O Labirinto do Fauno

Ficha técnica:

Título: O Labirinto do Fauno

Autores: Guillermo del Toro e Cornelia Funke

Tradutora: Bruna Beber

Páginas: 320

Editora: Intrínseca

Sinopse:

Um dos filmes mais aclamados dos últimos tempos, O Labirinto do Fauno transborda das telas do cinema em obra que expande o universo de fantasia e horror da obra-prima de Del Toro.

Quando estreou nos cinemas, O Labirinto do Fauno encantou público e crítica com sua história que mesclava sonho e realidade, trazendo para o universo da fantasia o cruel cotidiano da Espanha fascista de Franco. Mais de dez anos depois, a produção permanece conquistando fãs e mostrando que boas histórias são atemporais.

Nesta edição mais do que especial, o escritor, diretor e roteirista mexicano Guillermo del Toro — a mente por trás do filme e um dos artistas mais inventivos dos últimos tempos — se une a Cornelia Funke, premiada escritora de contos de fadas modernos e autora da trilogia Mundo de Tinta, para narrar a jornada de uma menina pelo Reino dos Homens e pelo Reino Subterrâneo.

No ano de 1944, Ofélia e a mãe cruzam uma estrada de terra que corta uma floresta longínqua ao norte da Espanha, um lugar que guarda histórias já esquecidas pelos homens. O novo lar é um moinho de vento tomado pela escuridão e pela crueldade do capitão Vidal e seus soldados, dispostos a tudo para exterminar os rebeldes que se escondem na mata.

Mas o que eles não sabem é que a floresta que tanto odeiam também abriga criaturas mágicas e poderosas, habitantes de um reino subterrâneo repleto de encantos e horrores, súditos em busca de sua princesa há muito perdida. Uma princesa que, segundo os sussurros das árvores, finalmente retornou ao lar.

No livro, a narrativa de Ofélia é intercalada com ilustrações e contos de fadas inéditos, baseados em elementos-chave de O Labirinto do Fauno. A obra é uma impactante ode ao poder das histórias, seja em imagens ou palavras, e a sua capacidade de transformar a realidade a nossa volta. (Fonte)

“Dizem que há muito, muito tempo, uma princesa vivia no Reino Subterrâneo, onde não havia dor nem mentiras, e sonhava com o mundo dos humanos.”

Assim começa O Labirinto do Fauno.

A história se passa em 1944.
Nessa época a Espanha era governada por Francisco Franco e seu regime autoritário, conservador, nacionalista e católico ficou conhecido como franquismo e só terminou com a morte de Franco em 1975. Foi um regime duro e violento ao qual são atribuídas cerca de 400 mil mortes. Mas havia também anarquistas que lutavam contra o regime e tentavam derrubar Franco.

Com esse pano de fundo acompanhamos a história de Ofélia, uma menina de 13 anos que vai com sua mãe morar próximo a um moinho em uma floresta no norte da Espanha.

A mãe é viúva de um alfaiate e está grávida de um Capitão franquista que lidera um grupo de soldados contra anarquistas que vivem na floresta e tentam sobreviver ao regime.

Assim que chega Ofélia começa a ter contato com criaturas mágicas, quando ouve o bater das asas de uma fada.

A vida no moinho não é fácil para Ofélia. A mãe sempre quer agradar ao Capitán, que Ofélia chama de Lobo, em uma alusão ao vilão dos contos de fada. Mas o Capitán não se importa nem com a esposa nem com Ofélia, tudo que ele quer é seu herdeiro. Para passar adiante aquilo em que ele acredita e a dura disciplina que recebeu de seu próprio pai.

A menina sonhadora, que um dia teve um pai amoroso e uma vida feliz, é tratada como um estorvo pelo homem duro, autoritário e de sangue frio que sua mãe quer que ela chame de pai.

Uma noite, Ofélia segue uma fada até a entrada de um labirinto que fica próximo ao moinho. A fada guia Ofélia pelo labirinto até que ela chega a uma escada que desce por um poço e lá embaixo encontra uma criatura, que em princípio ela pensou ser uma árvore morta coberta de musgo. Mas então, a criatura se mexeu e Ofélia viu o que era metade homem, metade cabra, com grandes chifres, olhos azul-claros felinos, e símbolos entalhados em seu corpo cuja textura lembrava uma casca de árvore, o Fauno.

O Fauno lhe conta que ela é uma princesa do Mundo Subterrâneo e que ela poderá voltar para casa se completar três tarefas até a lua cheia. Ele então lhe entrega um livro com as tarefas e as instruções para completá-las.

Minha vontade era continuar contando pra vocês timtim por timtim de cada tarefa e tudo que Ofélia vivencia, mas aí não ia ser uma resenha e sim um resumo, e um bem extenso. Hehe

O filme do diretor Guillermo del Toro, que também dirigiu A Forma da Água (Oscar de Melhor Filme de 2018), foi lançado em 2006 e traz diversos simbolismos, imagens e uma trilha sonora que juntos nos fazem entrar neste mundo e vivenciar a bela fantasia que a menina vive, mas também a frieza e crueldade de um momento tão obscuro da história da Espanha, e do mundo.

O livro foi lançado este ano e foi escrito pela fantástica Cornelia Funke, autora da trilogia Mundo de Tinta (um dos meus mundos de fantasia favoritos!!!!!) e da série Reckless, e com ilustrações lindíssimas de Allen Williams, que voc

Se você assistiu o filme e tem medo de se decepcionar lendo o livro, ou acha que estará simplesmente lendo o roteiro do filme… Não tema!!!

