Terça Livre: Quando precisamos recarregar as energias

 

Já tiveram aquela sensação de corpo pesado, parecer estar carregando o mundo nas costas?

Esse ano foi meio cármico para mim, com mudanças bastantes necessárias, porém não necessariamente positivas em alguns quesitos. Minha rotina agora é bem diferente da de um ano atrás, e isso não é necessariamente negativo também. Mas está longe de ser confortável no momento.

Tanto que algumas coisas que eu AMO fazer parecem me sufocar. Na verdade, reconheço que eu mesma sou a culpada, porque eu me cobro demais – e por incrível que pareça, esse ano eu não vi muito progresso nessa atividade em questão, por vários motivos.

Acho que por isso que estou com aquela sensação de ter um peso nas minhas costas. Aquele cansaço que lembro muito bem de ter nos finais de ano letivos, especialmente da faculdade, quando não aguentamos mais aquela aula chata de Economia e você só quer jogar os livros para o alto e… dormir.

Dizem que uma coisa boa para isso é ir para a praia, para descarregar as energias negativas e se recarregar com boas vibrações. O mar tem esse poder – pelo que me contam (eu sou de São Paulo e pouco vou à praia, não sou entendida no assunto rs).

Antigamente, mesmo cansada, eu não sentia essa necessidade de ir à praia para recarregar minhas energias, eu conseguia fazer isso aos poucos, na metrópole mesmo. Mas esse ano… sei lá, me deu vontade, pra ver se dá certo e descarregar até algumas energias remanescentes das “bads” de anos anteriores e recarregar com tudo.

Mas sabem, do litoral paulista só conheço Santos (oi, Karen!♥) e Ubatuba, não sou uma pessoa praiana, infelizmente. Dizem as más línguas que eu até levo a chuva da capital para o litoral (oi, Karen! ♥) – mas pelo menos levo doces também. rs

Enfim, alguém aí tem essa necessidade de recarregar as energias? Me indiquem algum processo, simpatia ou mesmo uma praia bacana só pra ser diferente! (Mas eu vou pra Santos em janeiro, anyway, fazer bolo na casa da Karen e do Felipe) rs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Larissa Dutra disse:

    Olá, tudo bem? Menina, minhas energias estão descarregadas desde que nasci; se tu souber algo que ajude, me conta, por favor! Hahahaha. Adorei esse tipo de postagem mais reflexiva, às vezes é bom algo assim!

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Lucy disse:

    Oi, Larissa! Pode deixar! rsrs
    bjos

  • Diane Ramos disse:

    Olá…
    Amei o post! Acho super válido fazer posts mais reflexivos assim…
    Esse ano também não foi muito bom pra mim, mas, estou sentindo que coisas boas estão por vir.
    Quando sinto sufocada assim tento tirar um dia para não fazer absolutamente nada.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

  • Lucy disse:

    Oi, Diane! Que bom qu vc tem essa sensação! Espero que venham muitas coisas boas para todos nós!
    É bom ter um dia para fazer absolutamente nada, desde que a gente não se cobre por esse dia depois (isso acontece comigo, aí é pior rsrs).
    bjos!

  • Luna disse:

    Eu tenho sentido isso com frequência. Parece que o mundo pesou mais este ano, sinto que foi um dos piores anos da minha vida no quesito “emocional”. Minhas emoções ficaram todas agitadas, ao ponto de eu mal conseguir manter o domínio de mim mesma, da minha vida, e ter necessitado de terapia para reequilibrar meus sentimentos. Não foi um ano nada fácil.

    Eu sou apaixonada pelo mar, mas moro longe da praia, então, quase não vou. Geralmente prefiro a praia quando ela está vazia.

    Para melhorar minhas energias gosto de observar a natureza, frequentar a biblioteca (o simples fato de estar dentro de uma biblioteca, rodeada por livros e por aquele silêncio maravilhoso já me faz bem), ver exposições com obras de artes, sentir o vento passar por mim… E ouvir músicas instrumentais que possuem aquele efeito calmante maravilhoso. Também faço meditação às vezes.

  • Lucy disse:

    Oi Luna! Receba meu abraço, mesmo que virtualmente. *hugs*
    Às vezes parece que a gente vai por um caminho certo, mas vem a vida e nos puxa pro lado sem nem perguntar, né?
    Nossa, super apoio visitar biblioteca. Tem muito tempo que não vou… Realmente o ambiente é tudo de bom!
    Música instrumental e meditação são ótimas dicas! Obrigada!
    Bjos

  • Rayanni K disse:

    Olá, tudo bem? Mulher, vem conhecer a minha cidade Caraguatatuba, aqui é o canal para o litoral norte!
    Esse ano no quesito emocional foi bem inTENSO aqui para mim, mas nada que uma caminhada na praia não tenha “ajudado” em certos momentos.

