Queridinho do mês: Michael Moscovitz

Não é segredo para ninguém que eu leio muito chick-lit. Nada mais justo então do que meu segundo “queridinho do mês” ser sobre o primeiro mocinho desse gênero que eu tive uma paixonite. E realmente foi uma paixonite adolescente já que eu tinha 15 anos na época que eu comecei a ler “Diário da Princesa”. E dez anos depois eu posso dizer: Michael Moscovitz, quando Meg Cabot te escreveu, ela estava realmente inspirada…

Aviso: Essa coluna possui alguns spoilers da série de livros “O Diário da Princesa”. Os spoilers maiores se concentrarão até o terceiro livro da série, “A Princesa Apaixonada”. Mas não será nada que estrague a leitura…

Se Mia Thermopolis, protagonista da série “O Diário da Princesa” estivesse escrevendo esse texto, provavelmente ela começaria com uma lista. Então vamos lá:

10 coisas que você precisa saber sobre o Michael Moscovitz:

1. Michael Moscovitz é o irmão mais velho de Lilly Moscovitz, melhor amiga de Mia Thermopolis;

2. O nome é grande e você está com preguiça de escrever? Pode escrever MM que todo mundo irá entender (e se você se lembrar do chocolate M&M, saiba que você não é a única pessoa. Inclusive, tem uma cena muito legal com o chocolate no filme “O Diário da Princesa”);

3. Se ele fosse um bruxo e estudasse em Hogwarts, ele iria para a Corvinal. Sim, ele é nerd. E muito;

4. Apesar de não acreditar em nenhum esporte organizado e de passar muito tempo na frente de um computador (ele tinha até uma revista online, a Crackhead), ele tem um físico… Han… Interessante;

5. Ele é tão nerd que o cachorro dele se chama Pavlov (Ivan Pavlov foi um cientista que estudou sobre os processos digestivos em animais);

6. Quando ele desistiu da revista online, ele montou uma banda chamada Skinner Box. Sim, ele sabe tocar instrumentos e ele compõe músicas;

7. Ele sabe as falas de Star Wars. E repete essas falas com você;

8. Ele não gosta de ir a bailes em escolas, mas se você for o amor de sua vida, ele vai. Mesmo se você já estiver indo com outra pessoa e ele tiver que ir sozinho;

9. Ele sabe cozinhar. Ei, coisas fáceis também são consideradas comida!

10. Ele consegue agüentar todos os surtos da Mia. E só por isso, ele merece um troféu!

Michael é aquele personagem fofo que você quer abraçar em vários momentos e fazer “Awww”em outros. Ele me conquistou desde o primeiro livro, quando tentava sutilmente (ou nem tão sutilmente assim) mostrar para a Mia que ele gostava dela. Como não se lembrar daquelas primeiras aulas particulares de Álgebra? As várias indiretas e a Mia nem percebia? Aliás, essa é uma grande característica do personagem: ele é persistente. Ele não desiste fácil dos seus objetivos. Ele vai atrás. Mesmo com a Mia suspirando pelo Josh… Aliás, tem uma cena muito interessante: o MM fez uma música sobre a Mia, cantou para ela e eu não percebeu!

O que eu acho mais interessante no Michael são as coisas carinhosas que ele faz pela Mia. A forma que ele se “declara” para ela… Sério, eu fiquei suspirando por dias. Dias. Combinou tanto com o contexto da história e com a Mia que não tinha como não pensar “Existem garotos assim de verdade?”.

Até o quarto livro, muitas pessoas falavam “Mas o Michael é perfeito, ele não defeitos”. Em primeiro lugar, nós temos que levar em consideração que o livro é escrito pela Mia e ela é uma narradora muito tendenciosa. Nós não podemos acreditar em tudo o que ela escreve. Como ela gosta do MM, ela passa sim por cima de alguns fatos. Mas, a partir do quinto livro, a gente pode notar uma característica “negativa” dele. Dependendo da situação, tudo tem que ser exatamente como ele quer. A Mia até o descreve como meio “mandão”.

Uma outra característica interessante do Michael é que ele não quer ser somente o consorte real. O MM sabe que a avó da Mia não acha que ele é um consorte apropriado e todas as revistas de fofoca querem que a princesa namore uma pessoa de uma família real ou celebridade. É por isso que ele quer que a família dela e todos percebam que ele também é alguém especial e que merece sim estar ao lado dela. E esse fato acaba gerando um dos momentos mais críticos de toda a série…

É difícil tentar falar sobre o personagem sem dar muitos spoilers, mas o que eu posso dizer é que de todos os personagens que eu já li até hoje, Michael seria o que mais combinaria como “namorado perfeito” para mim. Talvez, por isso, que eu tenha um carinho tão grande por essa série e por ele. No quesito escrita, Diário da Princesa não é a melhor série da Meg. Mas ela tem um valor emocional para muitas pessoas, e é isso o que torna essa série tão especial.

