Arquivo para a categoria ‘ Séries ’


Resenha: Mordida

Eu sei que a Lany postou a resenha de Insaciável já tem um tempão, mas esses dias eu estava relendo a série e descobri que não tínhamos a resenha do segundo livro! Aí eu perguntei a ela e ela disse que tudo bem eu comentar aqui para vocês. Então vamos lá:

MORDIDASinopse: O poder especial de Meena Harper finalmente será valorizado. A Guarda Palatina – uma poderosa unidade secreta que caça demônios – a contratou para trabalhar na filial de Manhattan. A questão é: seu ex-namorado, Lucien Antonesco, é filho do Drácula e o príncipe da escuridão. Tudo bem, Meena decidiu que já chega de vampiros em sua vida… Ao menos até que consiga provar que, mesmo não tendo alma, os seres demoníacos não perderam a capacidade de amar. Fonte

Essa resenha pode conter spoilers do livro Insaciável, mas que não prejudicam sua leitura.

Continue lendo…




Resenha: Perdendo-me

PERDENDOMEVIRGINDADE. Bliss Edwards vai se formar na faculdade e ainda tem a sua. Chateada por ser a única virgem da turma, ela decide que o único jeito de lidar com o problema é perdê-lo da maneira mais rápida e simples possível com uma noite de sexo casual.

Tudo se complica quando, usando a mais esfarrapada das desculpas, ela abandona um cara charmosíssimo em sua própria cama. Como se isso não fosse suficientemente embaraçoso, Bliss chega à faculdade para a primeira aula do último semestre e… adivinhe quem ela encontra? Fonte

Continue lendo…




Resenha: Mini Becky Bloom – tal mãe, tal filha

MINI_BECKY_BLOOMSinopse: Becky Bloom está casada com o homem de seus sonhos, Luke, e tem uma filha de dois anos, Minnie, que parece seguir desde já o gosto da mãe por compras e pela moda.
Mas criar a filha é muito mais complicado do que parecia ser, pois a garotinha cria confusões por onde passa. E quando Becky decide dar uma festa surpresa para Luke, não será uma tarefa fácil manter os preparativos em segredo do marido.

Essa resenha pode conter spoilers dos livros anteriores, mas nada que prejudique sua leitura. Leia e relaxe.

Continue lendo…




Queridinhos do mês: Família Hathaway

Pois é, dessa vez não tem como eu escolher um só. Tive que escolher a família inteira! Ou melhor, a tribo inteira, como se refere Cam Rohan.

Vocês já devem ter visto nas resenhas que já publiquei que eu simplesmente amo a série escrita por Lisa Kleypas e não tinha mesmo como escolher um favorito. Na verdade, ela escreve de uma forma tão cativante que você acaba se apaixonando e ficando triste a cada término de história. A série terminou recentemente, o que deixou um vazio muito grande, mas tenho quase certeza de que teremos participações dos Hathaways em alguma série futura da autora.

Eu poderia falar aqui detalhadamente das características de cada membro da família e seus respectivos pares, mas acho que isso estraga um pouco a surpresa na hora da leitura. Então, vou tentar falar um pouco mais superficialmente, apenas para vocês entenderem porque gostei tanto dessa família.

Os Hathaways formavam um grupo extraordinário, espirituoso e cheio de vida, todos sempre dispostos a por novas ideias em prática. Eles implicavam, riam, discutiam e debatiam, mas havia uma bondade inata na forma como se tratavam. (Tentação ao Pôr do Sol)




Resenha: Paixão ao Entardecer

E chegamos ao final da série! Como vocês sabem, ano passado eu li por acaso o primeiro livro e acabei devorando! Então eu resolvi adquirir a série e acabei devorando todos os livros, super ansiosa pelo lançamento do último. Então, no começo do ano, a Arqueiro finalmente publicou o último livro, que fala da irmã mais nova dos Hathaways, Beatrix!

PAIXAO_AO_ENTARDECERSinopse: Mesmo sendo uma família nada tradicional, quase todos os irmãos Hathaways se casaram, até mesmo Leo, que era o mais avesso a essa ideia. Mas para a caçula Beatrix, parece não haver mais esperança.
Dona de um espírito livre, apaixonada por animais e pela natureza, Beatrix se sente muito mais à vontade ao ar livre do que em salões de baile. E, embora já tenha frequentado as temporadas londrinas e até feito algum sucesso entre os rapazes, nunca foi seriamente cortejada, tampouco se encantou por nenhum deles.
Mas tudo isso pode mudar quando ela se oferece para ajudar uma amiga.
A superficial Prudence recebe uma carta de seu pretendente, o capitão Christopher Phelan, que está na frente de batalha. Mas parece que a guerra teve um forte efeito sobre ele, e seu espírito, antes muito vivaz, se tornou bastante denso e sombrio.
Prudence não tem a menor intenção de responder, mas Beatrix acha que ele merece uma palavra de apoio – mesmo depois de tê-la chamado de estranha e dito que a jovem é mais adequada aos estábulos do que aos salões. Então começa a escrever para ele e assina com o nome da amiga. Beatrix só não imaginava o poder que as palavras trocadas teriam sobre eles.
De volta como um aclamado herói de guerra, Phelan está determinado a se casar com a mulher que ama. Mas antes disso vai ter que descobrir quem ela é. Fonte

No caminho até você, as palavras se transformaram nas batidas do meu coração gravadas em papel.