Arquivo para a categoria ‘ Leigh Bardugo ’


Especial Aconteceu naquele verão: Sobre autores

O tema de hoje da semana especial do livro “Aconteceu naquele verão” era para falarmos um pouco sobre o nosso autor favorito do livro. Resolvi não só falar sobre ela, mas também um pouco sobre os autores que eu conheço (e confesso que não são muitos) e alguns que eu fiquei curiosa. Um ponto positivo em coletâneas assim é que você acaba conhecendo novos autores (e aumentando a lista de leitura, o que pode ser algo positivo ou não… Bem, a minha já é interminável de qualquer forma!).

Continue lendo…




Resenha: Ruína e Ascensão

Eu gostaria de falar muitas coisas sobre Ruína e Ascensão, terceiro é último volume da Trilogia Grisha, mas está bem difícil alinhar meus pensamentos após esse final. Fiquei dividida, confesso, entre me sentir satisfeita por um desfecho, mas discordar em grande parte dele. Quem disse que um leitor precisa sempre concordar com o autor, afinal? Leigh Bardugo construiu um mundo grandioso e fantástico, com dois livros excepcionais precedendo esse volume, e acho que exatamente por isso, por tantas promessas e pela escrita apaixonante da autora, eu esperei demais. E, sim, me decepcionei um pouco.

Aviso: essa resenha contém spoilers do primeiro e segundos volumes da Trilogia Grisha: Sombra e Ossos Sol e Tormenta. Leia as resenhas clicando aqui e aqui.

“A capital caiu.
O Darkling comanda Ravka em seu trono das sombras. Agora o destino da nação depende de uma Conjuradora do Sol arruinada, de um rastreador desonrado e dos cacos do que antes fora um grande exército mágico.
No fundo de uma antiga rede de túneis e cavernas, uma fraca Alina deve se submeter à duvidosa proteção do Apparat e daqueles que a veneram como uma Santa. Porém, sua mente está na busca pelo misterioso pássaro de fogo e na esperança de que um príncipe foragido ainda esteja vivo.
Alina deverá formar novas alianças e deixar de lado velhas rivalidades, enquanto ela e Maly buscam pelo último dos amplificadores de Morozova. Mas assim que começa a elucidar os segredos do Darkling, ela descobre um passado que mudará para sempre seu entendimento sobre a ligação que os une e o poder que ela carrega. O pássaro de fogo é a única coisa que está entre Ravka e a destruição — e reivindicá-lo pode custar a Alina o futuro pelo qual ela tem lutado.” Fonte

Eu sou ruína.




Resenha: Sol e Tormenta

Sabe quando você fecha um livro e imediatamente fica com saudade dos personagens? Pois é… tô com tanta saudade de Sol e Tormenta que é até difícil fazer essa resenha. É como me despedir deles. Ainda bem que ainda tem mais um livro (e eu estou doida por ele!). Quando meu exemplar chegou, cedido gentilmente pela Editora Gutenberg, comecei a lê-lo imediatamente. A escrita apaixonante de Leigh Bardugo em Sombra e Ossos me conquistou por completo e eu iniciei essa continuação com as expectativas lá em cima. Será que elas foram alcançadas?

Aviso: essa resenha contém spoilers do primeiro volume da Trilogia Grisha: Sombra e Ossos. Leia a resenha clicando aqui.

“Perseguida ao longo do Mar Real e aterrorizada pela memória dos que se foram, Alina Starkov tenta levar uma vida normal com Maly em uma terra desconhecida, enquanto mantém em segredo sua identidade como Conjuradora do Sol. Mas ela não pode ocultar seu passado e nem evitar seu destino por muito mais tempo. Ressurgido de dentro da Dobra das Sombras, o Darkling retorna com um aterrorizante e novo poder e um plano que irá testar todos os limites da natureza. Contando com a ajuda e com os ardis de um admirável e excêntrico corsário, Alina retorna ao país que abandonou, determinada a combater as forças que se reúnem contra Ravka. Mas enquanto seus poderes aumentam, ela se deixa envolver pelas artimanhas do Darkling e sua magia proibida, e se distancia cada vez mais de Maly. Ela será então obrigada a fazer a escolha mais difícil de sua vida: ter sua pátria, seu poder e o amor que ela sempre pensou ser seu porto-seguro ou arriscar perder tudo na tormenta que se aproxima.” Fonte

Tudo Tudo que vale a pena ser feito sempre começa como uma má ideia.




Resultado: Concurso Cultural – Por que você curte ler fantasia?

concursoliterario

E aí, pessoal? Curiosos para saber quem ganhou nosso concurso cultural e levou para casa o excelente livro Sombra e Ossos? Lembrando que, conforme as regras, o sorteio foi realizado via Random entre os comentaristas que seguiram as regras (responderam à pergunta e colocaram seu e-mail no corpo do comentário). Apesar das ótimas respostas, o vencedor foi escolhido segundo o método descrito acima e nas regras. Preparados? Então ‘bora lá conhecer o sortudo ou sortuda!

Quem será?




Concurso Cultural: Por que você curte ler fantasia?

concursoliterario

E aí, pessoal? Prontos para um concurso cultural valendo Sombra e Ossos? Quem leu a resenha aqui no blog já sabe que eu adorei esse livro e que ele foi uma das minhas melhores leituras do ano. Agora o Por Essas Páginas e vários outros blogs, com o apoio da Editora Gutenberg, trazem a chance de vocês também ganharem um exemplar desse super lançamento! Preparados? Então vamos lá conhecer as regras!

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 212