Arquivo para a categoria ‘ Khaled Hosseini ’


Resenha: O silêncio das montanhas

O primeiro livro que pedi na nossa parceria com a Editora Globo não poderia ser outro: O silêncio das montanhas, de Khaled Hosseini. Eu sou completamente apaixonada pelo autor. Oficialmente, agora, posso dizer que li todas as suas obras: aqui no blog tem a resenha de O caçador de pipas e Cidade do Sol (meu preferido de todos). Porém, apesar de ter elegido meu favorito, é impossível não cair de amores por todos os livros desse autor afegão. Hosseini, como poucos, tem o dom de mostrar a dureza da vida real com uma sensibilidade inigualável. E é exatamente isso que encontramos em O silêncio das montanhas.

“O Silêncio das Montanhas traz como protagonista os irmãos Pari e Abdullah, que moram em uma aldeia distante de Cabul, são órfãos de mãe e têm uma forte ligação desde pequenos. Assim como a fábula que abre o livro, as crianças são separadas, marcando o destino de vários personagens. Paralelamente à trama principal, Hosseini narra a história de diversas pessoas que, de alguma forma, se relacionam com os irmãos e sua família, sobre como cuidam uns dos outros e a forma como as escolhas que fazem ressoam através de gerações. Assim como em O Caçador de Pipas, o autor explora as maneiras como os membros sacrificam-se uns pelos outros, e muitas vezes são surpreendidos pelas ações de pessoas próximas nos momentos mais importantes. Segundo o próprio Hosseini, o novo título “fala não somente sobre a minha própria experiência como alguém que viveu no exílio, mas, também sobre a experiência de pessoas que eu conheci, especial os refugiados que voltaram ao Afeganistão e sobre cujas vidas tentei falar tanto como escritor quanto como representante da Organização das Nações Unidas. Espero que os leitores consigam amar os personagens de O Silêncio das Montanhas tanto quanto eu os amo”. Seguindo os personagens, mediante suas escolhas e amores pelo mundo – de Cabul a Paris, de São Francisco à Grécia -, a história se expanda, tornando-se emocionante, complexa e poderosa. É um livro sobre vidas partidas, inocências perdidas e sobre o amor em uma família que tenta se reencontrar.” Fonte

Quando alguém vive tanto quanto eu, replicou o dev, percebe que crueldade e benevolência são tonalidades da mesma cor.




Resenha: O caçador de pipas

“O caçador de pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.” Fonte

É muito, muito difícil falar de algo que seja muito bom. Ainda mais difícil se você está escrevendo uma resenha sobre um livro muito bom. A gente nunca se sente à altura disso. Parece que você é um pontinho insignificante no meio do oceano. Afinal, quem a gente pensa que é para escrever qualquer coisa sobre algo tão sublime?

Continue lendo…




Lançamentos da Ediouro

E voltando a falar de lançamentos, temos alguns imperdíveis dos nossos parceiros da Ediouro Publicações! Tem para todos os gostos e também para todos os bolsos, incluindo uma coleção com livros a R$19,90 cada!

Vamos conferir?




Resenha: A cidade do sol

“Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rashid, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: “Você pode ser tudo o que quiser.” Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Confrontadas pela história, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a história continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do “todo humano”, somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.” Fonte.

Quando peguei esse livro para ler, ano passado, emprestado por uma amiga, nem sabia do que se tratava, apenas que o autor era o mesmo de “O Caçador de Pipas”, que era famoso, mas eu também não tinha lido. Minha amiga apenas disse que era lindo e tocante, e que eu iria gostar. Mal sabia que além de gostar, lembraria para sempre desse livro.

“De todas as dificuldades que uma pessoa tem de enfrentar, a mais sofrida é, sem dúvida, o simples ato de esperar.”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...