Outras páginas: Fullmetal Alchemist

Ficha técnica:

Nome: Fullmetal Alchemist

Autor/ilustrador: Hiromu Arakawa

Volumes: 27 (Edição especial) 

Editora: JBC

Nossa, faz tempo que não escrevo nada para essa coluna! Mas finalmente terminei de ler minha coleção de Fullmetal e quero dar a minha impressão sobre ela.

Lançado no Japão de 2001 a 2010, foi compilado em 27 volumes, sendo lançado aqui no Brasil pela JBC, inicialmente com 54 volumes. Passado um tempo, a editora relançou a série, com um papel de mais qualidade e em 27 volumes e 3 guias da série.

Do que se trata Fullmetal Alchemist?

O mangá narra a história de Edward e Alphonse Elric, dois irmãos que , por causa da alquimia, perderam partes de seu corpo. No caso de Alphonse, ele perdeu o corpo inteiro, sua alma foi preservada em uma armadura graças a Edward. Já Ed, ele perdeu uma perna e um braço. Eles ficaram dessa forma ao tentar uma realizar a transmutação humana, uma técnica proibida para os alquimistas, para trazer a mãe deles de volta à vida.

Para recuperar seus corpos de volta, Ed resolve se tornar alquimista federal e, em meio a suas missões como alquimista, ele procura pistas da pedra filosofal, elemento que é a chave principal para os irmãos Elric.

Em meio a essa busca, os dois acabam enfrentando algo muito maior, que começou justamente com o pai dos meninos, há muito tempo, e se estendeu por anos, que também envolve a alquimia e um homúnculo. 

Então, a saga dos dois não se resume simplesmente à busca pela pedra filosofal. Meio que essa busca acabou ficando como um foco secundário da saga dos irmãos Elric, mas em decorrência dela, eles acabaram em uma teia de um plano que envolvia até mesmo o próprio líder de seu país.

A história traz personagens carismáticos, embora o autor não tenha piedade nenhuma sobre matá-los (acho que já vimos isso antes rs) ou sobre o sofrimento que lhes é imposto no decorrer da saga.

Sério, teve vezes que eu demorava para ler um volume, porque a carga emocional batia forte, seja de emoção ou de desespero ao ler determinada cena.

Se tiverem oportunidade de ler, eu recomendo. Seja online, ou no papel, a história dos dois é muito boa, tem uma carga dramática precisa e, claro, não podia faltar também o bom humor. Ed fica mega irritado quando o chamam de “baixinho” e isso rende ótimas risadas.

Vocês podem encontrar mais informações sobre a série aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Karini Couto disse:

    Tudo bem? Não conhecia essa coluna do seu blog, achei bem interessante, pois costumo ler alguns mangás que compartilho com meus filhos.
    Eu não conhecia esse, vou perguntar ao meu filho se ele já leu.
    Mas já de início, adorei a premissa, que trás uma coisa que me interessa muito, alquimia.

    Beijos.

  • Nina Spim disse:

    Oi, tudo bem? Conheço os mangás de nome, mas nunca li. Gosto de mangás, mas faz tempo que parei de lê-los. Acho que vou gostar desse, gostei da aventura dos irmãos. Que pena que o autor é um matador sem piedade, rs. Mas acho que faz parte, né. Adorei a dica!

    Love, Nina.
    http://www.ninaeuma.blogspot.com

  • Mariana Akeme Ogawa disse:

    Eu ainda não terminei o mangá por falta de $$$, mas a série já perdi a conta de qts vezes eu assisti. O ed e o al são fofos! e os personagens ‘secundários’ até hj eu não consegui escolher o meu favorit@; a mestra deles é ótima, mas o mustang !!! enfim. realmente a série é ótima, a história super bem construida e mais ainda achei legal vc falar do pacote, pois assim evita spoiler.

  • Lana Silva disse:

    Eu não leio mangá, já tentei mas infelizmente não me envolveu como eu esperava. Por essa razão eu não conhecia essa série, mas para e fan com certeza se interessará pela leitura até pelo seu conteúdo dramático e ao mesmo tempo divertido.

  • Maria Paula de Barros disse:

    Olá! Tudo bem?

    Eu não tenho muito o costume de ler mangás, acho que por isso crio a impressão que não gosto. Esse me parece ser muito bom, espero que tenha sido e seja uma experiência muito boa para quem gosta do gênero.

    Beijos,
    Blog Diversamente

  • Paac Rodrigues disse:

    eu adoro mangás e cheguei a iniciar esse ai mas acabei parando a anos atrás kkkk, o anime não tive coragem de ver por causa da cena traumatizante kkkk.

  • Beatriz Andrade disse:

    Que nostalgia esse post me trouxe! Eu li a coleção de Fullmetal por volta dos meus quinze anos ou pouco mais, eu adoro! Dias atrás eu vi o live action na netflix pela terceira vez kkkk. Adorei o seu post!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem