Arquivo para a categoria ‘ Resenhas ’


Resenha: The Fine Art of Truth or Dare

Verdade: Ella Marino estuda arte antiga e Alex Bainbridge.

Verdade: Do topo da sociedade, Alex não vê Ella de maneira alguma.

Verdade: A garota de South Philly nunca ganha o garoto de Society Hill.

Desafio: Nunca diga nunca.

Após passar quase dois meses em uma seca literária como nunca tinha vivido, não resisti à um romance adolescente bonitinho como The Fine Art of Truth or Dare parecia ser, e levei o livro de Melissa Jensen para casa. A história inteira gira em torno de um dos maiores clichês da ficção: a garota pobre que é apaixonada pelo garoto rico. Embora eu não seja uma grande fã de histórias assim, confesso que The Fine Art of Truth or Dare me conquistou nos detalhes.

“Love is one of two things worth dying for. I have yet to decide on the second.”




Resenha: Calafrio, Maggie Stievfater

Não é segredo para ninguém que eu AMO lobisomens. E naquela época em que vampiros estavam no topo, eis que eu descubro uma série em que os lobos eram os principais. Foi por causa disso que eu fui correndo ler “Calafrio”, o primeiro livro da trilogia (sim, de 3 livros) “Os lobos de Mercy Falls” da Maggie Stievfater. No Brasil, os dois primeiros livros foram publicados pela Editora Agir.

Grace Brisbaine é uma adolescente aparentemente normal, tirando o fato que 6 anos antes ela foi atacada por uma alcatéia que vivia no bosque perto de sua casa. Por sorte, um lobo de olhos amarelos a salvou. Depois desse incidente, em todos os invernos, ela se sente atraída pelo bosque e fica a espera do “seu lobo”.

Quando Jack, que pertence a uma família rica e importante de Mercy Falls, é atacado supostamente por lobos, começa à caça a esses animais. Grace é claro fica desesperada! Até que um dia ela encontra um rapaz ferido na varanda da sua casa… E esse rapaz é Sam, o lobo que salvou Grace. No inverno, ele é um lobo, mas no calor, ele volta a sua forma humana. Mas o tempo de Sam está acabando. Ele não sabe até quando manterá a dupla aparência ou quando se tornará um lobo para sempre…

Sigam os lobinhos!




Resenha: A Maldição do Tigre

Sinopse: Paixão. Destino. Lealdade. Você arriscaria tudo para salvar seu grande amor?

Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco.

Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele.

O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço.

Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem. Fonte.

Olhei dentro daqueles grandes olhos azuis e sussurrei:- Queria que você fosse livre




Resenha: Saving June

“‘Se ela tivesse esperado menos de duas semanas, ela teria sido a June que morreu em Junho. Mas acho que minha irmã não pensou nisso.’

A irmã mais velha de Harper Scott sempre foi a filha perfeita, então quando ela tira sua própria vida uma semana antes de sua formatura no Ensino Médio, Harper fica devastada. Todos sentem muito, mas ninguém consegue entender.

Quando seus pais divorciados decidem dividir as cinzas de sua irmã entre duas urnas, Harper decide controlar a situação. Ela vai roubar as cinzas e dirigir metade do país com sua melhor amiga Laney, até chegar no lugar onde June sempre sonhou em ir: Califórnia.

Entra Jake Tolan. Ele é um rapaz com uma atitude ruim, uma obsessão por rock clássico e nada em comum com a irmã de Harper. Mas Jake tinha uma conexão com June, e quando ele insiste em ir com elas para a Califórnia, Harper está desesperada o suficiente para permitir. Com seu jeito charmoso e irritante e sua crença de que música pode te ajudar em qualquer momento, ele pode ser exatamente o que Harper precisa.

Mas June não era a única que escondia as coisas. Jake mantém um segredo que pode virar a vida de Harper de ponta cabeça.”  – Fonte (tradução livre)

There doesn’t always have to be a reason




Resenha e Promoção: Um Homem de Sorte

Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografa dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela.”

“Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fm de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto. Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (…) Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar. Simples assim. Gostava de partir quando sentia vontade, no seu próprio ritmo, para o lugar que quisesse. Depois de passar anos cumprindo ordens no Corpo de Fuzileiros Navais, a liberdade o atraía. (…) Até ter encontrado a fotografia, a vida de Tribault seguia como há muito havia planejado. Ele sempre tinha um plano.” Fonte

Não é coisa normal eu estar aqui fazendo a resenha de um livro de romance, já que minha zona de conforto está lá para suspense, mistério e terror, e claro, literatura fantástica, mas acredito que a gente tem que ler de tudo um pouco, não? Ainda mais eu, que tenho pretensões de ser escritora. Então hoje vou falar aqui da minha primeira experiência com o badalado autor bestseller de romance, Nicholas Sparks.

Aposte em si, ande para a frente e boa sorte!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...