  • Lucy disse:

    Ai, Rayanni! *__*
    Fiquei com vontade agora! hahahaha
    Adorei a sua dica, obrigada! ♥

  • Camila - Leitora Compulsiva disse:

    Oi, Lucy.
    Esse ano tem sido bem difícil para mim também e uma das coisas que mais gosto de fazer para recarregar as energias é me desconectar das redes sociais, desligar os telefones, tomar um bom banho relaxante e sentar para ler um romance rasgado, tomando uma bela garrafa de vinho!!!! Clichê ou não, isso SEMPRE funciona para mim e eu nem preciso viajar para isso!!! kkkkkk Quem sabe te ajude!
    Beijos
    Camis – blog Leitora Compulsiva

  • Lucy disse:

    Oi, Camis!
    É verdade, às vezes o que precisamos mesmo é de uma “desintoxicação” das redes sociais, telefone, internet (exceto se a internet estiver relacionada a assistir algum filme ou série bacana rs).
    E A-MO vinho! (vinho doce, eu sei, mas ainda é vinho kkkk).
    bjos!

  • KARLA SAMIRA VIEIRA ZOLINI disse:

    Olá! Esse ano me parece que foi difícil para todo mundo! Uma viagem é interessante para nos colocar no prumo novamente. Se você não é praiana, talvez uma viagem para outro lugar seja interessante Eu escolho para me distrair sempre algo que curto, ler, meditar, ouvir/assistir a um DVD inteiro de música que eu curto sem celular na mão, dançar na frente da TV, ir a um ponto alto da cidade e apreciar a paisagem… espero ter ajudado! Beijos!

  • Carolina Trigo disse:

    Oi, Lucy!
    As vezes, precisamos de uma pausa e se desligar do mundo.
    Acredito que o ano foi difícil para todo mundo, mas precisamos sempre achar uma saída e essa pode ser diferente para cada pessoa.
    Não sou muito fã de praia, então para mim funciona só ficar em casa, sem fazer nada de importante e só ficar assistindo filmes, séries, ou vendo vídeos no Youtube.
    Espero que consiga recarregar as energias.
    Bjss

  • Lucy disse:

    Oi, Carol! Como eu disse, nem sou praiana. Gosto mais do campo, talvez eu devesse também investir em conhecer melhor o interior de São Paulo (ou Minas, que nunca fui rs).
    Bjos!

  • Bianca Silva disse:

    Olá
    Esse ano eu senti uma enorme vontade de recarregar as energias, pois assim como você o meu ano de 2019 foi um ano de mudanças, nem todas boas, e tive muitas crises de ansiedade e já havia tempos que não tinha, para você ter ideia ler um livro tava sendo um sacrifício para mim, pois o mesmo me deixava ansiosa e isso foi me destruindo por dentro de uma maneira inimaginável, Como sou de Minas estou olhando algumas viagens para fazer no inicio do ano, pois preciso muito dessa renovação de energia.

    Adorei seu post.

    bj

  • Ivi 6 disse:

    Parece que nos dias de hoje precisamos a todo momento recarregar nossas energias e uma boa dica para isso e nos manter longe de quem suga nossa enerfia. Amei o post.
    Beijos

  • Maria Luíza Lelis disse:

    Oi, tudo bem?
    Parece que 2019 foi um ano pesado para muita gente né? Eu também tive muitas mudanças na minha vida nesse ano e terminei realmente esgotada. Não sei quando conseguirei ir na praia, mas acho que qualquer oportunidade de se conectar com a natureza já ajuda muito. E algo que tem sido muito importante para mim é tirar um tempo para ler, assistir filmes ou alguma outra atividade que me faça bem. Tirar aquele tempo para mim, sabe?
    Enfim, adorei seu post e espero que tenha conseguido recarregar as energias e que seu 2020 seja um ano maravilhoso!
    Beijos!

  • Rafaelle Vieira disse:

    2019 foi um ano bem puxado pra mim também, foram meses de altos e baixos e também senti a necessidade de relaxar em Dezembro. Espero que 2020 traga muitas coisas boas e seja um ano mais leve.

    Beijos!

  • Lary Zorzenone disse:

    Olá
    Eu também não sou uma pessoa muito praiana. Eu ando sentindo muito essa necessidade de recarregar, de estar em contato comigo, me descobrir. O meu jeito de fazer isso é escrevendo… É o que funciona, mas ando com a vontade de estar mais em contato com a natureza.

    Vidas em Preto e Branco

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem