Arquivo para a categoria ‘ J.K. Rowling ’


Especial Harry Potter: Capas

capa especial

Esse post será mais visual do que textual (espero que não tenham dificuldade em acessar). Mas quando falamos dos livros de Harry Potter, logo me vem à mente não as imagens dos atores dos filmes, mas sim as imagens das ilustrações de capa. As minhas favoritas são as Mary GrandPré, que foram comercializadas aqui no Brasil e nos EUA.

Continue lendo…




Especial Harry Potter: Os games da série

hp_legoComo aficionadas que somos por games, Lany e eu, Karen, resolvemos falar dos jogos de Harry Potter no nosso especial. E aí vocês perguntam: mas como assim, resenha de games? Aqui é um blog literário! Mas, gente, são os games de uma das melhores séries de todos os tempos! Então, sim, nós lemos, assistimos aos filmes e… jogamos!

Então apanhem seus joysticks, apertem START e comecem essa jornada mágica! Pelo menos aqui nós podemos ser o Harry! (e às vezes o Ron, a Hermione, a Ginny… quem sabe até o Voldemort!)

Os comentários da Lany serão em laranja  (não dá para ser amarelo Lufa-Lufa porque não vai aparecer) e os da Karen em verde (da Sonserina, claro!).

Flipendo!




Especial Harry Potter: Wizard Rock

Oi pessoal! Voltamos nessa Semana Especial Harry Potter com outro post muito especial, dessa vez sobre Wizard Rock. O post é da Melissa, do Livros de Fantasia!

Mais um post do Especial Harry Potter. Uma iniciativa do Por Essas Páginas com apoio do Livros de Fantasia.

O fandom de Harry Potter sempre foi uma comunidade extremamente criativa. Fanfics enormes escritas por gente que se dedicava horas a criar uma boa história com seus personagens favoritos. Fanarts com desenhos maravilhosos de estilos que iam de mangá a aquarela. Vídeos que iam desde montagens com cenas dos filmes até filmagens de bonecos. Mas em 2002, o fandom de Harry Potter foi varrido por uma outra arte: a música.

O Wizard Rock (ou Wrock) surgiu nos Estados Unidos com Harry and the Potters (há controvérsias e inclusive músicas que surgiram antes, mas é certo que o movimento Wrock começou mesmo com eles). A ideia por trás era bastante simples: fazer músicas com os personagens da série. Continue lendo…




Resenha: The Cuckoo’s Calling

the_cuckoos_callingApós perder sua perna em uma mina no Afeganistão, Cormoran Strike passa dificuldades como  detetive particular. Strike tem apenas um cliente, e seus credores estão o cobrando. Ele também acabou de terminar um relacionamento de muitos anos e agora mora em seu escritório.

É então que John Bristow entra por sua porta com uma história incrível: sua irmã, a lendária modelo Lula Landry, conhecida por seus amigos como Cuckoo, teve uma queda fatal alguns meses antes. A polícia alegou ser suicídio, mas John se recusa a acreditar nisso. O caso coloca Strike no mundo de beldades multimilionárias, namorados que são estrelas de rock, e designers desesperados, e o apresenta aos diversos prazeres, estímulos, seduções, e desilusões existentes.

Você pode achar que conhece detetives, mas nunca conheceu um como Strike. Você pode achar que conhece os ricos e famosos, mas nunca os viu sendo investigados dessa forma.*    Fonte

*tradução livre

Sábado à noite, estou numa igreja esperando pacientemente a minha vez de entrar na fila para ter meu livro autografado por Neil Gaiman, quando recebo uma notificação atrás da outra no facebook. A Lany havia postado um link para um artigo dizendo que não conseguia acreditar mas que havia um novo livro da J.K. Rowling e os comentários chegavam a níveis absurdos no meu feed. Como apenas alguns dias atrás havia ressurgido um rumor de que Ms. Rowling escreveria outro livro de Harry Potter, eu achei que essa notícia fosse apenas “mais do mesmo” e não dei muita bola. Somente ao ler o artigo, ver que não se tratava de Harry Potter, que ela havia usado um pseudônimo, e que a notícia havia sido postada pelo The Leaky Cauldron (o fansite que eu mais confio) foi que minha ficha caiu. Havia um novo livro de J.K. Rowling. Nas prateleiras. Tipo agora!! Embora eu estivesse desesperada para correr até a livraria mais próxima naquele momento, me resignei, adquiri o audiobook imediatamente no celular (só pra garantir), e resolvi esperar até o dia seguinte para procurar uma cópia física de The Cuckoo’s Calling. Por sorte a minha livraria ainda tinha duas cópias, e eu as peguei imediatamente (uma para mim, e uma para uma amiga); no final do domingo, com a notícia tendo se espalhado, o livro já estava esgotado tanto em lojas físicas quanto online, e uma segunda edição com tiragem de 300,000 cópias – e o nome de J.K. Rowling na jaqueta – ainda é ansiosamente aguardada. Aqui no Brasil, os direitos foram adquiridos pela Rocco, a mesma editora responsável pela publicação de Harry Potter.

How could the death of someone you had never met affect you so?




Adaptação: Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2

E eis que chegamos ao último filme da série. Por tanto tempo aguardamos, mas ainda me lembro muito bem de como havia uma certa relutância no ar ao nos dirigirmos ao cinema naquele dia 15 de julho de 2011, um medo de fã de ver o fim na tela e perceber que a saga que tanto amamos realmente terminara de vez. Tá certo que os livros já tinham acabado há algum tempo, mas o término também dos filmes parecia um novo marco, um novo final e não havia nenhuma perspectiva de algo inédito depois disso. Ainda não sabíamos que existiria o Pottermore, mas mesmo assim, ele não é um novo livro, é material novo, mas não é uma história nova… Enfim, estou sendo dramática e sentimental, mas diz uma coisa, é possível não ser assim quando se fala de uma das histórias mais queridas de todos os tempos?

Assisti a esse filme duas vezes no cinema: a primeira, com o marido e a irmã, companheiros inseparáveis de jornada. A segunda em 3D, com os queridos amigos do fórum de Harry Potter – outros parceiros no amor pela série -, inclusive a Lucy, aqui do blog. Então, se você já leu nossas resenhas do Especial Harry Potter, embarque nessa viagem pelo último filme da franquia e, devo dizer, um dos melhores da série e realmente um final épico.

hp7_p2_poster“No final épico, a batalha entre as forças do bem e do mal no mundo da bruxaria toma proporções de uma guerra mundial. As apostas nunca foram tão altas e ninguém está a salvo. Mas é Harry que pode ser convocado para fazer um derradeiro sacrifício, à medida que ele se aproxima cada vez mais do confronto final com Lord Voldemort. Tudo termina aqui.”

É, concordamos que sinopses realmente não são o forte desse povo, né? Cruzes! Mas, tudo bem, a gente ignora de novo e prossegue com o filme.

Ah, e já vou avisando. Esse post é um prato cheio de spoilers. Muitos, milhares, imensos spoilers. Não viu o filme ainda? Não leu o livro? Em que planeta você vive?! Corre e vá assistir/ler/e tudo mais! E aí volta aqui para comentar com a gente!

Of course it is happening inside your head, Harry, but why on earth should that mean that it is not real?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...