Arquivo para a categoria ‘ Romance ’


Resenha: Liberte meu coração

Eu sei que normalmente eu falo (muito) sobre a Meg Cabot, mas não tinha como não fazer uma resenha sobre o livro Liberte meu Coração. O principal motivo? Quem escreveu esse livro foi Mia Thermopolis, a protagonista da série Diário da Princesa. Pois é, a Meg só deu uma “ajudinha”…

No último livro da série, Princesa para Sempre (pode deixar, só vou falar o necessário!), Mia Thermopolis estava sofrendo todas as complicações de ser uma autora publicada. Inclusive, durante o seu diário, nós tivemos a possibilidade de ler trechos do que seria o livro Liberte meu Coração. Confesso: não prestei muita atenção nessas partes. As minhas preocupações eram outras… (se vocês pensaram em um personagem que o apelido lembra um certo chocolate, parabéns, vocês acertaram!). Mas é claro que fiquei muito animada quando fiquei sabendo que teríamos esse livro especial. E já devo dizer que o livro não me decepcionou. Aliás ele superou todas as minhas expectativas!

Leia Mais




Resenha: Lola e o Garoto da Casa ao Lado

Lola e o Garoto da Casa ao Lado – companion book de Anna e o Beijo Francês, da autora Stephanie Perkins – foi lançado hoje nos Estados Unidos. Graças ao maravilhoso serviço de entrega da Amazon, meu exemplar chegou ontem e eu pude me deliciar nas aventuras de Dolores Nolan.

“A aspirante a designer Lola Nolan não acredita em fashion… ela acredita em fantasias. Quanto mais expressiva a roupa – mais brilhante, mais divertida, mais selvagem – melhor. Mas apesar do estilo de Lola ser escandaloso, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está perfeito (incluindo seu namorado roqueiro e atraente), até que os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, retornam à vizinhança. Quando Cricket – um talentoso inventor – sai da sombra de sua irmã gêmea e volta à vida de Lola, ela finalmente deve reconciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da casa ao lado.”     Fonte



Resenha: O Noivo da Minha Melhor Amiga

Não sou uma grande fã de chick-lits porque sempre acabo achando as personagens principais extremamente chatas. Com “O Noivo da Minha Melhor Amiga” eu já sabia que não seria diferente, mas uma promoção de 60% de desconto provou ser todo o incentivo que eu precisava para levar Emily Giffin para casa.

Em O Noivo da Minha Melhor Amiga (Something Borrowed, em inglês), Rachel é uma advogada entediada com seu trabalho em Manhattan. Ela também é a madrinha do casamento de sua melhor amiga Darcy com Dexter, seu amigo de faculdade. Alguns meses antes da grande data, Rachel comemora seu aniversário de 30 anos refletindo como ainda não tem nenhuma das coisas que pensou que teria antes do grande 3 ponto 0: um trabalho glamuroso, marido e filhos. Após Rachel beber um pouco além da conta, Dexter a leva para casa, onde eles acabam passando a noite juntos. No dia seguinte Rachel se sente culpada mas decide tentar esquecer o que aconteceu, acreditando que tudo não passou de um erro de pessoas embriagadas. Eles fingiriam que nada havia acontecido e os planos para o casamento continuariam de vento em popa. Isso dura até Dexter confessar que não estava bêbado e sabia perfeitamente o que estava fazendo, o que acaba mexendo com os sentimentos de Rachel até ela perceber que está apaixonada pelo noivo de sua amiga de infância.

Continue lendo…




Resenha: Anna e o Beijo Francês

“Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?”- Fonte

Anna e o Beijo Francês é um daqueles livros pelos quais você não dá nada ao vê-lo na livraria. Diversas vezes passei por ele  e o ignorei solenemente, pensando que fosse mais um daqueles livros bobinhos – e talvez ele seja, para muitas pessoas. Até que John Green o recomendou em um de seus vídeos, dizendo que leu muito rápido e que era muito bom. Meus preconceitos com relação ao título e à capa do livro desapareceram, porque se você não pode confiar em John Green para indicação de bons livros YA, você não pode confiar em ninguém.  Então foi sabendo que apesar de meus receios, Anna e o Beijo Francês seria uma leitura agradável, que eu finalmente o peguei na livraria e comecei a ler.

Effing St. Clair.




Resenha: Um Dia

15 de Julho de 1988. Emma e Dexter se conhecem na noite da festa de formatura. Amanhã eles seguirão caminhos diferentes. Mas onde estarão nesse mesmo dia um ano depois? E nos anos que se seguirem? Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas – vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida. Um dia é um fenômeno editorial no Reino Unido, sucesso absoluto de crítica e público, e teve o roteiro adaptado para o cinema pelo próprio autor, David Nicholls.  Fonte

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...