Arquivo para a categoria ‘ Literatura Nacional ’


A Cuca Recomenda: Boy’s Love – Flor de Ameixeira

Nessa Bienal encontrei muita gente bacana: leitores, blogueiros, amigos e, claro, escritores (tem mais sobre a Bienal nesse link)! Uma dessas pessoas foi a Dana Guedes, autora de um dos contos na antologia Boy’s Love – Sem preconceitos, sem limites (da qual participo com um conto também) e do light novel Boy’s Love – Flor de Ameixeira. Depois que li o conto da Dana na antologia – a caminho do Rio – já criei altas expectativas (o conto é delicioso!), e fico feliz de dizer que o seu livro – que li na volta do Rio! – superou minhas expectativas e, além de igualmente delicioso, tem uma pegada que eu A-DO-REI de terror japonês, sem perder, é claro, o romance super kawaii.

boyslove-florameixeira-CAPA-72“Poderá o amor florescer enquanto enfrentam o rancor daqueles que já se foram?

Nunca é fácil recomeçar. Especialmente para garotos tímidos e solitários como Naoki Fujimoto. Ao mudar-se para a tranquila e bela cidade de Kushiyama, no interior do Japão, o rapaz depara-se com um conturbado começo de ano letivo na nova escola. O bullying, porém, está longe de ser o pior que poderia acontecer.

Quando conhece Takuma e seus amigos, parece que há uma chance de ter uma boa convivência nessa nova fase de sua vida. Até que eles o desafiam a um teste de coragem. Naoki é forçado a participar do Kokkuri-san, um jogo macabro para conversar com os mortos. Mas essa brincadeira desperta uma tragédia real, que manchou para sempre as paredes da escola, e passa a persegui-los para além de seus limites.

Boy’s Love – Flor de Ameixeira é uma sensível história de amor de Dana Guedes com desenhos de Nyao (Kuloh). Entre mistério e medo, os laços de Naoki e de Takuma se estreitam e seus sentimentos desabrocham como a linda ume, a flor de ameixeira, que colore as ruas. Una-se a eles nessa paixão que pode ser assustadora como os espíritos amargurados, ou aconchegante como o sol que brilha na fria primavera japonesa.” Fonte

Nunca havia sentido algo assim. As dúvidas e explicações ficariam para depois.




Promoção entre blogs: Uma Bienal de livros para você!

UBDLPVC - Imagem do sorteio

Quem quer uma super, ultra, mega promoção por aqui? Então vem, que sete autores nacionais (que estarão na XVII Bienal do Livro do Rio de Janeiro \o/) se uniram a vários blogs para dar vida à promoção “Uma bienal de livros pra você!”. São sete kits de livros para sete sortudos. Confira abaixo os prêmios, como participar e saiba onde e quando encontrar seus autores favoritos!

Continue lendo…




Resenha: Eu odeio te amar

Eu odeio te amar“Débora estava prestes a viver o dia mais feliz de sua vida. Tudo estava pronto para o casamento perfeito com Felipe, o noivo mais lindo e fofo que alguém poderia ter. O apartamento estava arrumado, e todos os detalhes da lua de mel na Grécia, acertados. Até um novo emprego na redação de uma revista feminina a esperava na volta da viagem. Seria o começo de uma nova etapa de uma vida com a qual ela sempre sonhou. Na véspera da cerimônia, o noivo precisou ficar até mais tarde no escritório para resolver as últimas pendências, e ela resolveu fazer uma surpresa e aparecer sem avisar. Mas quem foi surpreendida foi ela: pegou Felipe em flagrante com a irmã do sócio, na situação mais comprometedora possível. O que fazer? Armar um escândalo e terminar tudo? Esquecer o que viu, casar e ser feliz para sempre? O que fazer quando se sente, ao mesmo tempo, um amor profundo e um ódio avassalador? Para Débora, a resposta é: criar um plano maluco para sair dessa situação e dar a volta por cima!”

Com todo o meu amor por chick-lits, é claro que eu me interessei por “Eu odeio te amar”, de Liliane Prata. Ele tinha tudo para ser aquele livro divertido, que faz o leitor dar várias risadas durante as aventuras da protagonista… Mas, infelizmente, não foi isso o que aconteceu.

