Queridinho do Mês – Rose Tyler

Uma vez ou outra nós nos deparamos com um personagem pelo qual nos apaixonamos de tal maneira que nada mais faz muito sentido se ele/ela não estiver nas páginas. Esses são aqueles personagens sempre inseridos em conversas aleatórias, aqueles que seus amigos não aguentam mais ouvir o nome de tantas referências que você faz. São aqueles personagens que você passa horas e horas imaginando o que aconteceu com ele após fechar o livro, ou o que irá acontecer no próximo volume… que não importa a quantidade de informação que você tenha sobre ele, nunca parece ser suficiente. Esses são os personagens que eventualmente, de uma forma ou de outra, quebram nosso coração.

Rose Tyler (interpretada por Billie Piper), de Doctor Who, é uma dessas personagens para mim. Vocês estão provavelmente se perguntando o que uma personagem de uma série de TV está fazendo em um blog de literatura, mas eu tenho uma explicação: sabem aqueles personagens que nós amamos tanto e precisamos tanto falar sobre eles que encontramos explicação para tudo? Rose aparece em pelo menos 12 livros que acompanham a série de TV, publicados pela BBC Books e embora eu tenha lido apenas um deles posso dizer que é a mesma Rose da TV.

The Doctor showed me a better life. (…) That you don’t just give up, you don’t just let things happen, you make a stand. You say no. You have the guts to do what’s right when everyone else just runs away!

AVISO: Contém spoilers das quatro primeiras temporadas da nova série de Doctor Who. Se você é um dos meus amigos aos quais eu ameacei convenci a ver a série, pare exatamente aqui. A não ser que você seja a Lucy, nesse caso pode ler sem problemas!

This will be the last story I’ll ever tell…




Top Ten Tuesday: Livros Para Quem Não Lê Young Adult

Ok, está bem: Young Adult não é um gênero, vocês me pegaram aí. Ainda assim, é tratado como um e existe bastante preconceito com relação à literatura YA. Já cansei de receber olhares tortos de estranhos na livraria por estar folheando exemplares na área teen, ou de ser vista sob outros olhos por conhecidos meus quando digo que leio livros infantis ou juvenis. Mas o que mais me irrita é ver adultos tecnicamente maduros repreendendo adolescentes por lerem livros que – pasmém – foram escritos para eles, com personagens na sua faixa etária, e problemas, dúvidas e situações bastante comuns na fase mais volátil de nossas vidas. É por isso que com o TTT de hoje eu não poderia deixar de chamar a atenção para os livros escritos para jovens adultos, que tratam os leitores como pessoas inteligentes e – ao contrário de tantos adultos que discriminam esses livros – capazes de discernir entre o que é bom ou ruim para eles.

Lembrando que o Top Ten Tuesday é uma iniciativa do blog The Broke and the Bookish.

Continue Lendo




Viagem Literária: Casa de Ernest Hemingway

Logo que fiquei sabendo que passaria uma semana em Key West (Flórida) a trabalho, comecei a pesquisar sobre a pequena ilha a 3 horas de Miami. Foi durante essa pesquisa inicial que descobri que aqui foi a residência de Ernest Hemingway por quase uma década, e que sua casa foi transformada em um museu. Eu ainda não li nada de Hemingway, embora venha desejando Adeus às Armas há muito tempo. Mas de tanto ouvir a Michele falar sobre ele (que fez uma aparição até mesmo no Autor de Cabeceira pertencente à F. Scott Fitzgerald) e claro, porque eu não poderia perder a oportunidade de ver o lugar onde ele viveu e escreveu, assim que tive um tempinho livre, fui fazer uma visita.

All good books have one thing in common – they are truer than if they had really happened




Resenha: Julieta Imortal, Stacey Jay

Sinopse: Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz. Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano. Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará de tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela. Fonte

Eis aí um livro que gostei e não gostei. Pelo menos não tive vontade de jogá-lo na parede, mas achei algumas partes bem dramáticas – ao extremo, devo dizer. Aliás, esse livro me fez ter vontade de escrever uma fan-fic sobre o Romeu, porque achei a personagem dele muito mais interessante que a Julieta e o final aberto a “N” possibilidades, mas aí descobri que o livro tem continuação, então passou. Vamos ver como a Stacey vai fazer com o Romeu primeiro. hehehe

Conselho de amiga: Gostando ou não de Shakespeare, leia o livro de mente aberta. Vou explicar com a resenha.

Continue lendo…




Top Ten Tuesday: Dez melhores capas

O Top Ten Tuesday dessa semana tem como tema “Top Ten Favorite Covers”.  Na verdade, esse assunto foi uma super coincidência. Na semana de tema livre, a Lucy falou exatamente sobre isso (vocês podem ler o post dela aqui). Eu tentei escolher livros diferentes da lista dela!

Esse TTT foi bom por um motivo: me fez perceber que eu realmente não julgo um livro pela capa! Eu tive que pensar muito para selecionar as dez…

Lembrando que o TTT é organizado pelo blog The Broke and The Bookish!

O que uma capa pode dizer?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...