E todo mundo já deve conhecer o filme “Diário da Princesa”. Na verdade o filme é MUITO diferente do livro, mas as características do Michael permanecem bem fiéis. Aliás, o Robert Schwartzman interpretou muito bem o personagem. E é por isso que eu adoro o filme (além é claro da Anne Hathaway estar perfeita como Mia). Apesar das cenas e situações diferentes, você consegue perceber a Mia e o Michael dos livros… O segundo filme, eu nem vou mencionar, porque na verdade ele está mais para um grande fanfiction de Universo Alternativo!

Na tarde de autógrafos na Bienal do Livro no Rio de Janeiro, eu simplesmente tive que dizer para Meg Cabot que eu amava o Michael (sim, eu tinha 22 anos na época e disse isso. Ei, eu fiquei na fila com uma coroa de princesa .Eu posso!!!). Ela deu aquela risada maravilhosa e respondeu: “Michael é um dos meus personagens favoritos”. Quem sou eu para negar?

Obs: Enquanto eu estou editando esse texto, eu também estou no Twitter. E a Meg Cabot acaba de postar que essa é a “National Princess Week”! Eu não sabia, então peguem as suas tiaras e vamos comemorar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Mariana disse:

    Li Queridinho do Mês: Michael Moscovitz e fiquei imaginando QUEM será que tinha escrito o post… quem, né, sis? Hahahaha
    MM é MM, não tem nem o que discutir. E sim, o segundo filme de DdP é basicamente uma fanfiction de universo alternativo: legal, mas não poderia estar mais longe do canon. XD

  • Lucy disse:

    Eu ñ cheguei a ler O diário da Princesa, mas de tanto ouvir a Lany falar desse M&M ele acabou ganhando meu respeito. rsrs
    Cada vez que a Lany posta sobre essa série dá vontade de ler. hahaha

  • Lany disse:

    Mari: Queeem mais poderia falar sobre o MM? Hahaha!
    Lucy: Ai Lucy, você que também lê Meg Cabot, dê uma chance para Diário da Princesa. É legal hahaha!

  • Vania disse:

    Eu estava esperando por esse seu QdM, Lany!!! Afinal, foi você que me convenceu a ler Diário da Princesa então é sua culpa que eu tenha me apaixonado pelo MM também! Eu gosto de compará-lo aos mocinhos da Jane Austen: maravilhosos na medida certa, não tem como não se apaixonar por ele. Às vezes eu tenho vontade de reler a série (ou continuar, porque parei no quarto livro) só por causa dele haha. E das listas da Mia, claro.

  • Polyandra disse:

    AAh foi muito lindo encontrar esse texto, enquanto tava matando as saudades do meu amor-platônico-literário: MM!! Amei a lista *o* e eu também tenho um enorme carinho pela a série, e concordo com vc quando vc diz que o Michael é o mais proximo do que um namorado “perfeito” pode existir! Saudações reais, Princesa haha

  • Lany disse:

    Muito obrigada pelo comentario! Adoro conhecer mais pessoqs aue também amam o MM! *-*

  • Giulia disse:

    Nossa, eu adoro o Michael. Desde anos e anos atrás. Eu comecei a ler em 2007, na época eu tinha 13/14 anos. O MM era o garoto dos sonhos, haha. Assisti o filme umas 875837924 vezes. Hoje em dia eu olho pra trás e sinto falta disso.. hoje basicamente gosto demais do Mr. Darcy (Orgulho e Preconceito), mas sempre haverá um lugar pro MM. Salve Meg! ;)

  • Lany disse:

    Fiquei muito feliz com o seu comentário! É sempre bom encontrar mais pessoas que amam o MM! Eu comecei a ler a série em 2006 e eu também assisti o filme muitas vezes! *-*

  • Top Ten Tuesday – Dez livros para quem gosta de “Once Upon a Time” « Por Essas Páginas disse:

    […] de Genóvia, como os seus problemas e amorosos e na escola. Eu até fiz um Queridinho do Mês com o Michael Moscovitz, porque eu nem tinha uma queda por ele quando era adolescente: era um tombo […]

  • Isabela disse:

    Aaaaah, Michael… Até hoje a minha crush eterna!! Se aparecer um desses na minha vida, eu caio pra trás. Falo sério.
    Eu adorei como ele foi retratado no filme. Além de estar super fiel ao livro na minha opinião, ele tem um lance meio Beatles que é simplesmente uma graça. Viva Michael!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem