Em outras palavras: À procura da felicidade

A coluna Em outras palavras está de volta, dessa vez com o nosso convidado Felipe, que já fez algumas resenhas conosco. Dessa vez ele fala do livro À procura da felicidade, editado pela Novo Conceito, que ficou famoso pela adaptação para a telona com o Will Smith. Vamos lá saber o que ele achou do livro?

O livro À Procura da Felicidade inspirou o filme homônimo protagonizado por Will Smith (indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro de 2007).
A obra, que figurou no ano passado em várias listas americanas de best-sellers, conta a história de um homem obstinado em alcançar o sucesso em todos os aspectos da vida, mesmo tendo de lidar com traumas de uma infância dura, passando por uma juventude conturbada e várias dificuldades na vida adulta.
O personagem principal é o empresário Chris Gardner, nascido em um bairro periférico de Milwaukee (Wisconsin, Estados Unidos) e de família pobre e desestruturada. Hoje, dono de uma fortuna de 600 milhões de dólares e pai de uma “família feliz”, ele conta que escreveu o livro para mostrar que a vontade e a dedicação pessoal superam quaisquer adversidades. “Meu sucesso é a prova de que, mesmo vindo de baixo, você pode alcançar todos os objetivos que traçar”, conta. “O livro é uma inspiração para ajudar outros que têm ou tiveram o mesmo tipo de origem e família que eu tive.”
Em texto informal e descontraído, a história oscila entre doces lembranças e momentos trágicos, mostrando um Chris “sonhador” em meio à violência de um padrasto alcoólatra, a discriminação racial, a adolescência durante a Revolução Sexual dos anos 70, o flerte com as drogas e o crime – aspectos que o filme não abordou.
Com o casamento, as dificuldades para conseguir um bom emprego e manter um bom padrão de vida para a esposa e o filho passaram a ser as maiores preocupações. Até tomar a decisão que mudaria sua vida: trabalhar na Bolsa de Valores, mesmo sem a formação educacional adequada. Começava assim sua batalha final “à procura da felicidade”. Fonte

Li este livro, claro, após ter visto o excelente filme estrelado por Will Smith. Devo dizer que o livro foi uma grande decepção. Os roteiristas do filme estão de parabéns, pois fizeram uma tarefa hercúlea de transformar um livro arrastadíssimo em uma história emocionante.

O livro conta toda a história de Chris Gardner desde sua infância difícil com pai abusivo, adolescência, passagem pelo exército (ou marinha já apaguei da memória), até chegarmos a vida adulta com suas esposas e depois seu filho.

Caso você esteja se perguntando, os eventos do filme no qual ele dorme com o filho no metrô e também no albergue estão no livro também. Mas há muitos fatos que foram aumentados e inventados para gerar mais emoção no filme (o que na minha opinião foi para melhor).

Ao final do livro saí com a sensação de que o mesmo é uma biografia sem sentido, sem necessidade. Parece que você está A_Procura_da_Felicidade_capa1simplesmente lendo sobre a vida de outra pessoa, e não há nada a aprender com a vida dela, principalmente pelo biografado não ser um personagem com o qual senti qualquer tipo de empatia.

Não serei de todo insensível e dizer que não houveram momentos que marcaram o livro, o momento em que Chris vê seu filho de mãos dadas com o avô (pai biológico de Chris) é muito bonito, assim como o momento em que o menino fala que ele é um bom papai.

Recomendo a todos que assistam ao filme, mas que parem por aí.

Ficha Técnica

Título: À procura da felicidade
Autor: Chris Gardner
Editora: Novo Conceito
Páginas: 396
Onde comprar: Livraria Cultura / Livraria Cultura(pocket) / Livraria Cultura(e-book) / Amazon
Avaliação: 

Se você curtiu a resenha do Felipe, deixe sua opinião nos comentários ou ainda entre em contato com ele no twitter @flpalvares. Ele também tem um blog sobre relacionamentos, o Precisamos Conversar, não deixe de passar lá! E volte sempre, Felipe!

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Jullyane Prado disse:

    Agora eu tô tentando lembrar se eu já assisti esse filme, são tantos filmes que assisto, kkkkkkkkk. Mas tudo bem ainda não li o livro e nossa que chato, normalmente são os filmes que são ruins e os livros são ótimos, mas esse filme deve ser bem emocionante, quero assisti-lo em breve. Parabéns pela resenha!

    [Reply]

  • Cris Aragão disse:

    Eu li esse livro e achei a narrativa bem arrastada mas não de todo ruim.

    [Reply]

  • ana paula ramos disse:

    Nossa como é difícil né, o livro ser decepcionante, quando o filme tão bom!!!
    Eu me emocionei muito quando assisti, achei que me passou sim, uma lição de vida, de como nunca devemos desistir e sempre estar perto de quem tanto gostamos…. acho que vou ficar só no filme! 🙂

    bjoo

    [Reply]

  • Lucas Grima disse:

    Nossa, que surpresa. Normalmente são os livros que decepcionam quando são baseados em livros. “A procura da Felicidade” foi um dos melhores e mais emocionantes filmes que eu já vi.

    [Reply]

  • Ana Paula Candido da Silva disse:

    Eu assisti filme, filmes do Will Smith sou muito fã, ja quero o livro

    [Reply]

  • Alexsander Pereira dos santos disse:

    como assim ??????????

    o livro foi show , umas das biografias mais sincera que já li , recomendo muito esse livro , na minha opinião o livro foi melhor que o filme , muito melhor , se você acha que a vida de chris foi triste , espere até ler o livro , metade do livro conta a historia da sua infância até o final de sua adolescência, ele cometeu bastante erros na sua vida dês de traição a roubo ( Roubo na época da adolescência) ele se apaixona dela bolsa de valores , quando ele encontra uma pessoa dirigindo uma Ferrari vermelha ,
    ele pergunta para o motorista da Ferrari o que você faz ? e como faz ?

    aparti dai sua vida toma um novo rumo ,

    [Reply]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem