Arquivo para a categoria ‘ Resenhas ’


A Cuca Recomenda: Dias Contados – Volume III

“Nenhuma profecia sobre o final dos tempos se concretizou…até agora. Cometa, desastres naturais, invasões alienígenas, o apocalipse… Nas páginas deste terceiro volume do Dias Contados, você conhecerá várias formas do mundo como você conhece chegar ao fim. O desafio lançado aos profetas desta antologia foi o de escrever o que talvez seja os últimos escritos da humanidade, fazendo justamente o que todas as profecias não fizeram: trazer, de fato, o fim do mundo. Os mais atentos perceberão que, mais do uma antologia literária, este é um livro profético, onde, em um dos contos, pode estar a solução para a sobrevivência. O fim se aproxima. Prepare-se para o inevitável.” Fonte

Hoje a Cuca aqui vai falar do fim do mundo. Afinal, dia 21 de dezembro está aí, e temos que nos preparar. Pessoalmente, acho que vai ser um apocalipse zumbi, mas nessa antologia de contos vários autores imaginaram o fim dos tempos; cada um ao seu modo, cada um com sua própria visão apocalíptica do dia que todo mundo fala há tanto tempo – mas ainda bem que nunca acontece.

Você está preparado?




Resenha: O Hipnotista

“O massacre de uma família nos arredores de Estocolmo abala a polícia sueca. Os homicídios chamam a atenção do detetive Joona Linna, que exige investigar os assassinatos. O criminoso ainda está foragido, e há somente uma testemunha: o filho de 15 anos, que sobreviveu ao ataque. Quem cometeu os crimes o queria morto: ele recebeu mais de cem facadas e está em estado de choque. Desesperado por informações, Linna só vê uma saída: hipnose. Ele convence o Dr. Erik Maria Bark – especialista em pacientes psicologicamente traumatizados – a hipnotizar o garoto, na esperança de descobrir o assassino através das memórias da vítima. É o tipo de trabalho que Bark jurara nunca mais fazer: eticamente questionável e psicologicamente danoso. Quando ele quebra a promessa e hipnotiza o garoto, uma longa e aterrorizante sequência de acontecimentos tem início.” Fonte

“O Hipnotista”, de Lars Kepler (pseudônimo utilizado pelo casal de escritores suecos Alexandra e Alexander Ahndoril), já estava esperando na minha estante há um bom tempo para ser lido. O gênero policial/suspense está entre os meus favoritos, então as minhas expectativas eram grandes a respeito desse título. Como sempre, caí na armadilha de criar grandes expectativas em alguma coisa.

Quando você pensa que uma coisa é uma coisa… ela é outra completamente diferente.




Resenha: Nudez Mortal

Eu vivo falando dessa autora aqui no blog: já fiz um Meu autor de cabeceira com ela e sempre a menciono nos Top Ten Tuesday. Mas eu ainda não fiz a resenha de nenhum livro dela! Para corrigir esse “erro”, hoje irei falar sobre a série da Nora Roberts que eu mais amo: a Série Mortal. Para ser mais correta, eu deveria falar que os livros são de autoria de J.D.Robb. Mas esse é só um pseudônimo, então está tudo certo!

Antes de falar de Nudez Mortal, irei comentar um pouco sobre a série como um todo. Isso porque quando eu falo sobre ela, sempre me fazem diversas perguntas. Então vamos lá:

Mas essa série é infinita! Quantos livros já foram lançados mesmo? Quando ela termina? Como eu vou ler isso tudo?




Resenha: O Castelo Animado

Recentemente eu falei da autora Diana Wynne Jones e suas obras e hoje eu quero falar sobre o livro que me fez descobrir essa autora e me encantou muito.

Sinopse: A jovem Sophie é surpreendida pela perversa Bruxa das Terras Desoladas enquanto trabalha, entediada, na chapelaria da família. Por motivos que ela desconhece, a Bruxa, a transforma numa velha de 90 anos, e Sophie não vê outra saída senão fugir para evitar a dor de não ser reconhecida por suas irmãs. Vagando sem rumo, a “jovem senhora” acaba na porta dos fundos do castelo do terrível Mago Howl, conhecido por devorar o coração das moças do povoado. (Fonte)

Sophie Hatter é a irmã mais velha de três irmãs e não vê perspectiva para seu futuro (ela acredita que os filhos mais velhos são destinados ao fracasso), por isso, resignada, ela cuida do destino de suas duas irmãs mais novas, a linda Lettie e a esperta Martha. Quando seu pai morre, sua madrasta Fanny encaminha as duas garotas mais novas para tutores, para que aprendam uma profissão, enquanto Sophie permaneceria como sua assistente na chapelaria.

A vida de Sophie começava a ficar tediosa e ela se sentia explorada em seu serviço. Até que um dia, a Bruxa das Terras Desoladas aparece e lança uma maldição em Sophie que a transforma em uma velha de 90 anos. A maldição também impede que Sophie fale sobre ela e então ela decide sair de casa sem destino.

Continue lendo…




Resenha: A cidade do sol

“Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rashid, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: “Você pode ser tudo o que quiser.” Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Confrontadas pela história, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a história continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do “todo humano”, somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.” Fonte.

Quando peguei esse livro para ler, ano passado, emprestado por uma amiga, nem sabia do que se tratava, apenas que o autor era o mesmo de “O Caçador de Pipas”, que era famoso, mas eu também não tinha lido. Minha amiga apenas disse que era lindo e tocante, e que eu iria gostar. Mal sabia que além de gostar, lembraria para sempre desse livro.

“De todas as dificuldades que uma pessoa tem de enfrentar, a mais sofrida é, sem dúvida, o simples ato de esperar.”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...