Arquivo para a categoria ‘ Parceria ’


Resenha: Caixa de Pássaros

Sabe quando você está quase arrancando os cabelos para ler um livro? Pois é, essa foi a minha sensação quando a Intrínseca anunciou o lançamento de Caixa de Pássaros. Capa incrível, sinopse loucamente intrigante, a promessa de um thriller de tirar o fôlego e perturbar até o mais corajoso dos leitores. Quando o livro chegou, iniciei a leitura imediatamente e terminei em dois dias, mas a vontade era de ler em um só, sem dormir, sem comer, sem respirar. O livro cumpriu suas promessas com louvor e superou todas as expectativas. Talvez a melhor leitura de 2015.

“Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.” Fonte

Vocês não querem ver esse mundo.




Resenha: Perdas e Danos

Perdas e Danos me chamou a atenção por dois motivos: gostei da capa, achei-a leve e sensível e, o mais importante, já li antes um ótimo livro da autora, Diane ChamberlainSegredos e Mentiras, também publicado pela Arqueiro (resenha aqui). Adorei esse livro, portanto, tinha altas expectativas com o novo lançamento da autora. Se eu gostei? Gostei, e me emocionei também. Mas ainda assim… faltou algo.

“Travis Brown é um rapaz diferente da maioria dos jovens de sua idade. Aos 23 anos, já conheceu – e perdeu – seu grande amor, já precisou lutar pela guarda da filha na justiça e agora trabalha incansavelmente para sustentá-la. Sua rotina não é fácil, mas ele consegue levar uma vida digna.
De repente, tudo começa a dar errado: ele perde o emprego, sua casa pega fogo e sua mãe morre. Sem ter a quem recorrer, precisa ir morar com a filha em um acampamento para trailers. Lá, conhece Savannah, uma jovem linda e sexy que realmente parece querer ajudá-lo.
É ela quem lhe fala sobre a vaga em uma obra em Raleigh, uma cidade próxima. Travis não quer se mudar, mas não tem alternativa: seus últimos dólares estão acabando e ele não vê a menor perspectiva de conseguir mais dinheiro.
No entanto, ao chegar a Raleigh e conhecer Roy, seu suposto empregador, ele descobre que o trabalho na verdade é um roubo. Roy garante que será a única vez e que a quantia que Travis receberá será suficiente para tirá-lo do sufoco por um bom tempo.
Agora, de frente para a maior encruzilhada de sua vida, Travis precisa decidir que caminho seguir para continuar sendo um pai exemplar.” Fonte

Sorrir me parecia uma traição.




Resenha: Um mais um

Por incrível que pareça, este é o meu primeiro “Jojo Moyes”. E estou falando desse jeito, porque tenho comigo Uma Carta de Amor, mas ainda não li. Também adquiri Como eu era antes de você, mas fiquei sabendo que choraria horrores, então adiei a leitura com medo de dar vexame no ônibus. Como esse livro foi lançamento da Intrínseca, a curiosidade falou mais alto e cá estou eu, sem saber como colocar em palavras tudo o que eu senti com essa leitura. Então, desculpem aí se de repente eu começar com uma verborragia ou simplesmente me calar. Porque esse livro vocês tem que ler. Ler e saborear.

UM_MAIS_UMSinopse: Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou. Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno prodígio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá?
Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de veraneio por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio.
Começa então uma viagem repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de uma história de amor entre uma mãe solteira falida e um geek milionário. Fonte

A lei da probabilidade combinada com a lei dos grandes números estabelece que, para vencer as dificuldades, de vez em quando temos que repetir algumas vezes um acontecimento para conseguir o resultado almejado.




Resenha: Daisy está na Cidade

É comum as editoras parceiras disponibilizarem alguns livros quando estão em pré-venda ou já lançados. Dessa vez, a Geração Editorial presenteou alguns blogueiros com a prova de Daisy está na cidade! Eu já tinha lido apenas um livro de Rachel Gibson, de outra série dela, então eu acabei embarcando na leitura, que fluiu muito bem!

DAISY_ESTA_NA_CIDADESinopse: Daisy Está na Cidade – Daisy Lee Monroe está de volta a Lovett, Texas, e depois de muitos anos descobriu que pouca coisa mudou. Sua irmã continua uma louca e sua mãe ainda tem flamingos de plástico rosa no quintal. E Jackson Lamott Parrish, o bad boy que ela havia deixado para trás, ainda é tão sexy quanto antes. Ela gostaria de poder evitar este homem em particular, mas ela não pode. Daisy tem algo a dizer para Jackson, e ela não vai a lugar nenhum até que ele escute.
Jackson aprendeu a lição sobre Daisy da maneira mais difícil, e agora a única palavra que ele está interessado em ouvir dos lábios vermelhos de Daisy é um adeus. Mas ela está surgindo em toda parte, e ele não acredita em coincidência. Parece que a única maneira de mantê-la quieta é com a boca, mas beijar Daisy já foi sua ruína no passado. Ele é forte o suficiente para resistir a ela agora? Forte o suficiente para vê-la sair da sua vida novamente? Ele é forte o suficiente para fazê-la ficar? Fonte

Continue lendo…




Resenha: Os Solteiros

OS_SOLTEIROSSinopse: Os Solteiros – Hannah é diretora de elenco em Nova York e ainda chora pelo ex que a abandonou. Rob não é muito bom em assumir compromissos, mas nos tempos da faculdade quase namorou Hannah — e não se esquece disso… Vicki tem um trabalho lucrativo (embora tedioso) como designer de interiores de uma grande rede de supermercados, e é uma depressiva crônica. Nancy leva uma vida dupla, e Joe é um quarentão que adora namorar mulheres mais jovens…
Não há como negar: juntos, eles podem comprometer seriamente os planos de Bee de ter o casamento mais elegante da cidade. Da união desses personagens apaixonados resulta um romance divertido e doce sobre vidas entrelaçadas, relações de amizade e o incontestável amor. Fonte

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 32 de 34« Primeira...1020...3031323334