Arquivo para a categoria ‘ Resenhas ’


Resenha: Ela foi até o fim

Esse foi o primeiro livro que li da Meg Cabot. Esses dias eu estava organizando meus livros lidos e dei uma relida básica nele (sabem como é), então decidi resenhá-lo.

elafoiateofimSinopse: Lou Calabrese é uma roteirista de sucesso – já escreveu vários roteiros de ação que renderam milhares de dólares de bilheteria e até ganhou um Oscar! O problema é que seu namorado, o grande astro do filme, resolveu deixa-la pela estrela principal, e agora lhe resta provar que conseguirá passar por tudo para esquecê-lo. O que ela não esperava é que esse “tudo” significasse atentados contra a sua vida e sobreviver numa montanha congelada com o homem que mais odeia na face da Terra como único companheiro… Será que ela vai sobreviver a está aventura? E será que, no final, encontrará o verdadeiro amor? Fonte

Continue lendo…




Resenha : O casamento

Fiquei um pouco receoso ao começar este livro, por se tratar de Nicholas Sparks. Já havia lido Um Homem de Sorte e Querido John e nenhum dos dois me impressionou, mas como o Dia dos Namorados estava aí e o romance estava no ar, pensei, porque não?

O casamento é um daqueles livros que vem devagar, sem muita pompa, mas que impressiona e cativa muito. Posso dizer com carinho que este foi um dos melhores livros que li este ano, e o melhor romance até agora. São tantas coisas boas que fica até difícil fazer uma resenha.

“Após quase 30 anos de casamento, Wilson Lewis é obrigado a encarar uma dolorosa verdade: sua esposa, Jane, parece ter deixado de amá-lo, e ele é o único culpado disso. Viciado em trabalho, Wilson costumava passar mais tempo no escritório do que com a família. Além disso, nunca conseguiu ser romântico como o sogro era com a própria mulher. A história de amor dos pais de Jane, contada em Diário de uma paixão, sempre foi um exemplo para os filhos de como um casamento deveria ser. Diante da incapacidade do marido de expressar suas emoções, Jane começa a duvidar de que tenha feito a escolha certa ao se casar com ele. Wilson, porém, sente que seu amor pela esposa só cresceu ao longo dos anos. Agora que seu relacionamento está ameaçado, ele vai fazer o que for necessário para se tornar o homem que Jane sempre desejou que ele fosse. Em O Casamento, Nicholas Sparks faz os leitores relembrarem a alegria de se apaixonar e o desafio de se manterem apaixonados. ” (Fonte: Skoob)

Continue lendo…




Resenha: A Rainha Branca e A Rainha Vermelha

Oi pessoal!

Esta vai ser minha primeira resenha 2-em-1. Em breve farei a resenha de A Senhora das Águas, de Philippa Gregory, que é o terceiro livro da série Guerra dos Primos, que fala sobre o final da Guerra dos Cem Anos e o início e auge da Guerra das Rosas. É que os 2 primeiros livros eu li antes de fazer parte da equipe do blog e já faz um tempinho. Infelizmente como minha memória é bem ruinzinha estas resenhas não vão ser muito precisas, nem as minhas melhores. Mas queria poder oferecer a vocês um pouquinho sobre os 2 primeiros livros, para depois apresentar a resenha do terceiro, que estou lendo atualmente.

Espero que dê pra ter uma ideia.

A_RAINHA_BRANCAIrmãos e primos lutam entre si para conquistar o trono da Inglaterra neste fascinante relato da Guerra das Duas Rosas, o conflito que opôs a Casa de Lancaster, cujo símbolo é uma rosa vermelha, à Casa de York, representada pela rosa branca. Em meio à guerra, a viúva Elizabeth Woodville desperta a atenção do jovem rei Eduardo IV, e os dois se casam em segredo.

Rainha em um país instável, Elizabeth se vê enredada nas intrigas da corte, ao mesmo tempo em que luta pelo êxito de sua família e precisa enfrentar inimigos poderosos, como os irmãos do rei.

A Rainha Branca é o primeiro volume da série A Guerra dos Primos, que relata a ascensão da dinastia Tudor ao poder. (Fonte)

Continue lendo…




Resenha: Fique onde está e então corra

John Boyne se tornou um dos meus autores favoritos (ainda vou fazer um Meu Autor de Cabeceira dele, logo, logo) desde que li O Ladrão do Tempo. Desde então, sempre que a Companhia das Letras ou a Seguinte lançam algo dele… eu já fico doida. A Lany que o diga: há várias conversas no Facebook onde eu digo “JohnBoyneJohnBoyneJohnBoyne”. Enfim, foi por isso que quis ler Fique onde está e então corra, último lançamento dele pela Seguinte. E, maravilhoso que é, Boyne não me decepcionou: sensível, emocionante, inspirador, honesto, fiel. Eu poderia dar um milhão de adjetivos para esse livro. Senta que lá vem resenha apaixonada mais uma vez.

“Em meio às tragédias da Primeira Guerra Mundial, o amor é a única arma de um garoto para curar seu pai. Alfie Summerfield nunca se esqueceu de seu aniversário de cinco anos. Quase nenhum amigo dele pôde ir à festa, e os adultos pareciam preocupados — enquanto alguns tentavam se convencer de que tudo estaria resolvido antes do Natal, sua avó não parava de repetir que eles estavam todos perdidos. Alfie ainda não entendia direito o que estava acontecendo, mas a Primeira Guerra Mundial tinha acabado de começar. Seu pai logo se alistou para o combate, e depois de quatro longos anos Alfie já não recebia mais notícias de seu paradeiro. Até que um dia o garoto descobre uma pista indicando que talvez o pai estivesse mais perto do que ele imaginava. Determinado, Alfie mobilizará todas suas forças para trazê-lo de volta para casa.” Fonte

Pela melhor razão do mundo – ele explicou. – Por amor.




Resenha: A Fera Interior

Recebi esse livro gentilmente da Editora Vestígio há vários meses. Eu o solicitei após me deparar com algumas opiniões extremamente positivas sobre o livro, que me deixaram intrigada; a sinopse também é instigante, afinal, cinco homens assassinados e castrados e todo um caso envolvendo pedofilia? Tenso. Por meu desleixo, acabei lendo outros livros na frente dele e acabei pegando-o para ler só no final de abril. Final de abril. Terminei a leitura agora no começo de julho. São pouco mais de dois meses lendo um livro e, para mim, isso é muito tempo. Simplesmente esse livro não funcionou para mim; não conseguia ler e acabava lendo outros livros enquanto a leitura dele continuava emperrada. Estou até agora tentando entender o que aconteceu – no livro e na minha leitura dele. Aviso: essa resenha pode ser confusa e ligeiramente irritada, porque assim são meus sentimentos em relação a esse livro.

“Cinco corpos masculinos mutilados – castrados – e um rico empreendedor que denuncia na mídia a falta de firmeza da justiça dinamarquesa para com os pedófilos. O inspetor Simonsen, que tem experiência demais para não desconfiar das coincidências, logo compreende que está diante de um plano de grandes dimensões, cujos pormenores ainda desconhece…

Neste primeiro romance, intenso e cativante, Lotte e Søren Hammer constroem uma intriga milimétrica e engenhosa sobre um assunto ainda tabu na Dinamarca, a pedofilia. Pintando o retrato de uma opinião pública que toma partido dos assassinos, os autores levam o leitor a questionar suas próprias certezas éticas.” Fonte

E uma verdade mais primitiva estava batendo na porta: o direito do cidadão comum, a vontade do povo, a velha e boa vingança.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 7912345...102030...Última »