Arquivo para a categoria ‘ Romance ’


Resenha: Perdas e Danos

Perdas e Danos me chamou a atenção por dois motivos: gostei da capa, achei-a leve e sensível e, o mais importante, já li antes um ótimo livro da autora, Diane ChamberlainSegredos e Mentiras, também publicado pela Arqueiro (resenha aqui). Adorei esse livro, portanto, tinha altas expectativas com o novo lançamento da autora. Se eu gostei? Gostei, e me emocionei também. Mas ainda assim… faltou algo.

“Travis Brown é um rapaz diferente da maioria dos jovens de sua idade. Aos 23 anos, já conheceu – e perdeu – seu grande amor, já precisou lutar pela guarda da filha na justiça e agora trabalha incansavelmente para sustentá-la. Sua rotina não é fácil, mas ele consegue levar uma vida digna.
De repente, tudo começa a dar errado: ele perde o emprego, sua casa pega fogo e sua mãe morre. Sem ter a quem recorrer, precisa ir morar com a filha em um acampamento para trailers. Lá, conhece Savannah, uma jovem linda e sexy que realmente parece querer ajudá-lo.
É ela quem lhe fala sobre a vaga em uma obra em Raleigh, uma cidade próxima. Travis não quer se mudar, mas não tem alternativa: seus últimos dólares estão acabando e ele não vê a menor perspectiva de conseguir mais dinheiro.
No entanto, ao chegar a Raleigh e conhecer Roy, seu suposto empregador, ele descobre que o trabalho na verdade é um roubo. Roy garante que será a única vez e que a quantia que Travis receberá será suficiente para tirá-lo do sufoco por um bom tempo.
Agora, de frente para a maior encruzilhada de sua vida, Travis precisa decidir que caminho seguir para continuar sendo um pai exemplar.” Fonte

Sorrir me parecia uma traição.




Resenha: Um mais um

Por incrível que pareça, este é o meu primeiro “Jojo Moyes”. E estou falando desse jeito, porque tenho comigo Uma Carta de Amor, mas ainda não li. Também adquiri Como eu era antes de você, mas fiquei sabendo que choraria horrores, então adiei a leitura com medo de dar vexame no ônibus. Como esse livro foi lançamento da Intrínseca, a curiosidade falou mais alto e cá estou eu, sem saber como colocar em palavras tudo o que eu senti com essa leitura. Então, desculpem aí se de repente eu começar com uma verborragia ou simplesmente me calar. Porque esse livro vocês tem que ler. Ler e saborear.

UM_MAIS_UMSinopse: Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou. Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno prodígio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá?
Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de veraneio por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio.
Começa então uma viagem repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de uma história de amor entre uma mãe solteira falida e um geek milionário. Fonte

A lei da probabilidade combinada com a lei dos grandes números estabelece que, para vencer as dificuldades, de vez em quando temos que repetir algumas vezes um acontecimento para conseguir o resultado almejado.




Resenha: Daisy está na Cidade

É comum as editoras parceiras disponibilizarem alguns livros quando estão em pré-venda ou já lançados. Dessa vez, a Geração Editorial presenteou alguns blogueiros com a prova de Daisy está na cidade! Eu já tinha lido apenas um livro de Rachel Gibson, de outra série dela, então eu acabei embarcando na leitura, que fluiu muito bem!

DAISY_ESTA_NA_CIDADESinopse: Daisy Está na Cidade – Daisy Lee Monroe está de volta a Lovett, Texas, e depois de muitos anos descobriu que pouca coisa mudou. Sua irmã continua uma louca e sua mãe ainda tem flamingos de plástico rosa no quintal. E Jackson Lamott Parrish, o bad boy que ela havia deixado para trás, ainda é tão sexy quanto antes. Ela gostaria de poder evitar este homem em particular, mas ela não pode. Daisy tem algo a dizer para Jackson, e ela não vai a lugar nenhum até que ele escute.
Jackson aprendeu a lição sobre Daisy da maneira mais difícil, e agora a única palavra que ele está interessado em ouvir dos lábios vermelhos de Daisy é um adeus. Mas ela está surgindo em toda parte, e ele não acredita em coincidência. Parece que a única maneira de mantê-la quieta é com a boca, mas beijar Daisy já foi sua ruína no passado. Ele é forte o suficiente para resistir a ela agora? Forte o suficiente para vê-la sair da sua vida novamente? Ele é forte o suficiente para fazê-la ficar? Fonte

Continue lendo…




Resenha: Um amor de cinema

um amor de cinema“Um Amor de Cinema – Neste irresistível romance, Kenzi Shaw, uma designer fanática por filmes, é lançada nas águas turbulentas do amor — ao estilo de Hollywood — quando seu lindo ex-namorado lhe propõe uma série de desafios relacionados a comédias românticas para reconquistar seu coração.

Que garota não gostaria de vivenciar a cena das compras de Uma linda mulher? É o desafio número dois da lista. Ou tentar fazer os passos de dança de Dirty dancing? É o número cinco. Uma lista, dez momentos românticos de filmes e várias aventuras depois, Kenzi se pergunta: ela deve se casar com o homem que sua família adora ou arriscar tudo por um amor de cinema?”

Um amor de cinema é um dos livros que eu já li faz um tempo, mas que infelizmente, não consegui resenhar antes. Nós o recebemos como cortesia da Editora Record, e logo quando eu li a sinopse, eu falei com a Karen: “Eu querooo!”. Tem livro mais minha cara do que esse? Não, não tem. E para a minha felicidade, ele não me decepcionou nem um pouco!

Continue lendo…




Resenha: Manhã de Núpcias

MANHA_DE_NUPCIASSinopse: Quando herdou o título de lorde Ramsay, Leo Hathaway e sua família passavam por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Mas agora as coisas vão bem. Três de suas quatro irmãs já estão casadas, uma preocupação que Leo nunca teve consigo mesmo. Solteiro inveterado, ele tem uma certeza na vida: nunca se casará.
Mas então a família recebe uma carta que pode pôr tudo isso em risco: se Leo não arrumar uma esposa e gerar um herdeiro dentro de um ano, ele perderá o título e a propriedade onde todos vivem.
Solteira e sem pretendentes, a governanta Catherine Marks talvez seja a única salvação da família que a acolheu com tanto carinho. O único problema é que Leo não compartilha do mesmo afeto que suas irmãs têm pela moça.
Para ele, Catherine é uma megerazinha cheia de opinião que fala demais. Apesar de irritá-lo e quase o levar à loucura, ela é a primeira – e única – mulher com quem ele considera se casar.
Catherine, por sua vez, tem uma opinião igualmente negativa a respeito do patrão. Além disso, ela esconde alguns segredos do passado e um deles pode destruir a vida que tão cuidadosamente construiu para si.
Agora Leo e Catherine precisam um do outro, mas para vencer as dificuldades e consertar as coisas eles terão que superar as turras e as diferenças, num romance intenso e sensual que só Lisa Kleypas poderia ter escrito. Fonte

É provável que a resenha contenha algum spoiler dos livros anteriores, mas não é nada que vá prejudicar sua leitura

Certas tentações eram irresistíveis, concluiu ele de forma atordoada. Pois eram tão persistentes que sempre iriam voltar, sem parar. Por isso era obrigatório ceder a elas – esse era o único jeito de se livrar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 20 de 62« Primeira...10...1819202122...304050...Última »