Arquivo para a categoria ‘ Young Adult ’


Resenha: Armada

Há algum tempo queria ler Armada, de Ernest Cline. O autor também escreveu o fantástico Jogador Nº 1 (resenha aqui), por isso tinha altas expectativas. É claro que a gente nunca pode esperar um livro igual, mas após uma ótima leitura, sempre esperamos ao menos um livro à altura do anterior. Foi isso que aconteceu? Não. Mas isso também não significa que Armada seja um livro ruim, ele só não é tão bom quanto Jogador Nº 1.

armada“Durante toda a sua vida, Zack Lightman quis que o mundo real fosse menos chato. Segundo ele, a realidade poderia ser mais parecida com o universo dos livros de ficção científica, filmes e videogames. Poderia acontecer algo fantástico para que sua vida deixasse de ser monótona, levando-o a uma aventura – e por que não uma aventura espacial? Apesar disso, Zack diz a si mesmo saber a diferença entre a fantasia e a realidade e que jogadores de videogames adolescentes e sem objetivos na vida não são os salvadores do universo.

Então, um dia, durante a aula de matemática, ele a vê pela janela: uma nave que se parece com o caça Glaive do videogame on-line de simulação de voo que ele joga todas as noites, Armada, que tem como objetivo proteger a Terra de uma invasão alienígena. Agora isso está realmente acontecendo. E suas habilidades, assim como as de milhões de jogadores no mundo, são necessárias para salvar o planeta da destruição.” Fonte

Eu sei que o futuro às vezes é apavorante, querido. Mas não há como escapar dele.




Resenha: O Palácio da Meia-Noite

Ultimamente ando meio travada nas minhas leituras, tanto que tenho aparecido pouco aqui no blog. No meio de duas outras leituras que não estavam progredindo, resolvi resgatar O Palácio da Meia-Noite da minha estante. Afinal, se Zafón não conseguisse me animar, quem poderia? Mas eis que, pela primeira vez, um livro dele me desapontou. Não é um livro ruim, mas já li outras obras infinitamente melhores dele. O que fazer quando um dos seus autores favoritos decepciona? Bem, ninguém é perfeito.

Capa O palacio da meia-noite.indd“Ben e Sheere são irmãos gêmeos cujos caminhos se separaram logo após o nascimento: ele passou a infância num orfanato, enquanto ela seguiu uma vida errante junto à avó, Aryami Bosé. Os dois se reencontram quando estão prestes a completar 16 anos.
Junto com o grupo Chowbar Society, formado por Ben e outros seis órfãos e que se reúnem no Palácio da Meia-Noite, Ben e Sheere embarcam numa arriscada investigação para solucionar o mistério de sua trágica história.
Uma idosa lhes fala do passado: um terrível acidente numa estação ferroviária, um pássaro de fogo e a maldição que ameaça destruí-los. Os meninos acabam chegando até as ruínas da velha estação ferroviária de Jheeters Gate, onde enfrentam o temível pássaro.
Cada um deles será marcado pela maior aventura de sua vida. Publicado originalmente em 1994, O Palácio da Meia-Noite segundo romance do fenômeno espanhol Carlos Ruiz Zafón traz uma narrativa repleta de fantasia e mistério sobre coragem e amizade.” Fonte

Maturidade nada mais é que o processo de descobrir que tudo aquilo em que você acreditava quando era jovem é falso, e que, por outro lado, tudo o que rejeitava na juventude é verdadeiro.




Resenha: Nova Ordem Mundial (A Guerra dos Fae #4)

NOVA_ORDEM_MUNDIALQuarto e último capítulo de uma série surpreendente de aventura e magia e agora? Como enfrentar a necessidade de sacrifícios de uma Nova Ordem Mundial para os Fae?
Jayne e seus amigos estão numa encruzilhada, tendo que enfrentar a batalha final que decidirá a formação da nova ordem exigida pelo mundo sempre em guerra entre os Fae da Luz e da Escuridão.
Jayne se encontra numa encruzilhada não somente no terreno da estratégia e da magia, mas também do coração, que está dividido entre seu anjo da guarda e seu amigo elemental, Chase e Spike. Acontecimentos inesperados darão um toque surpreendente de romantismo e lágrimas neste último volume da Guerra dos Fae.
Surpresas após surpresas são mantidas até o final, que será ainda mais surpreendente para os fãs da insolente e destemida Jayne. E estão de volta o bom humor com o duende Tim e suas palhaçadas, bem como todos os perigos de um mundo onde de cada personagem ou situação pode brotar uma revelação inesperada, exigindo novas lutas e difíceis adaptações.
O mundo de aventuras de Elle Casey em A Guerra dos Fae tem aqui um encerramento apoteótico e brilhante. Fonte

Essa resenha pode conter spoilers dos livros anteriores, mas não interferem com sua leitura.

Continue lendo…




Resenha: Shingaling

SHINGALINGExtraordinário se tornou um best-seller ao narrar os desafios enfrentados por Auggie, um menino de aparência incomum. Na sequência do romance, J.R. Palacio lançou os e-books O capítulo do Julian, narrado pelo menino que mais fazia bullying contra Auggie na escola, e Plutão, narrado pelo amigo de infância do protagonista. Agora quem conta a história é Charlotte, uma das crianças que recebem Auggie no dia em que ele vai conhecer a escola.

Em Shingaling, temos a oportunidade de conhecer melhor a personagem cuja presença é decisiva em momentos importantes da vida de Auggie. Ela conta sobre sua amizade com Summer (as duas solucionam um mistério juntas) e sobre como foi, para as meninas da escola, começar a conviver com o menino mais extraordinário que já haviam encontrado. Charlotte aproveita para mostrar sua mania de fazer diagramas e explicar como elaborou o preceito citado no final de Extraordinário: “Não basta ser amigável. Você tem que ser amigo.” Fonte

É o Shingaling, querida!




Resenha: Eu, Você e a Garota que vai Morrer

EUN_VOCE_E_A_GAROTA_QUE_VAI_MORRERLivro que deu origem ao filme vencedor do Festival Sundance 2015, nas categorias Público e Crítica, com estreia marcada para 12 de junho nos EUA, Eu, você e a garota que vai morrer é uma mistura perfeita entre drama e humor e um retrato preciso da adolescência em face do amadurecimento. Na trama, Greg tem apenas um amigo, Earl, com quem passa o tempo livre jogando videogame e (re)criando versões bastante pessoais de clássicos do cinema, até a sua mãe decidir que ele deve se aproximar de Raquel, colega de turma que sofre de leucemia. Contrariando todas as expectativas, os três se tornam amigos e vivem experiências ao mesmo tempo tocantes e hilárias, narradas com incrível talento e sensibilidade. Crossover com enorme potencial no segmento young adult, o romance é perfeito para fãs de livros e filmes como A culpa é das estrelas e As vantagens de ser invisível. Fonte

Continue lendo…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 4 de 29« Primeira...23456...1020...Última »