Arquivo para a categoria ‘ Meu Autor de Cabeceira ’


Meu autor de cabeceira: John Boyne

Sabe quando você lê um livro do autor e se apaixona perdidamente? Pois é, com John Boyne aconteceu desse jeito. Em abril desse ano li meu primeiro livro dele e, coincidentemente, também o primeiro romance que ele escreveu: O Ladrão do Tempo. E só ali já percebi que havia encontrado um autor favorito. Mas, como sou teimosa (e como queria ler mais e mais dele) decidi ler outros títulos do autor antes de vir aqui declarar todo meu amor. Li mais dois romances e, posso afirmar com toda certeza, John Boyne é um dos meus autores de cabeceira.

John+BoyneJohn Boyne, romancista irlandês, nasceu em Dublin em 30 de abril de 1971. Começou a escrever histórias aos 19 anos e teve o primeiro romance publicado dez anos depois. Trabalhou em uma livraria dos 25 aos 32 anos. Seu livro mais célebre, O menino do pijama listrado (2007) lhe rendeu dois Irish Book Awards, vendeu mais de 5 milhões de exemplares pelo mundo e foi adaptado para o cinema em 2008. Aqui no Brasil seus romances adultos são publicados pela Companhia das Letras, enquanto os infanto-juvenis saem pelo selo Seguinte.

Continue lendo…




Meu autor de cabeceira: Jojo Moyes

Foi muito difícil escolher sobre quem falar nesse Meu autor de cabeceira. Nos últimos meses, conheci diversos autores maravilhosos e com certeza irei acompanhar todas as obras deles. Acabei escolhendo a Jojo Moyes porque os livros dela são maravilhosos e infelizmente ela não recebe o destaque que merece.

jojo moyesJojo Moyes nasceu em 1969 em Londres.  Depois de vários trabalhos que incluiram digitar documentos em braile para pessoas cegas  e escrever brochuras, ela estudou na Royal Holloway e Bedford New College, London University. Em 1992, ela ganhou uma bolsa financiada pelo jornal The Independent para participar do curso de pós-graduação em jornalismo jornal na City University. Ela trabalhou como jornalista durante 10 anos, incluindo nove anos no The Independent, onde ela trabalhou como repórter, editora assistente de notícias e correspondente de artes.

Quando Jojo teve o seu primeiro filho, ela percebeu que seria difícil conciliar a sua carreira de repórter com a nova rotina de mãe, já que ela viajava muito. Ela começou a escrever um romance durante o seu tempo livre. Um livro acabou virando três e todos eles foram rejeitados. O quarto livro seria a última tentativa dela, já que estava grávida do segundo filho. Ela escreveu somente três capítulos, participou de  um leilão, e o seu sonho se tornou realidade: seis editoras queriam publicá-la. Jojo começou a trabalhar em tempo integral como escritora em 2002, quando o seu primeiro livro, Sheltering Rain, foi publicado. Atualmente ela já escreveu doze livros! Jojo é uma das poucas escritoras que ganhou o Romantic Novelist’s Award duas vezes. Primeiro, ela ganhou com o livro Foreign Fruit (2004) e em 2011 ela venceu com o livro A última carta de amor.

Continue lendo…




Meu autor de cabeceira: Vinícius de Moraes

Esse ano de 2013 foi marcado por alguns centenários de autores ilustres, inclusive o poetinha, Vinícius de Moraes (19 de outubro de 1913 — 9 de julho de 1980). Embora seu aniversário tenha sido em outubro, acho válido falar dele ainda agora – na verdade, é válido falar dele em qualquer época, mas vamos tirar proveito do seu centenário e cantar parabéns atrasado ao poetinha.

Vinicius-de-Moraes (1)Eu não sei quanto a vocês, mas é difícil falar sobre Vinícius, primeiro porque é muito difícil falar de alguém que nós admiramos, ainda mais alguém com uma história tão vasta quanto Vinícius.

Vendo seu histórico no site oficial, ouso dizer que ele viveu plenamente. Sério.

“Vinicius é o único poeta brasileiro que ousou viver sob o signo da paixão. Quer dizer, da poesia em estado natural”. (Carlos Drummond de Andrade)

Continue lendo…




Meu Autor de Cabeceira: Carlos Ruiz Zafón

Carlos Ruiz Zafón só entrou no meu seleto grupo de autores de cabeceira recentemente, mais precisamente no início do ano, quando li Marina. Apesar disso, logo após ler apenas um livro do autor, eu já sabia que estava apaixonada por sua escrita sensível e inigualável. O amor só aumentou após ler seu outro romance, A Sombra do Vento, uma verdadeira obra-prima. Zafón é o tipo de autor que é impossível não se encantar e querer ter na estante. Por isso mesmo digo orgulhosamente: sou uma zafonete de carteirinha. Vamos conhecer um pouco mais sobre esse clássico contemporâneo?

Carlos-Ruiz-ZafónO escritor espanhol Carlos Ruiz Zafón nasceu em Barcelona – cenário de vários de seus romances – em 25 de setembro de 1964. Aos 49 anos, Zafón vive atualmente em Los Angeles, onde se dedicava a escrever roteiros antes de se dedicar à carreira de escritor. Foi muito premiado, principalmente com seu primeiro romance, dirigido para um público mais jovem, O Príncipe da Névoa, bem como com sua obra mais aclamada e dirigida ao público adulto, A Sombra do Vento. É um dos escritores mais bem sucedidos da Espanha, com vários romances publicados, todos editados aqui no Brasil pela Editora Suma das Letras, selo da Editora Objetiva.

Continue lendo…




Meu Autor de Cabeceira: J.K. Rowling

Parabéns pra você, nessa data querida…

jk_rowling

Boa tarde galera! Hoje é um dia muito especial pois além de ser o aniversário do melhor amigo literário de muita gente por aqui, é também o dia em que sua criadora J.K. Rowling assopra as velinhas. E para encerrar com chave de ouro o nosso super especial Harry Potter, coube a mim a grande responsabilidade de falar de J.K. Rowling. Confesso que durante muito tempo fiquei agoniada quando pensava em fazer esse post; a incumbência de falar sobre uma das autoras preferidas de muita gente, sobre essa contadora de histórias cuja simples menção de seu nome traz um sorriso ao meu rosto, era muito assustadora. Mas ao ler algo que a querida Nívia falou perante à descoberta da autoria de The Cuckoo’s Calling, eu acabei relaxando um pouco; ela disse que agora, com um segundo livro pós-Harry Potter no mercado há uma divisão concreta entre fãs do bruxinho e fãs de J.K. Rowling. E eu, meus amigos, sou fã ferrenha de J.K. Rowling.

I was convinced that the only thing I wanted to do, ever, was to write novels.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...