Eu odeio te amar é narrado por Débora, que na véspera da cerimônia do seu casamento se depara com uma situação nada agradável. Ela fez uma surpresa para o seu noivo no escritório e acaba o flagrando em uma posição muito comprometedora com Luma, a irmã do sócio. Débora sai sem que ninguém percebesse e então começa a pensar no que fazer. Débora decide continuar com o casamento e na hora do famoso “sim”… Ela iria chocar todo mundo e dizer “não”. Porém, na hora do casamento, Débora muda completamente os planos e decide que ela vai casar sim, mas nada de “felizes para sempre” para eles. Ela pretende traí-lo com alguém… E assim fazê-lo sofrer da mesma forma que ela.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda em Outras Páginas: Apagão Extra e Quack

Hoje a Cuca traz uma pequena recomendação de quadrinhos! Uma HQ e um mangá brasileiríssimos, baratinhos e que valem super a pena. E, de quebra, um site com quadrinhos gratuitos para ler semanalmente. Vamos lá conhecê-los?

capa-apagaoextra-colorido-72“São Paulo, século XXI.
Não há luz. Não há lei.

Mandrill é o líder da gangue Macacos Urbanos, um grupo de sobreviventes que tem que lidar com um inexplicável blecaute em todo o mundo. Com o caos ditando as novas regras da sociedade, as ruas são organizadas por apenas uma lei: a violência. Diversas gangues disputam territórios e os poucos recursos que restam em uma batalha sem fim.

Quando as baterias dos aparelhos que mantêm Mestre Apoema começam a falhar, Mandrill se vê obrigado a atravessar a terrível cidade para salvar o homem que lhe ensinou tudo o que sabe. Será ele capaz de enfrentar essa verdadeira selva de pedra?

Apagão Extra: Ligação Direta, escrita por Raphael Fernandes e desenhada por Camaleão, é a primeira de uma série de histórias que iluminam o escuro e cruel universo de Apagão, projeto financiado coletivamente que envolve várias mídias como quadrinhos, RPG, música e muito mais. Totalmente colorida, a HQ é um retrato pulsante de uma sociedade dissolvida depois de ter sua tomada arrancada. Quando não há luz, a vida continua pelas trevas das almas que persistem.não informado.” Fonte

Continue lendo…




Resenha: Quando Saturno Voltar

A Globo Livros disponibilizou esse livro para o blog e eu logo me interessei em ler. Apesar de ser leiga em questão de Astrologia, influência dos astros, eu sou super curiosa com essas coisas e vi de cara que ia gostar dessa história. Depois que recebi o kit mega fofo, ainda tive que adiar um pouco a leitura, mas assim que tive um tempinho, corri para ler! E não me arrependi!

QUANDO_SATURNO_VOLTARQuando Saturno Voltar – Conta história envolvente e divertida sobre aceitar mudanças inesperadas e seguir em busca da felicidade. Em seu novo romance, Laura Conrado conta a história de Déborah Zolini, uma jornalista sonhadora e fã de Pablo Neruda que trabalha como assessora de imprensa de um clube de futebol da segunda divisão e namora o médico Sérgio há quatro anos. Ela faz planos de construir uma vida a dois, arrumar um emprego melhor e correr atrás de desejos que ainda não realizou. Só que a vida, ou as estrelas, guardam surpresas para Déborah. Em uma viagem ao Chile, ela encontra uma mulher misteriosa que lhe fala sobre o retorno de Saturno. O planeta, que leva, em média, 29 anos para dar uma volta no sistema solar, voltará à posição em que se encontrava quando a jornalista nasceu. Para quem acredita em astrologia, esse é momento em que as pessoas passam por várias mudanças, que vão prepará-las para encarar o resto de sua vida. Déborah não leva a moça muito a sério, mas pede às estrelas que a ajudem a realizar seus desejos. No entanto, no voo de volta ao Brasil, um encontro inesperado começa a abalar a vida aparentemente certinha da protagonista. Aos poucos, Déborah começa a notar que seu namoro anda meio morno, a falta de reconhecimento no trabalho a incomoda. Ela começa a admitir que não está gostando do rumo que as coisas estão tomando. Será a hora de partir para novos desafios? Trocar aquele relacionamento confortável pelo frio na barriga? Sair de vez da zona de conforto e ver o que acontece? Fonte

E aos 29, com o retorno de Saturno, decidi começar a viver…