Arquivo para a categoria ‘ Kristin Hannah ’


Resenha: O rouxinol

O rouxinol“França, 1939: No pequeno vilarejo de Carriveau, Vianne Mauriac se despede do marido, que ruma para o fronte. Ela não acredita que os nazistas invadirão o país, mas logo chegam hordas de soldados em marcha, caravanas de caminhões e tanques, aviões que escurecem os céus e despejam bombas sobre inocentes. Quando o país é tomado, um oficial das tropas de Hitler requisita a casa de Vianne, e ela e a filha são forçadas a conviver com o inimigo ou perder tudo. De repente, todos os seus movimentos passam a ser vigiados e Vianne é obrigada a fazer escolhas impossíveis, uma após a outra, e colaborar com os invasores para manter sua família viva. Isabelle, irmã de Vianne, é uma garota contestadora que leva a vida com o furor e a paixão típicos da juventude. Enquanto milhares de parisienses fogem dos terrores da guerra, ela se apaixona por um guerrilheiro e decide se juntar à Resistência, arriscando a vida para salvar os outros e libertar seu país.”

Todo mundo que me conhece sabe que eu amo a França, e por isso livros que se passam nesse país sempre me chamam muita atenção. Inclusive o meu e-reader vive me indicando livros novos com esse tema para ler, ou seja, a minha lista só cresce cada vez mais. Quando eu fiquei sabendo desse livro da Editora Arqueiro, eu sabia que ele precisava ser a minha nova leitura. Primeiro, pelo país onde a história é retratada e segundo porque eu já li outras obras da Kristin Hannah e adorei.

Eu comecei a ler O Rouxinol logo quando o recebi. E demorei para terminar. Tive que esperar um tempo maior ainda para escrever essa resenha… Não, ele não é um livro ruim, muito pelo contrário: ele é um livro belíssimo. Mas ele não é uma leitura leve, muito pelo contrário: o tema, como de ser esperar, é pesado. Eu não conseguia ler muitos capítulos por dia porque eu ficava cansada emocionalmente…

Continue lendo…




Resenha: O Jardim de Inverno

jardim de invernoMeredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas. A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante… Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são. [fonte]

 

Jardim de Inverno foi o primeiro livro da Kristin Hannah que eu li. A Vania é muito fã dela (e inclusive resenhou esse livro na edição original) e por isso eu sempre tive muita curiosidade de conhecer alguma obra dela. É claro que eu não perdi a oportunidade quando recebemos esse livro na parceria com a Novo Conceito!

Continue lendo…




Meu Autor de Cabeceira: Kristin Hannah

O primeiro livro de Kristin Hannah que eu li foi Firefly Lane, em 2009. Eu me lembro que ele estava na área de lançamentos da Barnes & Noble, e apesar de eu ter me apaixonado por sua capa decidi não levá-lo para casa. Minha força de vontade durou apenas até meus amigos começarem a dizer que iria chover porque eu estava na livraria e não iria comprar nada. Bem, eu não poderia deixar isso acontecer, e foi assim que Firefly Lane parou em minhas mãos. Enrolei um bom tempo para lê-lo, e confesso que ao começar não me empolguei muito. A mudança de personagens na narrativa me deixou um tanto quanto irritada, o que durou até que eu me familiarizasse com cada um deles. Mas foi o final que me surpreendeu, não por ele ter sido inesperado, mas por eu ter chorado rios e rios com ele, coisa que não acontece com muita frequência. Foi assim que Kristin Hannah tornou-se minha autora de cabeceira.

Continue lendo…




Resenha: Night Road, Kristin Hannah

Quem acompanha o blog já há algum tempo sabe que a maioria dos livros que eu leio são Young Adult. Entretanto, tem horas que eu preciso de um bom romance, daqueles pra gente ler enquanto relaxa na banheira tomando uma taça de vinho tinto. É nessas horas que eu recorro à Kristin Hannah, a autora do estado de Washington que escreve primordialmente sobre relacionamentos entre mães e filhas. Seu livro mais recente – Night Road – foi lançado em Março desse ano e ontem à noite eu finalmente comecei (e terminei) a história de duas família lutando para superar uma tragédia.

Logo no começo do livro nós sabemos que algo ruim acontece no verão de 2004. O prólogo se passa em 2010 e nos mostra uma personagem – sem citar nomes, mas logo podemos adivinhar de quem se trata – parada na Night Road, o lugar onde “a chuva se transformou em cinzas.” Fica claro que alguém perdeu a vida ali, e o livro pode muito bem ser dividido entre “antes do acidente” e “depois do acidente,” o que inevitavelmente me faz lembrar de Quem é Você, Alasca? (resenha aqui) com todo seu simbolismo sobre os momentos que definem o resto de nossas vidas. Mas enquanto John Green explora o lado romântico e incompreensível da perda de um primeiro amor, Kristin Hannah nos mostra a perda  no ponto de vista de um amor mais profundo, um amor supostamente incondicional: o amor de uma mãe.

We are gonna be Harry and Hermione. Friends Forever.




Resenha: Winter Garden, Kristin Hannah

Minha primeira experiência com Kristin HannahFirefly Lane – foi uma relação meio de amor e ódio. Comecei a ler mas larguei o livro nas primeiras páginas porque a mudança de narradores me irritou profundamente. Mas teimosa que sou, o simples fato de não ter apreciado a condução do começo da história não me impediu de pegar o livro novamente, e quando cheguei ao final minhas lágrimas e soluços não permitiram meu arrependimento. Eu sabia que Ms. Hannah entraria na minha lista de autores que eu sempre leria alguma coisa. E eis que ano passado ela lançou seu mais novo romance, Winter Garden.

Words Matter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 11