Arquivo para a categoria ‘ Romance ’


Resenha: Proibido

Foram os três os motivos que me fizeram desejar ler Proibido, da autora Tabitha Suzuma: o primeiro, a capa belíssima e sensível; o segundo, o tema incesto, tão pouco explorado na literatura e um tabu em qualquer sociedade; o último, o fato de que a Editora Valentina informou aos parceiros que, quanto menos se soubesse sobre o livro, melhor. Todos esses fatos reunidos me encheram de expectativa, mas quando iniciei a leitura, foi como se um balão lentamente se esvaziasse e um vazio o preenchesse. É delicado explicar porque esse livro não me agradou como eu esperava, principalmente por ser um romance com uma recepção tão boa da crítica e também na blogosfera.

“Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.

Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.

Eles são irmão e irmã.

Mas será que o mundo receberá de braços abertos aqueles que ousaram violar um de seus mais arraigados tabus? E você, receberia? Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.” Fonte

Será que eu me arrependo mesmo daquela noite? Aquele momento de felicidade sem comparação – algumas pessoas não o vivem em toda uma vida.




Resenha: Duas Doses de Amor

DUAS_DOSES_DE_AMORSinopse: New York, 1930. Santos, 2014. Uma pista de dança cheia de energia, um orelhão anônimo e orelhudo. O que tudo isso tem em comum? Eles serão testemunhas do começo de dois romances apaixonantes. Fique à vontade e sirva-se dessas Duas Doses de Amor! Fonte

Quem está acostumado às minhas resenhas deve saber que eu pouco resenho livros de contos. Por algum motivo, eu não me ligo muito aos contos, talvez por eles serem curtos demais e eu exigir um desenvolvimento maior da história, ou mesmo querer uma continuação, ou então simplesmente porque… Tenho preguiça de ler histórias mais curtas. (em outras palavras, frescura minha – que feio!).

Em tempos de celular, quem usa orelhão é museu




Resenha: De repente, Ana

Ana“Ana decidiu viver permanentemente na Krósvia, e tudo está às mil maravilhas. Além do namoro cada vez mais sério com Alexander, ela tem um emprego fixo na embaixada brasileira e dedica parte de seu tempo às meninas do Lar Irmã Celeste. Mesmo cumprindo tantos compromissos sociais como princesa, Ana nunca foi tão feliz. Porém, de uma hora para outra, tudo muda. Seu pai, o rei Andrej Markov, sofre um grave acidente e vai parar na UTI. Não resta alternativa: Ana vai ter que assumir o trono da Krósvia e governar a nação. Pouco – ou quase nada – familiarizada com a função, ela vai precisar de ajuda não só para reger o seu país, mas também para manter perto de si aqueles que ama. Muita gente está interessada no seu fracasso…”

Desde que eu li Simplesmente Ana, estava esperando ansiosamente pela continuação da série (com direito a ficar mandando mensagens escritas “MARINA MARINA MARINA” para as meninas quando o livro saiu na lista dos lançamentos). Como os livros da Novo Conceito chegam na casa da Karen, combinei de pegar o meu exemplar na Bienal de São Paulo – e aproveitei é claro para pegar um autógrafo da super fofa Marina Carvalho. Voltei para casa o  lendo (li mais ou menos a metade – eita viagem longa!) e logo depois terminei o livro. Eu sei, eu demorei para fazer a resenha mas é que… Como colocar em palavras um livro tão bom como esse???

Atenção: Essa resenha contém spoilers do primeiro livro da série, Simplesmente Ana. Leia por sua conta e risco!

Em primeiro lugar, a história de Simplesmente Ana tem um final fechado e convincente. Tanto é que se alguém não quiser ler a continuação, ele não vai sentir que tem algo faltando. Por isso, De repente, Ana tinha tudo para ser aquele livro sem quase nenhum propósito, a não ser o de encher uma série. Mas não, ele não foi isso. Os temas trabalhados nesse livro foram as continuações naturais do primeiro livro da série. Por isso que ele tem sim um propósito e complementa tão bem o enredo inicial.

Continue lendo…




Resenha: A Extraordinária Garota Chamada Estrela

Assim que anunciaram o lançamento desse livro, eu o solicitei para leitura. Infelizmente, ele demorou um pouco para chegar e eu demorei muito para ler… Imprevistos acontecem e acabou que levei mais tempo do que pretendia para terminar essa leitura. Uma pena, porque esse é o tipo de livro que você consegue ler em até um dia.

A_EXTRAORDINARIA_GAROTA_CHAMADA_ESTRELASinopse: A garota chamada Estrela. Ela é tão mágica quanto o céu do deserto. É tão estranha quanto seu rato de estimação. É tão misteriosa quanto seu próprio nome. Com um simples sorriso, ela captura totalmente o coração de Leo Borlock. Com sua alegria, ela incendeia uma revolução de liberdade e autenticidade no espírito de sua escola. No começo, os colegas encantam-se com ela por tudo o que a faz ser diferente. Mas isso começa a mudar, e Leo, apaixonado e apreensivo, percebe que a única coisa que pode salvá-la das críticas é a mesma que pode destruí-la: ser alguém comum. Nesta celebração do inconformismo, o premiado Jerry Spinelli tece um conto tenso e emocional sobre os percalços de precisar ser popular e da emoção e inspiração do primeiro amor. Fonte

Pessoas-estrelas são raras. É pouco provável que você conheça outra




Resenha: Encontrada

EncontradaSofia está de volta ao século dezenove e mais que animada para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke. No entanto, em meio à loucura dos preparativos para o casamento, ela percebe que se tornar a sra. Clarke não vai ser tão simples quanto imaginava. As confusões encontram a garota antes mesmo de ela chegar ao altar e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas estão acontecendo na vila. Ian parece estar enfrentando alguns problemas que prefere não dividir com a noiva. Decidida, Sofia fará o que estiver ao seu alcance para ajudar o homem que ama. Ela não está disposta a permitir que nada nem ninguém atrapalhe seu futuro. Porém suas ações podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir seu felizes para sempre é ela própria.

Um dos lançamentos que eu estava mais animada para a a Bienal era Encontrada – segundo livro da série Perdida, da autora Carina Rissi. Se vocês leram a resenha do primeiro livro, sabem que eu AMEI a escrita de Carina e eu li o livro inteiro de uma vez só. Eu também já li Procura-se um marido, e posso dizer que a mesma coisa aconteceu. Mas, infelizmente, o mesmo não aconteceu com Encontrada…

Atenção: Essa resenha contém spoilers do primeiro livro da série. Continue por sua conta e risco!

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...