinho ou derrotar um líder pirata num duelo, senão perderá seu título – e sua filiação à Liga. Antes que consiga recuperar sua reputação, a garota fica chocada ao descobrir que a Encantadora foi sequestrada. Contrariando as ordens do presidente da Liga, Hilary se junta à gárgula e a seus amigos para investigar o caso, ainda que resgatar Encantadoras não esteja na lista de atividades próprias a um pirata.” Fonte

Ficar cara a cara com seu pai era outro tipo de batalha, e Hilary não tinha certeza se saberia como vencer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 41234