Arquivo para a categoria ‘ Parceria ’


Resenha: Fração de segundo

fração de segundoPor causa de sua habilidade paranormal, Addie é capaz de Investigar seu futuro sempre que se depara com uma escolha, mas isso não torna sua realidade mais fácil. Depois de ser usada pelo namorado e traída por Laila, sua melhor amiga, ela não hesita em passar as férias com o pai no mundo Normal. Lá ela conhece Trevor, um garoto incrivelmente familiar. Se até pouco tempo ele era um estranho, por que o coração de Addie acelera toda vez que o vê?
Enquanto isso, Laila guarda um grande segredo: ela pode Restaurar as memórias de Addie – só falta aprender como. Muita gente poderosa não quer que isso aconteça, e a única pessoa que pode ajudar Laila é Connor, um bad boy que não parece muito disposto a colaborar. Como ela vai ajudar a amiga a alcançar o futuro feliz que merece?

Fração de segundo livro é o segundo e último livro da duologia que começou com Encruzilhada. Sim, parece até estranho nesse mundo de séries intermináveis que algum autor tenha essa atitude… Mais estranho ainda é eu – que estou fugindo desses livros sem fim – tenha acabado de ler e ido direto na internet procurar se realmente a autora não tinha voltado atrás. Porque, apesar de Fração de segundo ter tido um final satisfatório para o que foi proposto, eu acabei o livro com muitas perguntas. E sim, eu queria mais.

Essa resenha tem pequenos spoilers de Encruzilhada (nada muito diferente do que está na sinopse, mas ainda são spoilers) então siga por sua conta e risco!

Continue lendo…




Resenha: O Fio Dourado

Depois de ler os três livros, só digo que essa série está num lugar bem guardado no meu coração. Pena que aqui no blog não vi grande interesse quando falei dos dois primeiros. Mas, convenhamos, às vezes eu me enrolo toda para falar de algo que gostei muito.

o_fio_douradoJacob Reckless continua viajando para o Mundo do Espelho através do portal que encontrou tempos atrás no escritório abandonado do pai. O garoto é reconhecido nesse lugar mágico graças à sua fama de melhor caçador de tesouros de todos os tempos, mas o preço por se envolver com os dois mundos pode ser alto demais… e está prestes a ser cobrado — inclusive de Will, seu irmão mais novo, e de Fux, a companheira transmorfa por quem Jacob nutre sentimentos que vão além da amizade. Quando Will atravessa o portal em busca de uma cura para a misteriosa doença que atingiu sua namorada, Jacob e Fux vão atrás dele até o leste do Mundo do Espelho, terra de baba yagas, exércitos de ursos e tsares. Enquanto isso, um ser que conhece nosso mundo tão bem quanto o do espelho os observa de longe, pronto para se vingar… Fonte

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Jantar Secreto

Raphael Montes é um dos escritores mais promissores da literatura brasileira atualmente. Cínico e sem medo de chocar, ele aborda temas espinhosos em suas obras. Li todas elas e posso dizer que gostei muito de (quase) todas, exceto, talvez O Vilarejo (resenha aqui), um livro no qual acredito que ele perdeu um pouco da sua essência, procurando fazer apenas um terror tradicional, o que não é seu forte. Não é isso que esse autor escreve. Para mim, ele faz suspense, do tipo que choca, perturba, incomoda. E em Jantar Secreto ele retoma essa essência com o mesmo efeito, ou talvez até mais assustador, de outras de suas obras como Suicidas Dias Perfeitos (resenha aqui).

jantar_secreto“Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.” Fonte

Venha viver a experiência gastronômica mais exótica, única e saborosa da noite carioca! Att. Equipe Carne de Gaivota




Resenha: O primeiro dia do resto de nossas vidas

o primeiro diaTess e Gus foram feitos um para o outro. Só que eles não se encontraram ainda.
E pode ser que nunca se encontrem… Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado.
Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade… ou será que não?
O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida narra duas trajetórias que se entrelaçam sem de fato se tocarem, fazendo o leitor se divertir, se emocionar e torcer o tempo todo por um encontro que pode nunca acontecer.

Quando eu li a sinopse de “O primeiro dia do resto de nossas vidas”, eu fiquei muito curiosa. Um romance em que os personagens só se desencontram? Como que isso funciona? Será que vai  realmente cativar o leitor? Então é claro que eu tive que ler – e só quando eu recebi o livro foi que eu percebi que ele tinha 432 páginas… Talvez um livro de desencontros grande demais para o meu pobre lado de leitora romântica.

Continue lendo…




Resenha: A livraria dos finais felizes

a livraria dos finais felizesSara tem 28 anos e nunca saiu da Suécia — a não ser através dos (vários) livros que lê. Quando sua amiga Amy, uma senhora com quem troca livros pelo correio há anos, a convida para visitá-la na cidade de Broken Wheel, Iowa, Sara decide se aventurar. Mas ao chegar lá, descobre que Amy faleceu. Sara se vê desacompanhada na casa da amiga, em uma cidade muito pequena, e começa a pensar que talvez esse não seja o tipo de férias que havia planejado.Com o tempo, Sara descobre que não está sozinha. Nessa cidade isolada e antiga, estão todas as pessoas que ela conheceu através das cartas da amiga: o pobre George, a destemida Grace, a certinha Caroline e Tom, o amado sobrinho de Amy. Logo Sara percebe que Broken Wheel precisa desesperadamente de alguma aventura, um pouquinho de autoajuda e talvez uma pitada de romance. Resumindo: a cidade precisa de uma livraria.

Quando você lê a sinopse de A livraria dos finais felizes o que você imagina? Que é aquele tipo de livro leve que você lê em uma tarde chuvosa com uma xícara de leite com chocolate ao lado. Aquela leitura fofinha que vai te fazer sorrir em vários momentos. Mas… não foi nada disso o que aconteceu.

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 4 de 27« Primeira...23456...1020...Última »