Arquivo para a categoria ‘ Romance ’


Resenha: Lilac, Deise C. Müller

Olá! Esta resenha eu estava devendo já tem um bom tempo, ela faz parte do Book Tour Lilac do blog Livros e Citações. Eu o recebi um pouco antes de viajar de férias – isso ainda em junho, e por incrível que pareça eu o li rapidinho – algo raro comigo. Devia ter feito a resenha antes, mas eu ficava me perguntando exatamente como fazer.  Explico mais adiante.

Sinopse: Lilin, uma succubus ambiciosa, tenta aniquilar Lúcifer. E como punição, é enviada a Terra e destituída de seus poderes. Transformada em feiticeira, Lilin assume vários consortes e começa um plano para reinar sobre os seis clãs dos feiticeiros. Meg cresceu acreditando ter herdado habilidades mágicas de sua tataravó feiticeira. Abandonada ainda bebê pela mãe, seu pai tenta fazer com que ela e sua irmã se interessem pela arte oculta, porém a última coisa que uma adolescente quer é aprender feitiços com sangue de galinha e adagas afiadas. Entretanto, quando Lauren, sua irmã, é assaltada e baleada, e Lucas seus ex-namorado, desaparece misteriosamente Meg se arrepende de não seguir os conselhos do pai. Meg retorna à cidade onde cresceu, para se afastar da dor do passado e da acusação nos olhos do pai. Seu passado, no entanto, não está disposto a deixá-la em paz. Craft, o suspeito inicial no desaparecimento de Lucas, acaba sendo o rei do clã Domovoi, o mais poderoso dos clãs, e sua única esperança de escapar de seu caçador, e da escuridão na qual seu coração se afundou. Mas quando sobreviver pode significar ser um receptáculo ambulante para um demônio que planeja destruir tudo o que você ama, e morrer significa destruir o coração daqueles que te amam, o que fazer? Um demônio banido… Uma linhagem condenada… E uma atração inevitável. O amor realmente supera tudo? Fonte

  Continue lendo…




Resenha: A Seleção

Eu adoro princesas. Todo mundo que me conhece simplesmente sabe disso. Eu tenho camisas com as princesas da Disney e quero comprar praticamente todas as bonecas das princesas (mas não tenho dinheiro e nem local para guardar todas elas). E por favor, não me mostrem nada da Rapunzel, porque eu vou querer comprar (e sim, eu sei cantar todas as músicas de Enrolados).

Quando a Sabrina, do Café com Blá Blá Blá, me falou sobre o livro A Seleção, a minha resposta foi: “Eu preciso ler esse livro agora!”. Sociedade no futuro e uma seleção para saber quem seria a nova princesa do reino? A probabilidade de pelo menos gostar do livro já era de 50%! E essa capa é linda, não?

Para trinta e cinco garotas, a Seleção é um sonho se tornando realidade. Elas podem sair de um mundo opressor e de possibilidades altamente restritas e ir para um mundo de vestidos, jóias e realezas. Mas para isso as jovens selecionadas vão morar em um castelo e competir pela mão do príncipe Encan… Ops, príncipe  Maxon. Sim, é praticamente um reality show onde como prêmio você ganha um marido e um reino!

E quem vai ser a nova princesa?




Resenha: O caçador de pipas

“O caçador de pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.” Fonte

É muito, muito difícil falar de algo que seja muito bom. Ainda mais difícil se você está escrevendo uma resenha sobre um livro muito bom. A gente nunca se sente à altura disso. Parece que você é um pontinho insignificante no meio do oceano. Afinal, quem a gente pensa que é para escrever qualquer coisa sobre algo tão sublime?

Continue lendo…




Resenha: A Terra das Sombras (série A Mediadora)

Quando as meninas aqui do blog deram a ideia de fazermos resenhas de livros de terror por causa do Halloween, eu pensei “Ih, já era, eu não leio nada do gênero! Sou muito medrosa para isso!”. Mas a Lucy disse que romance sobrenatural (mesmo com vampiros que brilham) também estava dentro da proposta! Inclusive o livro que eu escolhi para resenhar hoje foi uma sugestão dela.

A série A Mediadora, da Meg Cabot, foi o primeiro romance sobrenatural que eu li, quando esse tema ainda era relativamente escasso e eu nem sabia dessa denominação. Essa foi uma das primeiras séries que a Meg escreveu (ainda com o pseudônimo de Jenny Carrol). Ela é composta atualmente de seis livros, mas a Meg disse em algumas entrevistas (uma inclusive durante o seu tour no Brasil) que vai escrever mais um volume (quando acabar as séries que ela está escrevendo no momento)!

Tem um fantasma no meu quarto. E agora?




Resenha: Emma (Jane Austen)

Jane Austen certa vez disse que Emma seria “uma heroína que ninguém além de mim mesma irá gostar muito“. Mesmo tendo Miss Austen como uma de minhas heroínas, é completamente impossível concordar com esse seu pensamento. Emma foi a penúltima das obras completas de Jane Austen que li, e imediatamente tornou-se meu favorito (sim, superando até mesmo Orgulho & Preconceito).

Emma Woodhouse mora em Highbury com seu pai, e ao contrário das outras heroínas de Austen, é rica e uma das primeiras em consequência na vizinhança. Sua irmã mais velha – Isabella – casou-se com John Knightley. George Knightley – ou Mr. Knightley, como todos se referem a ele durante a história – mora em Donwell Abbey e é um amigo íntimo dos Woodhouses e tão ou mais rico que eles. Highbury é uma cidade pequena, onde pouca coisa acontece e portanto, as notícias espalham-se rapidamente. E é em um evento importante que nossa história começa: o casamento de Miss Taylor – governanta de Emma – com Mr. Weston. Agora, nossa Emma acha que consegue ler as pessoas e entende de seus assuntos do coração mais do que elas próprias, e por isso julga que a união entre Mr. Weston e a nova Mrs. Weston não teria ocorrido sem sua interferência e considera essa a maior realização dos seus vinte anos de vida. Sabendo que por conta de seu hobby casamenteiro ela não teria mais sua amiga inseparável a seu dispor, Emma decide “adotar” Harriet Smith como sua amiga particular. Harriet é a filha bastarda de “ninguém sabe quem”, e mora na escola de Highbury. Ela é uma garota simples, humilde e não muito esperta, mas que sabe que não vai se casar com ninguém importante devido às suas circunstâncias familiares. No verão anterior, Harriet atraiu a atenção de Robert Martin, fazendeiro e irmão de duas de suas amigas do colégio; mas Emma tem outros planos para sua amiga particular, planos que envolvem Mr. Elton, o vigário de Highbury. O que Emma não consegue enxergar é que o interesse de Mr. Elton foi capturado por seu desejo de ascender socialmente e que seus planos não envolvem Harriet Smith.

One half of the world cannot understand the pleasures of the other.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 53 de 59« Primeira...102030...5152535455...Última »