Cornelia Funke fez um trabalho excepcional sendo totalmente fiel ao filme, mas de uma forma que faz com que o leitor mergulhe na história, pensamentos e sentimentos de seus personagens. Além disso, a autora nos brinda com 10 contos que se mesclam perfeitamente na história e estilo de Guillermo del Toro e complementam ricamente O Labirinto do Fauno.

Uma leitura riquíssima que nos mostra como a fantasia sobrevive em um mundo frio e cruel.

“Crianças percebem essas coisas, pois só podem observar e se proteger das tormentas que os adultos criam. Das tormentas e dos invernos.”

Este livro foi gentilmente cedido pela editora para resenha.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Shadai disse:

    Semanas atrás assisti o A Forma da Água, e sem sombra de dúvida acho O Labirinto do Fauno muito melhor!
    Vi no instagram o post com imagens do livro, e mandei para uma amiga que é fã do filme, e ela achou lindo, provavelmente ela comprará e eu pegarei emprestado.

  • Carolina Trigo disse:

    Oi, Drika!
    Eu amo o filme do Labirinto do Fauno. O jeito que o Guillermo del Toro constrói esse mundo com seres fantásticos em um momento tenebroso da Espanha é extraordinário.
    Tenho um pouco de receio do livro, mas por enquanto eu só li críticas positivas sobre ele. Ainda não li nada da Cornelia Funke (deveria ter lido pelo menos o primeiro volume da trilogia Mundo de Tinta ano passado, mas não deu tempo…), mas os leitores falam muito bem da escrita dela, então achei uma boa escolha.
    Bjss

  • Jessica Oliveira disse:

    Oi, Drika!
    Tudo bem? Eu adorei o filme, para mim ele foi mil vezes melhor do que A Forma da Água. Eu queria muito comprar a versão física dele, mas infelizmente só consegui comprar o e-book, que pelo menos é melhor que nada. rsrsrsr
    Ele já tá aqui na minha lista de próximas leituras e estou bem ansiosa para iniciá-lo. Espero que a história seja igual ou mais encantadora do que o filme.

    Beijos.

    Books and Movies
    http://www.booksandmovies.com.br/

  • thayenne disse:

    Olá,
    O que acho curioso no Guilherme é que ele cria livros a partir de filmes e não o contrário como geralmente vemos, é bem curioso isso. Já assisti ao filme há alguns anos atrás, foi um filme chocante para mim na época, pois eu era muito nova e me assustava fácil (infelizmente isso ainda acontece hahaha). Pode ser que com a leitura seja mais leve, então estou disposta a dar uma chance a essa obra, sem contar que essa edição está linda.

    beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

  • Thayza disse:

    Olá!

    Assisti ao filme a muito tempo e não tenho recordação clara, lembro pedaços da história e acho que por isso a ideia de conferir o livro e preencher essas lacunas de uma forma diferente tenha me atraído tanto e também gostei muito da capa o que ajuda de mais no meu caso. Espero ter a oportunidade de ler em breve, obrigada pela dica.

    Beijos

  • Dayhara Ribeiro Martins disse:

    Oie, eu tenho um pouquinho de medo desse filme então acabei nunca assistindo ele todinho haha acho que talvez com o livro eu possa finalmente entender como a história acontece e tudo mais, sem contar que essa capa é maravilhosa!

  • Marijleite disse:

    Oi, sou super curiosa para ler algo da autora. Não cheguei a ver o filme mas já quero esse livro, pois essa mistura de um contexto histórico e com a fantasia que Ofelia encontra são muito interessantes para mim.

  • Luna disse:

    Acho que sou uma das poucas pessoas que ainda não assistiu O Labirinto do Fauno.rsrs Pelo menos, não lembro de ter visto.

    Amei saber que a história mescla fantasia com acontecimentos reais da época. Eu já estudei sobre o regime autoritário de Franco e as mortes provocadas por ele e foi realmente um período de terror para as pessoas que viveram sob o domínio desse monstro.

    Acredito que vou preferir ver o filme. Não sei se chegarei a apostar no livro, talvez futuramente.

    Bjs!

  • Vitória Zavattieri de Andrade disse:

    Ooi,
    Eu não sei como ainda não assisti esse filme! Adorei sua resenha e achei super linda essa edição da intrínseca. Espero conseguir assistir o filme e poder ler o livro depois, parece o tipo de história que vai me conquistar rapidamente.

    Beijos

  • Ana Luz disse:

    Olá, tudo bem?

    Eu tenho mesmo receio de ler livros que são escritos depois de filmes, curto quando é o oposto. Mas o fato de você dizer que o livro vai além, que não é só a história do filme me deixou curiosa…

    Beijo.

  • Jéssica disse:

    Oi Drika!

    Eu assisti a alguns anos O Labirinto do Fauno e morri de medo, por isso eu acho que não vou ter coragem de ler o livro, mas fiquei feliz com as suas considerações sobre ele porque a Ana (outra adm do site) quer muito ler e acho que ela realmente vai adorar.

    Ahh eu preciso dizer que amo a Cornelia (sou apaixonada por Coração de Tinta) e acho muito interessante quando um livro faz esse caminho inverso de ser adaptado de um roteiro de um filme.

    Beijihos

  • Além de uma prateleira disse:

    Nossa esse livro parece ser sensacional. Fiquei muito instigada com o que a Ofélia precisar fazer para poder voltar para casa. Não tinha conhecimento do filme e fiquei bem curiosa para ver ele. Achei a capa desse livro bem interessante e pelo que você comentou tem muito a ver com a história do Livro.

    Beijão

  • Leitura Enigmática disse:

    Preciso ler essa obra urgente, mas seu preço está bem alto. Tomara que o encontre com um preço bom na Black Friday, pois minha curiosidade está muito aguçada para saber dessa trama na íntegra.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem